Ranking: Mangás no Japão (12/07 à 18/07)

Enxurrada de shoujos na lista. Vampire Knight despenca.

Essa semana foi uma revolução total. Da lista anterior só se mantiveram os cinco primeiros colocados que mesmo assim cairam consideravelmente. Foram muitas estreias e muitos títulos de peso como Kuroshitsuji, One Piece, Kyo Koi Hajimemasu, Ookiku Furikabutte, Claymore, Nurarihyon no Mago e Kimi ni Todoke acabaram ficando de fora do Top 30.

Não foi exatamente uma semana com estreias de séries campeãs de vendas e só tivemos três títulos com mais de 100.000 exemplares, mas são mangás que costumam dar as caras no TOP30, mostrar o seu potencial e dizer que apareceram.

A novidade do período foi o grande número de mangás shoujo e josei. Somando todos nós tivemos 15 obras direcionadas para o público feminino, ou seja, metade do ranking era composta por shoujo e josei e a outra metade por shonen e seinen. Confiram a seguir a tabela com os números:

Posição
Posição Anterior
Título Autor Vendas Venda Total Editora
Suki-te Ii na yo #05 Kanae Hazuki 135.551 135.551 Kodansha
Ahiru no Sora #28 Takeshi Hinata 127.148 127.148 Kodansha
Air Gear #29 Oh! Great 110.605 110.605 Kodansha
Tonari no Kaibustu-kun #05 Robiko 100.074 100.074 Kodansha
GTO: Shonan 14 Days #04 Tohru Fujisawa 85.179 85179 Kodansha
Strongest Disciple Kenichi #39 Shun Matsuena 75.872 75.872 Shogakukan
Moyasimon #09 Masayuki Ishikawa 69.536 310.206 Kodansha
Aozora Yell #05 Kazune Kawahara 60.632 60.632 Shueisha
Kinkyori Renai #07 Rin Mikimoto 59.996 59.996 Kodansha
10º Sakura-hime Kaden #05 Arina Tanemura 50.543 50.543 Shueisha
11º Cosplay Animal #14 (final) Wayari Sakou 49.351 49.351 Kodansha
12º Real Clothes #10 Satoru Makimura     Shueisha
13º Highschool of the Dead #06 Daisuke Satou e Shouji Satou 43.714 135.754 Kadokawa Shoten
14º Natsume Yuujinchou #10 Yuki Midorikawa 43.456 256.142 Hakusensha
15º High Score #09 Chinami Tsuyama 41.554 41.554 Shueisha
16º Minami-ke #07 Sakuraba Coharu 40.541 168.348 Kodansha
17º Kimi no Iru Machi #10 Seo Kouji 39.533 39.533 Kodansha
18º Seito Shokun! Kyoushihen #21 Youko Shouji 39.152 39.152 Kodansha
19º Zettai Karen Children #22 Takashi Shiina 34.825 34.825 Shogakukan
20º CODE: Breaker #11 Akimine Kamujo 34.272 34.272 Kodansha
21º Oresama Teacher #08 Izumi Tsubaki 33.674 33.674 Hakusensha
22º L♥DK #04 Ayu Watanabe 33.350 33.350 Kodansha
23º Vampire Knight #12 Matsuri Hino 31.572 167.114 Hakusensha
24º Orange Chocolate #04 Nanpei Yamada 31.129 31.129 Hakusensha
25º Ouji to Majou to Himegimi to #01 Kou Matsuzuki 30.565 30.565 Hakusensha
26º Eden noOri #08 Yoshinobu Yamada 29.940 29.940 Kodansha
27º Zettai Karen Children #22 Booklet Limited Edition Takashi Shiina 29.380 29.380 Kodansha
28º Crayon Shin-chan #50 Yoshito Usui 28.970 28.970 Futabasha
29º Shingeki no Kyojin #02 Hajime Isayama 28.389 28389 Kodansha
30º Baby Steps #13 Hikaru Kachiki 27.757 27.757 Kodansh

O primeiro lugar é de Suki-tte Ii na yo, um título da revista Dessert da Kodansha e que começou em 2008 e ainda não foi animada. Depois desse primeiro lugar (que foi repetido em rankings como Taiyosha e Tohan) é bem óbvio que não deve demorar muito para ganhar uma versão em anime ou dorama.

