Imagem: Tyson, Eren e o Tengen Uzui.

‘Ataque dos Titãs’, ‘Demon Slayer’ e ‘Beyblade’ ficam entre as séries mais populares da semana, segundo JustWatch

Ranking coloca séries entre as 10 mais assistidas nos streamings no Brasil na última semana.

Segundo levantamento do JustWatch, Ataque dos Titãs, Demon Slayer: Kimetsu no Yaiba e Beyblade ficaram, respectivamente, nas terceira, quarta e oitava posições do top 10 semana do JustWatch de séries para streaming (07 de fevereiro-13 de fevereiro), respectivamente.

Ataque dos Titãs estreou ontem (13) a dublagem brasileira da última fase do animê. Demon Slayer encerrou a segunda temporada, com exibição pela Funimation e Crunchyroll também ontem, e Beyblade entrou no Prime Vídeo (a série está na Pluto TV e no Youtube também).

Novamente, Dragon Ball Z, ausente de plataformas com as quais a Toei tende a trabalhar com maior proximidade no Brasil, entrou no ranking, na nona posição.

Confira:

Imagem: A lista de séries com Pacificador, Boba Fett, Ataque dos Titãs, Kimetsu, Pam & Tommy, Raised by Wolves, All of us Are Dead, Beyblade, DBZ e Walking Dead.
Divulgação: JustWatch.

Esses números não são oficiais dos respectivos serviços, mas feitos com base na popularidade dos filmes a cada semana, com dados independentes colhidos pelo JustWatch.


Fonte: Release de imprensa


Ataque dos Titãs

Attack on Titan, Shingeki no Kyojin

Titã e Eren, em cena de 'Shingeki no Kyojin'

Attack on Titan (Shingeki no Kyojin) foi criado como mangá por Hajime Isayama em 2009, nas páginas da Bessatsu Shonen Magazine. Os capítulos renderam 34 volumes encadernados, com publicação no Brasil pela Panini – que também trouxe os spinoffs da franquia Ataque dos Titãs: Antes da Queda e Ataque dos Titãs: Sem Arrependimentos.

Conta a história de um mundo distópico onde a humanidade vive isolada por muros, buscando a sobrevivência contra os “titãs”, criaturas enormes que se alimentam dos homens.

Recentemente, Attack on Titan teve exibição na TV aberta brasileira pela Loading, dentro do bloco Funimation TV. Todas as temporadas estão disponíveis na Crunchyroll e na Funimation, nesta inclusive com versão dublada.

Dois longas-metragens em live-action, produzidos em 2015, foram exibidos em sessões restritas em cinemas do Brasil em 2018 e atualmente estão disponíveis na Netflix. Três filmes compilatórios que resumem as duas primeiras temporadas do animê também chegarão de maneira oficial por aqui até o fim do mês, no Amazon Prime Video. Saiba mais em nossas críticas aqui e aqui.


Beyblade

Personagens de Beyblade em pose de batalha
Beyblade | Imagem: Divulgação

Beyblade começou como uma linha de brinquedos criada pela Takara Tomy e lançada em 1999. Em 2001, o estúdio Madhouse produziu a primeira animação da franquia, baseada no mangá de Takao Aoki. Essa trama traz a equipe dos Bladebreakers (BBA Team, no original), um grupo de jogadores de Beyblade, esporte em alta no universo da franquia que é um tanto parecido com jogo de pião.

Acompanhamos então Tyson Granger (Takao Kinomiya), Kai Hiwatari, Max Tate (Max Mizuhara), Ray Kon (Rei Kon) e Kenny (Manabu Saien) tentando vencer os campeonatos esportivos, mirando no topo.

No Brasil, Beyblade chegou em 2002 via Fox Kids e no ano seguinte pela Globo. O animê também esteve por um tempo disponível na Netflix e atualmente está disponível em seu canal oficial no YouTube e pela Pluto TV. A história ganhou continuidade nas séries V-Force (2002) e G-Revolution (2003), inspirando ainda o filme Fierce Battle (2002).

A franquia ainda inspirou diversas outras produções, com novos personagens. Entre 2009 e 2012, foram exibidas no Japão as animações referentes à Metal SagaMetal Fusion, Metal Masters, Metal Fury e Shogun Steel, respectivamente, além do filme Metal Fight Beyblade vs the Sun (2010). De 2012 a 2015, veio a série spin-off BeyWarriors, com BeyWheelz, BeyWarriors: BeyRaiderz e BeyWarriors: Cyborg.

Desde 2016, a série Burst é produzida, já com 6 temporadas: Burst, Burst Evolution, Burst Turbo, Burst Rise, Burst Surge e Burst QuadDrive – esta última está atualmente no ar nas TVs japonesas.


Demon Slayer: Kimetsu no Yaiba

A trama de Demon Slayer: Kimetsu no Yaiba se passa no Japão do período Taisho e apresenta a história de Tanjiro Kamado, um garoto de bom coração que vendia carvão para sobreviver, até o dia que seus pais foram cruelmente assassinados por um demônio, que também amaldiçoou sua irmã mais nova, transformando-a num demônio.

Embora devastado com tudo que lhe aconteceu, Tanjiro decide tornar-se um “matador de demônios,” procurando aquele que massacrou sua família, enquanto também tenta encontrar um meio para que sua irmã volte a ser humana novamente.

O mangá de autoria de Koyoharu Gotoge, agora prestigiada até pela revista Time, foi publicado na Shonen Jump entre 2016 e 2020, com 23 volumes encadernados no total. A Panini publica a obra no Brasil. A série foi um fenômeno de vendas em 2019 e já possui mais de 150 milhões de cópias em circulação.

A versão em animê tem produção do estúdio Ufotable, e é exibida oficialmente no Brasil, até agora, via streaming pela Crunchyroll, com legendas em português, e pela Funimation e Netflix com opção dublada. O filme continuando a série estreou em 16 de outubro no Japão, batendo inúmeros recordes, e deve chegar por aqui em breve. Ele ganhou posteriormente uma “versão TV”.

A segunda temporada foi exibida desde o final de 2021, mesmo causando certas discussões lá no Japão, se encerrando em fevereiro de 2022.

Publicidade
close