Editora Pipoca & Nanquim anuncia Guardiões do Louvre, de Jiro Taniguchi

Mais um título de um dos grandes nomes dos qudrinhos japoneses chegará ao Brasil.

Quem acompanha o canal do Pipoca & Nanquim já esperava que em breve fosse anunciado o primeiro mangá da editora, desejo nem um pouco escondido por Bruno Zago. A confirmação aguardada veio em um vídeo publicado hoje (13/03) e a escolha não é nada fraca: Guardiões do Louvre, obra de Jiro Taniguchi.

O mangá de volume único foi publicado originalmente em 2014, simultaneamente na França e no Japão. Faz parte de uma coleção idealizada pelo Museu do Louvre, que já teve histórias criadas por outros mangakás (como Le signe des rêves, de Naoki Urasawa, publicado no início desse ano).

guardioesdolouvre-capainternacional

Jiro Taniguchi visitou o museu durante um mês pra desenvolver a história, que acompanha justamente um artista japonês que pretende fazer carreira em Paris e visita os museus da região.

Como dito no vídeo, Guardiões do Louvre deve chegar por aqui em um formato inédito para um mangá no Brasil, ao menos no que diz respeito ao seu tamanho. A obra também será publicada com todas as páginas coloridas, como a edição francesa (o título chegou a sair em preto e branco no Japão), e a tradução foi feita direto do idioma japonês. Mais detalhes e previsão de publicação não foram divulgados.

Jiro Taniguchi no Brasil

Apesar de ser um dos artistas de mangá mais renomados, Jiro Taniguchi teve pouca coisa publicada oficialmente no Brasil. O lançamento mais recente foi O Homem que Passeia, em edição caprichada pela editora Devir no ano passado. Antes disso, a Conrad lançou o volume único de Gourmet em 2009 e a Panini trouxe uma edição de Seton em 2008, mas acabou cancelando a sequência do título por baixas vendas. A mesma Panini, em 2006, trouxe O Livro do Vento, que traz arte de Taniguchi.

Sobre o Pipoca & Nanquim

A Pipoca & Nanquim é uma editora independente recente, mas com representantes experientes. A empresa foi inaugurada no ano passado, fruto do trabalho de anos do canal do YouTube de mesmo nome, dedicado a falar sobre cinema e quadrinhos desde 2009. A ideia foi idealizada por Alexandre Callari, Bruno Zago e Daniel Lopes, que trabalharam editando quadrinhos na Panini. Zago, inclusive, foi editor de muitos mangás pela antiga editora, como Dragon Ball, One-Punch Man e Vagabond.

Publicidade
close