Em segundo lugar temos Ahiru no Sora que chega ao seu vigésimo oitavo volume. Trata-se de uma série de esportes focada no basquete. O protagonista é um garoto baixinho que quer seguir os passos da mãe que era uma grande jogadora. Essa série sai na Shonen Magazine semanal da Kodansha, a grande rival da Shonen Jump. É engraçado notar que a Shonen Magazine  tem diversas séries bem sucedidas de esporte, enquanto isso a Jump tem… Kuroro no Basket. =s

Em terceiro lugar está  Air Gear que é um mangá sobre patins (?!). Mas é claro que o tema do mangá não importa se quem desenha é Oh! Great. Como diz o Alexandre Lancaster do Maximum Cosmo, o Oh! Great tem um dos estilos de desenho mais belos dos mangakás atuais e cada volume dos seus mangás é como se fosse um artbook em preto e branco. Fica a dúvida de quando a JBC trará  Air Gear.

Em 4º lugar temos Tonari no Kaibutsu-kun que é sobre uma garota que se apaixona pelo encrenqueiro da sua turma na escola. É outro shoujo mangá novinho e eu digo para quem curte o gênero: fiquem atentos a essa lista, esses mangás são do tipo que tem cara de que vão ganhar anime e cair na graça do povo.

Em 5º está um off-spin de GTO, GTO: Shonan 14 Days que vende muito, muito bem para um spin-off (Cavaleiros do Zodíaco – The Lost Canvas com seus 25~30.000 quando aparece na lista que o diga). É um dos mangás mais engraçados e gostosos de ler na atualidade. Alguém sabe quando é que uma editora vai trazer GTO?  Trta-se de uma franquia incrível, engraçada, divertida, rápida de ler, traço agradável etc. A  série original foi concluida com 25 volumes e por ser tão boa rendeu diversas séries-filhas. Quem trouxer o títulopara o Brasil já tem uma boa base de fãs e o boca-a-boca com certeza transformaria a série em um sucesso respeitável. Fica a dica pra alguma editora que queira lançar uma excelente série de ação sem poderes mágicos e os mimimis costumeiros.

O sexto lugar ficou com o volume 39 das aventuras de Ken’Ichi, o Discípulo Mais Forte. A série já esteve no quarto lugar e era o sétimo mangá mais lido do site “pé-na-cova” de leitura online OneManga (R.I.P.), isso obviamente significa que é bem popular entre o público ocidental.

Em setimo lugar temos o nôno volume de Moyasimon (nome oficial de Moyashimon em inglês) que conta a história de um rapaz capaz de falar com bactérias e outros seres microscópicos.  A história começa quando ele se inscreve na faculdade de agricultura de Tokyo. O mangá levou o grande prêmio do Osamu Tezuka Awards e o Kodansha Awards de 2008. Não sei se daria certo aqui no Brasil por enquanto, mas seria bom vê-lo nas bancas algum dia. Não se pode esquecer que foram lançadas duas versões do mangá, uma com DVD, então não se esqueçam que é por isso que as vendas estão tão “baixas.”

Em oitavo temos Aozora Yell, uma daquelas séries que não se pode deixar de notar, pois um dia ou será animada ou transformada em dorama. É da autora de Koukou Debut e só por isso já vale a pena ser mencionada.

Em nono lugar aparece Kinkyori Renai que é outro shoujo que fala sobre relacionamento professor-aluna. Medo!

Em décimo temos o quinto volume da nova série de Arina Tanemura, Sakura-hime Kaden, que é mais um mahou shoujo. Podemos afirmar que o traço dela está mais fantástico do que nunca nesse novo trabalho. Quem quiser segui-la no twitter o perfil dela é @arinacchi. Ela twitta bastante e apesar de grande parte de nós não entender bulhufas de japonês é interessante ver as fotos que ela posta das ilustrações (muitas vezes antes e depois de passar nanquim) que ela posta no Twitpic.

E então temos as posições de 11-30:

Em 11º lugar a série Cosplay Animal é encerrada em seu 14º volume. Era uma série que tratava sobre (obviamente) cosplayers: um dia uma moça que gosta de fazer cosplay de ginasial encontra um rapaz que também curte o hobby através de um fórum pela internet e os dois começam a sair. É o tipo de obra que não dá pra saber se pegaria aqui, mas obviamente a curiosidade de muita gente seria atiçada pelo tema.

Em 12º temos o décimo volume de Real Clothes que conta a história de uma moça que não entende patavina de moda é transferida da seção de futon para a de roupas. A partir daí a série é sobre a transformação do patinho feio em cisne, já li comentários comparando a série a “O diabo veste Prada”. Talvez fosse um josei interessante para aparecer por aqui, mas é provável que tenha outros que pintem primeiro (Nodame Cantabile, Midnight Secretary…).

Em 13º está Highschool of the Dead que foi lançado pela Panini e parece estar sendo um grande sucesso – parece que o primeiro volume do mangá se esgotou no estande da Comix (junto com Eureka Seven) – vamos torcer para que a série não enrole muito. Aliás, vale comentar que o anime deu um belo upgrade nas vendas, não viamos nada assim desde Fairy Tail.

