Imagem: Cartazes de GOLD e STAMPEDE.

‘One Piece: Gold’ e ‘One Piece: STAMPEDE’ podem chegar à HBO Max

Estreias do serviço latino poderiam pipocar no Brasil.

A HBO Max divulgou as estreia de março, e entre elas, ao menos no serviço em outros países latinos, está One Piece: Gold e One Piece: STAMPEDE. O streaming divide muitos títulos entre o serviço latino e brasileiro, então podem pipocar por aqui também.

STAMPEDE saiu em 2019, em comemoração dos 20 anos do animê. Na história, Luffy e os tripulantes do Chapéu de Palha recebem um convite de Buena Festa (também conhecido como o Mestre das Festas) para ir ao Festival dos Piratas, a maior exposição pirata do mundo, feita por piratas e para piratas.

O local é repleto de pavilhões glamourosos e muitos piratas, incluindo aqueles da pior geração. É neste local que uma nova aventura espera por Luffy e seus companheiros.

Gold foi lançado em 2016 no Japão, sendo o 13º filme da franquia. Na história, Luffy e seu bando do Chapéu de Palha são atraídos a visitar Grand Tesoro, uma espécie de “Las Vegas” que serve de santuário para os piratas mais infames do mundo.

Em meio a jogos, diversão e riquezas, um ambicioso rei arma uma armadilha que põe em risco a vida dos heróis. Em 2020, informamos com exclusividade que o longa havia sido dublado com o mesmo elenco da Netflix.

Ao contrário dos filmes entrando na Netflix, esses dois são sublicenciados por aqui pela Diamond Films, e não diretamente pela Toei.


Fonte: HBOMaxLA


Sobre ONE PIECE

One Piece é uma obra de autoria de Eiichiro Oda. O mangá original começou a ser publicado na revista Shonen Jump em julho de 1997 e tornou-se um fenômeno mundial. Na história, acompanhamos as aventuras do pirata Monkey D. Luffy e de sua tripulação, os Chapéus de Palha, que navegam o mundo à procura do “One Piece”, o tesouro perdido do antigo Rei dos Piratas, Gol D. Roger, enquanto enfrentam diversos piratas e o Governo Mundial.

No Brasil, o mangá foi publicado pela primeira vez no formato “meio-tanko” pela Conrad Editora, que interrompeu a publicação na 70° edição (correspondente à 2ª parte do volume 35 no original japonês). Em 2012, a série foi relançada pela Editora Panini, seguindo o formato original japonês, e conta atualmente com 99 volumes encadernados lançados (no Japão são 100 atualmente).

A versão em animê é produzida pelo estúdio Toei Animation (Dragon Ball Z) e exibida oficialmente via streaming pela Crunchyroll, com legendas em português, e na Netflix, com opção dublada.

Publicidade
close