InuYasha: JBC confirma republicação em formato especial para 2021

Nova edição vai mesmo acontecer!

Prometida desde 2016, a negociação para a republicação de InuYasha pela JBC enfim teve um desfecho positivo. Em transmissão ao vivo pelo Instagram na última sexta-feira (22), a editora confirmou que a edição especial já está formalizada, com expectativa de chegar às lojas em 2021.

Um dos grandes problemas em meio ao acúmulo de crises que vivemos atualmente (dólar alto, pandemia, crise editorial…) era o número grande de volumes da série. Originalmente, no Japão, InuYasha foi encerrado com 56 volumes, mas a JBC encontrou um meio de ao menos reduzir esse trajeto para o comprador interessado. Optou-se então pela versão chamada de wideban, que traz mais páginas por encadernado, fechando a obra em 30 volumes. Essa versão foi lançada em território japonês em 2013, comemorando os 35 anos de carreira da autora Rumiko Takahashi.

Capa japonesa do 1º volume da edição wideban/Reprodução

Claro que, mesmo com menos volumes, o fã de InuYasha já pode esperar por um valor alto de investimento na coleção. Sendo uma edição especial, o acabamento deve ser especial e, inclusive, esta versão wideban possui algumas páginas coloridas, sobrecapa, dentre outros mimos.

InuYasha foi publicado no Brasil pela primeira vez em 2002, quando a JBC ainda começava no mercado de mangás. Na época, o comum era dividir os volumes originais japoneses em 2 edições, como forma de levar um produto mais barato para o leitor de bancas. Sendo assim, os 56 volumes se tornaram 112 aqui no Brasil, em uma publicação encerrada somente em 2009.

Em 2016, a editora fez uma enquete de popularidade com seus leitores, de modo a identificar qual obra publicada pela JBC merecia uma nova edição caprichada. InuYasha acabou saindo vitoriosa, o que de certa forma se tornou um “problema” – como arriscar uma republicação de algo tão longo? Em 2019, durante o Anime Friends, entrevistamos o supervisor de conteúdo Marcelo Del Greco, que comentou sobre o status ainda desfavorável para o retorno da obra, que agora, enfim, ganhou uma luz em toda essa novela.


Fonte: Instagram da Editora JBC via Blog BBM


InuYasha é mais uma criação da autora Rumiko Takashi, famosa por sucessos como Urusei Yatsura (Turma do Barulho no Brasil) e Ranma 1/2. Seriado nas páginas da revista Shonen Sunday entre 1996 e 2008, a série rendeu um total de 56 volumes encadernados, acompanhando a jornada da jovem Kagome, que viaja sem querer para o Japão feudal e liberta um meio-youkai chamado InuYasha, com quem deve se aliar para procurar os fragmentos da Joia de Quatro Almas.

A série animada estreou no Japão em 2000, com produção do estúdio Sunrise, sendo finalizada com 167 episódios em 2004. Anos mais tarde, em 2009, mais 26 episódios foram lançados na temporada conhecida como InuYasha: Kanketsu-hen (ou The Final Act), que finalizou a saga do meio-youkai e da garota que veio do futuro.

Uma continuação intitulada Hanyou o Yashahime foi anunciada recentemente.

No Brasil, o mangá foi publicado pela Editora JBC a partir de 2002 em formato meio-tanko (totalizando 112 volumes). Já o animê estreou via Cartoon Network também em 2002 e fez sucesso junto ao público – mesmo  sofrendo com cortes e censuras promovidos pela distribuidora Televix. 30 episódios chegaram a ser exibidos também em TV aberta pela Rede Globo e os filmes estrearam por aqui pela Netflix – disponíveis atualmente pelo Amazon Prime Video.

A série Kanketsu-hen permanece inédita oficialmente no Brasil.

Publicidade
close