Em 14º temos Natsume Yuujinchou#10 em sua segunda semana na lista com 43.456 e total de 256.142 volumes vendidos. O mangá é sobre um garoto chamado Natsume que herdou de sua avó o dom de ver Youkais. A série foi licenciada em inglês com o nome de Natsume Book of Friends e parece ser um sucesso, e seria um belo substituto (ou concorrente) para Black Bird quando este encostar na numeração japonesa.

Em 15º aparece HIGH SCORE #09 que é uma série de 4coma (tirinhas) que sai na Ribon desde 1998. Em 16º vem Minami-ke #07 com um total de 168.348. Em 17º está Kimi no Iru Machi #10, um romance ecchi do tipo que a JBC adora.

Em 18º ficou Seito Shokun! Kyoshihen #21, série que é a continuação de Seito Shokun! (Atenção Alunos!) de Youko Shouji. Quem quiser saber mais sobre a obra é só clicar no link e ver a resenha da Valéria Fernandes para a Shoujo House. O mangá original é um shoujo clássico do fim da década de 70 que acompanhou o amadurecimento de um grupo de amigos durante o ginasial. A continuação é uma série josei que parece acompanhar a vida adulta – muito interessante e um obrigado à Valéria Fernandes que indicou onde pesquisar sobre a série no Twitter.

Em 19º aparece Zettai Karen Children #22 com 34.825 em sua semana de estreia, daí você se pergunta qual o motivo de uma posição tão baixa e números tão insignificates para uma série tão famosa? A razão é que foi lançado junto uma edição especial com um livreto, e esta se encontra em 27º lugar com 29.380 exemplares vendidos, somando as duas edições dá 64.205 (isso significaria a oitava posição na lista).

Depois temos CODE: Breaker #11 em 20º, Oresama Teacher #08 em 21º e L♥DK #04 em 22º.

Em 23º temos a grande surpresa da semana, e é uma surpresa negativa, o volume 12 de Vampire Knight não só caiu como despencou. Todos esperávamos que Vampire Knight vendesse no mínimo 50.000 essa semana, mas chegou apenas a 31.572. O fandom pelo menos no ocidente é incrivelmente forte e apesar de não ter a mesma força no Japã, Vampire Knight é a série shoujo mais vendida nos Estados Unidos atualmente e vê-la cair da 3ª posição na semana de estreia para a 23ª não é nada bonito. Deveriam correr e produzir uma terceira temporada do anime pra não deixar a série continuar caindo.

Em 24º outro shoujo, Orange Chocolate. O curisoso sobre a série é que o mocinho é um Onnagata, um homem que interpreta papéis femininos no teatro tradicional japonês.

Em 25º veio Ouji to Majou to Himegimi #01. Não é comum uma série shoujo aparecer com um primeiro volume no TOP30 da Oricon, ou seja, é bom ficarmos atentos a esse mangá, pois ele pode disparar em popularidade.

Em 26º temos Eden no Ori que é uma mistura de ecchi com terror.

Em 28º ficou o último volume de Crayon Shin-chan. A série foi interrompida por causa do falecimento do autor e na ocasião a notícia foi amplamente divulgada todos se recordam do infeliz acontecimento. É muito triste ver uma série ser interrompida dessa maneira e a tragédia deixa a lição de não tentar fazer coisas arriscadas sozinhos.

Em 29º temos o segundo volume de Shingeki no Kyojin, nova série de ação da Shonen Magazine Mensal. Em 30º fechando a lista temos Baby Steps que é um shonen de romance e esporte sobre tênis.

Bem, essa foi a  minha primeira vez comentando a lista da Oricon por aqui, acho que muitos discordarão dos meus comentários mas a vida é assim. No geral foi uma lista bonita apesar de não ter nenhum número estravagante, cheia de  bons titulos. Nada da Shonen Jump sobrou da semana passada, como diria a Heidi Klum em Project Runway “In fashion one day you’re in, the next you’re out” e isso não poderia ser menos verdade com os mangás. Mangás dependem do público e o público sempre quer novidade e um padrão de qualidade alto. Se o autor não consegue as vendas caem.

Com a mudança as outras editoras fizeram a festa, tivemos muitos mangás direcionados ao público feminino e o mais importante, séries que estão se destacando agora, renovação no mercado.

Áté o momento em que eu comecei a comentar o ranking o Anime News Network ainda não tinha traduzido o ranking para o inglês e eu tive que usar o Mangaupdates para descobrir as séries que não conheço o título de cabeça (a grande maioria). Se houver algum erro ou se faltou alguma coisa, correções e novas informações são sempre bem-vindas nos comentários.

P.s. Obrigado ao Hayashi e ao RenF pela correção.

Publicidade
close