imagem: montagem com os rostos dos protoagonistas de Kamen Rider Black Sun

Kamen Rider Black Sun: Reboot ganha teaser e distribuição mundial pela Amazon Prime Video

Nova versão do clássico tokusatsu chegará via streaming a mais de 200 países.

Neste dia 12 de junho (enquanto ainda era dia 11 por aqui), o projeto Kamen Rider Black Sun ganhou o seu primeiro vídeo teaser, onde podemos ver o ator Hidetoshi Nishijima caminhando na pele de Kotaro Minami. Há também um pequeno vislumbre dos punhos serrados mandando o aguardado grito de “henshin!“.

Confira logo abaixo:

Com a liberação do vídeo, o site oficial da produção também confirmou que a plataforma Amazon Prime Video foi escolhida para a distribuição mundial exclusiva, chegando a mais de 200 países — e nós esperamos que o Brasil esteja incluso, claro. Ainda não está muito claro se o projeto será um filme ou uma série, mas o anúncio para o streaming (e não para os cinemas), além de uma divisão provisória de “episódio” vista no site, são indicativos de uma exibição seriada.

Dois novos pôsteres, um destacando Kotaro Minami e o outro com Nobuhiko (vivido por Tomoya Nakamura), alter ego do Kamen Rider Shadow Moon, também foram divulgados já com o logo do streaming.

imagem: pôster do kotaro
© Ishimori Productions Toei © “Kamen Rider BLACK SUN” PROJECT

 

imagem: pôster do Nobuhiko
© Ishimori Productions Toei © “Kamen Rider BLACK SUN” PROJECT

Kamen Rider Black Sun tem direção de Kazuya Shiraishi (KyoakuThe Blood of Wolves), roteiro de Izumi Takahashi (Tokyo Revengers), criação de conceitos visuais por Shinji Higuchi (EvangelionShin Ultraman) e direção de efeitos especiais de Kiyotaka Taguchi (Ultraman OrbUltraman Trigger: New Generation Tiga).

imagem: foto de Kenta Matsukuma
Kenta Matsukuma. | Foto: Divulgação

O novo anúncio também revelou que o responsável pela música do projeto será o produtor Kenta Matsukuma, conhecido por diversos trabalhos no pop japonês, incluindo o grupo idol BiSH. Ele já tem um histórico de parcerias com o diretor Shiraishi, como no filme Lost Paradise in Tokyo (2009).

Ele comentou (tradução livre): “O único “Rider” que vi na época foi o ‘Kamen Rider Black’. Fiquei empolgado ao ver a notícia de que um reboot seria produzido pelo diretor Shiraishi. Ele me contatou e fiquei impressionado. É o melhor trabalho desses 50 anos de Kamen Rider e a visão de mundo profunda do elenco e da equipe, incluindo o diretor Shiraishi, estão unidas.”

imagem: foto de imamura
Tsutomu Imamura. | Foto: Divulgação

Outro nome divulgado é do veterano diretor de arte Tsutomu Imamura, que tem uma vasta experiência no Japão no cinema, teatro e comerciais, entre eles o filme A Lenda de Kamui (2009), adaptação do clássico mangá. Ele também tem uma conexão específica com a franquia, segundo o seu comentário:

“Cinquenta anos atrás, eu estava na Toei [Company] quando ‘Kamen Rider’ nasceu. Foi em meio a um confronto complicado de gestão trabalhista. Quando olho para trás em várias coisas, me sinto lembrado. O filme é realismo. Tenho trabalhado assim por muito tempo. Bem, ‘A Lenda dos Oito Samurais’ (1983) era um mundo de criação. As chances e os corações desde então foram surpreendentes. O nascimento do Black Sun!! Foi extremamente difícil de entregar. O mal perece, e o bem perece. As pessoas vivem no caos. Eu gostaria de alcançar as almas daqueles que se opõem a ele.”

Somam-se também os nomes de Kakusei Fujiwara (Alice in Borderland) na modelagem e Daisuke Iga (Shin Ultraman) como estilista.

Inicialmente previsto para estrear no primeiro semestre, o reboot da série Kamen Rider Black (de 1987) tem estreia marcada no outono japonês (entre setembro e dezembro) deste ano.

Esse post ainda pode ser atualização.


Fonte: Site oficial


Kamen Rider Black

Foto: Divulgação/Toei

Kamen Rider Black foi exibido pelas emissoras japonesas TBS e MBS, de 4 de outubro de 1987 a 9 de outubro de 1988, totalizando 51 episódios (e mais dois para o cinema). Sendo a oitava série da franquia dos motoqueiros mascarados, a proposta inicial era ser um “marco zero”. Ou seja, um novo começo e sem relação com seus antecessores (mas essa ideia logo foi descartada).

A trama envolve os irmãos adotivos Issamu Minami (Kotaro Minami) e Nobuhiko Akizuki, que nasceram durante um eclipse solar e foram destinados a disputarem pelo título de Imperador Secular do satânico Império Gorgom. No dia em que completaram 19 anos, Issamu e Nobuhiko foram submetidos a uma metamorfose para se tornarem Black Sun e Shadow Moon, respectivamente. Apenas Issamu consegui escapar, mas adquiriu superpoderes. Como Kamen Rider Black, o jovem enfrenta os monstros da semana enviados pelos sacerdotes de Gorgom. O nascimento de Shadow Moon marca o início da fase final da série, marcada pela morte e ressurreição do “homem mutante”.

No Brasil, a série foi exibida pela extinta Rede Manchete, que em 1995 também exibiu a sua continuação, Kamen Rider Black RX (de 1988). Issamu Minami ganha novos poderes e passa a enfrentar os invasores espaciais do Imperio Crisis. Durante a trama, RX ganha duas formas: Robo Rider e Bio Rider. Black RX foi adaptado nos EUA para o bizarro Saban’s Masked Rider, que foi exibido no Brasil pelo extinto canal pago Fox Kids, ao mesmo tempo que a versão original era exibida na TV aberta. Atualmente os direitos de Black RX estão expirados desde quando a Disney era a detentora de Power RangersVR Troopers e Beetleborgs na década de 2000.

Publicidade
close