Imagem: Utada Hikaru em clipe de 'One Last Kiss'.

Série inspirada em músicas de Utada Hikaru estreia em novembro na Netflix

‘First Love’ trará uma história de amor ambientada nos anos 1990.

Já faz um tempo, mas vale a nota. A Netflix divulgou que First Love, um original inspirado principalmente nos álbuns First Love (1999) e Hatsukoi (2018) de Utada Hikaru — ambos termos se traduzem como “Primeiro Amor”, usados para falar da 1ª vez que alguém se apaixona na vida — estreia na plataforma em 24 de novembro.

First Love foi o primeiro álbum da cantora sob o nome Utada Hikaru (antes, ela lançou um álbum em inglês como Cubic U) — Hikaru se tornou um fenômeno no Japão ao longo da carreira.

A série trata de uma história de amor e se passa entre o final dos anos 1990 e o começo da década de 2000, estrelando Hikari Mitsushima como Yae Noguchi e Takeru Satoh como Harumichi Namiki. Noguchi sonha em ser comissária de bordo, mas sofre um acidente trágico que a impede de realizar seus sonhos. Já Namiki tentou ser piloto das Forças de Autodefesa do Japão (Jieitai) mas desistiu.

O roteiro e a direção estão por conta de Yuri Kanchiku, diretora do filme Meus Dias Chuvosos (Tenshi no Koi, 2009) e a estreia está prevista para 2022. É a primeira série inspirada nas músicas de Utada.

Os álbuns que servem de inspiração para série, assim como muitos outros da cantora, estão disponíveis no Spotify.

A Netflix também possui o show Hikaru Utada Live Sessions from Air Studios em seu acervo.


Fonte: Netflix


Imagem: Utada Hikaru em foto promocional do álbum.

Hikaru Utada começou sua carreira solo com esse nome artístico com o lançamento de First Love (1999) – antes, lançou um álbum como Cubic U. Passou alguns anos, de 2011 a 2015, em hiato, após engravidar.

Por aqui, ganhou fama por interpretar algumas música usadas em Kingdom Hearts, como “Hikari”/“Simple and Clean”, “Sanctuary”, “Don’t Think Twice” e “Face My Fears”.

Hikaru assumiu identidade de gênero não-binária em junho. Identidade não-binária é um termo guarda-chuva que abarca diversas identidades de gênero fora do espectro binário, ou seja, são identidades que não são masculinas nem femininas. Em breve, vai inspirar uma série da Netflix, prevista para este ano.

Publicidade
close