Imagem: Ultraman Kiyotaka na contracapa do CD single "Saigo no Holy Night ’96", de Kiyotaka Sugiyama, em enquadramento da Coluna do Daileon.

Ultraman Kiyotaka, o herói inspirado no vocalista original do Omega Tribe | Coluna do Daileon #158

No auge do sucesso da banda, Kiyotaka Sugiyama decidiu seguir carreira solo a partir do ano seguinte. E é durante essa fase que a franquia da Tsuburaya entra na história.

Que Ultraman é uma tradição de décadas do gênero tokusatsu, isso é inegável. A franquia segue atravessando gerações, conquistando antigos e novos fãs, se reinventando e nunca deixando de expandir seu multiverso. Mas poucos devem saber que já tivemos um Ultraman criado especialmente para um ídolo da música popular japonesa dos anos 90.

Imagem: Foto de Kiyotaka Sugiyama.
Ainda no auge da banda S. Kiyotaka & Omega Tribe (1983~85), Sugiyama ficou conhecido como “um homem de primeira classe que ficava bem com óculos escuros” | Foto: Divulgação/VAP

Qualquer semelhança pode não ser uma mera coincidência. Lá no longínquo dia 17 de julho de 1966, ia ao ar o primeiro episódio da série original – intitulado no Brasil como O Invasor da Galáxia –, no horário nobre da emissora japonesa TBS.

E nesta mesma data, Kiyotaka Sugiyama, que anos mais tarde seria conhecido como vocalista da banda de city pop Kiyotaka Sugiyama & Omega Tribe (ou simplesmente S. Kiyotaka & Omega Tribe), completava 7 anos de idade. Sendo mais preciso, sua data de nascimento é 17 de julho de 1959.

Já na infância, Sugiyama queria ser um mangaká profissional. Quem sabe teríamos alguns clássicos de mangá assinados por ele. Mas, em sua juventude, a influência dos Beatles, o incentivo de seu professor da escola preparatória, a formação de uma banda de rock chamada Cutie Panchos se tornaram ponte para que ele se tornasse o vocalista da formação original do Omega Tribe a partir de 21 de abril de 1983, quando foi lançado o primeiro single chamado “Summer Suspicion”.

Em 1985, no auge do sucesso da banda, Sugiyama decidiu seguir carreira solo a partir do ano seguinte. E é num determinado ponto dessa trajetória que a franquia criada pela Tsuburaya entra na história.

Em Rhythm from the Ocean, o 9º álbum de sua carreira solo, lançado em 25 de setembro de 1995, Sugiyama dedicou a faixa de numero 10, intitulada “Yoake Mae”, em tributo a Noboru Tsuburaya, falecido aos 60 anos de idade em 11 de junho daquele mesmo ano. Noboru era um dos filhos do saudoso Eiji Tsuburaya, produtor e o terceiro presidente da Tsuburaya Productions.

Nascia então Ultraman Kiyotaka, um herói criado especialmente para o ex-Omega Tribe e que aparecia em alguns de seus concertos. Sabe-se que Ultraman Kiyotaka nasceu no Havaí e tinha sua parte vermelha do corpo que acabou se tornando azul. Ou seja, seria o mesmo que ver o Ultraman original com a cor azul. No fundo, a origem do personagem, criado e reconhecido pela própria produtora, se deve pela gratidão da Tsuburaya ao Sugiyama, pela homenagem ao Noboru Tsuburaya.

Imagem: Foto do ultraman com sugiyama.
Sugiyama (à dir.) ao lado de Ultraman Kiyotaka | Foto: Reprodução

Ultraman Kiyotaka apareceu em três concertos apresentados por Kiyotaka Sugiyama: a primeira vez em 26 de dezembro de 1995, no Kanagawa Kenmin Hall, a segunda em 19 de setembro de 1996 no Hibiya Open-Air Concert Hall e a terceira e última em 26 de julho de 2003, novamente no Hibiya Open Air Concert Hall. Mas seu principal registro está na contracapa do CD single “Saigo no Holy Night ’96”, lançado em 10 de novembro de 1996, onde aparece ao lado do cantor que serviu de inspiração para sua criação.

Imagem: Foto de sugiyama e o ultraman, que está tocando em seu ombro e aparentemente conversando com ele.
Ultraman Kiyotaka na contracapa do CD single “Saigo no Holy Night ’96”, de Kiyotaka Sugiyama | Foto: Reprodução

Apesar de não ser um personagem canônico, Ultraman Kiyotaka é genuinamente o primeiro Ultra azul da franquia, precedendo Ultraman Agul e Ultraman Hikari, os heróis secundários das séries Ultraman Gaia (1998) e Ultraman Mebius (2006), respectivamente.

Em tempos da saga Ultra Galaxy Fight, que já canonizou o herói malaio Ultraman Ribut, não seria uma má ideia se Ultraman Kiyotaka tivesse o mesmo destino e, quem sabe, fosse dublado pelo próprio Sugiyama, que ficou consagrado como “um homem de primeira classe que ficava bem com óculos escuros” ainda nos tempos dourados da banda S. Kiyotaka & Omega Tribe. Este Ultraman merece brilhar como o sol num típico dia de verão e “liderar o caminho para o amanhã sem perder a riqueza de ontem”.

PS: Em meu blog, escrevi este artigo sobre a banda S. Kiyotaka & Omega Tribe, além deste artigo sobre 1986 Omega Tribe e Carlos Toshiki & Omega Tribe, ambas as formações lideradas pelo brasileiro Carlos Toshiki, o sucessor de Sugiyama.


O texto presente nesta coluna é de responsabilidade de seu autor e não reflete necessariamente a opinião do site JBox.

Publicidade
close