JBC anuncia retorno do serviço de assinatura com ‘Vigilante’, ‘Slime’ e ‘Nanatsu’

Lançamentos devem contar com periodicidade bimestral de 2 volumes.

Marcelo del Greco, gerente de conteúdo da JBC, comunicou através de um vídeo publicado no canal da editora no YouTube, que o serviço de assinatura de mangás estará de volta e que, em breve, estarão disponíveis opções para os novos títulos Vigilante My Hero Academia Illegals e That Time I Got Reincarnated as a Slime. As assinaturas serão vendidas no próprio site da JBC e, pelo menos por enquanto, incluirão somente os volumes 1 e 2 de cada obra.

Haverá ainda uma série de marcadores de página exclusiva para os assinantes e, de acordo com Edi Carlos Rodrigues (gerente de marketing), novos 2 volumes dos títulos devem ser lançados a cada dois meses. O site também informa que devem entrar para o catálogo de assinaturas, os mangás The Seven Deadly Sins (com pacotes a partir do volume 37 até o volume final, o 41), e The Seven Deadly Sins – Seven Days (volumes 1 e 2).

Enquanto as assinaturas não chegam, a pré-venda dos volumes 1 e 2 de Vigilante, que é um spin-off de My Hero Academia, já está disponível em lojas virtuais como a Amazon, com entrega prevista para 20 de julho.


Fonte: Canal JBC


Sobre ‘Vigilante My Hero Academia Illegals’

Capas brasileiras dos primeiros volumes. | Divulgação/JBC

Em ‘Vigilante’ acompanhamos Kouichi Haimawari, que possui uma individualidade não muito poderosa de sair por aí deslizando, preso ao chão. Ele se contenta em fazer pequenas boas ações, como ajudar velhinhos a atravessar a rua, mas sua vida vira totalmente quando ele se encontra com Knuckleduster, um herói ilegal (conhecido também como “vigilante”). Knuckleduster enxerga o potencial de Kouichi (algo como a relação de All Might com Midoriya) e lhe pede ajuda para investigar a fonte de uma droga que está potencializando individualidades – com a consequência de deixar seus usuários insanos. Tem início então a jornada de Kouichi ao lado do herói ilegal, operando contra o crime sempre pelas sombras dos heróis, alguns personagens bem conhecidos dos leitores de My Hero Academia.

Com supervisão do autor original, Kohei Horikoshi, ‘Vigilante‘ é escrito por Hiyuki Furuhashi (que faz parte da equipe de roteiristas de K Project) e ilustrado por Betten Court. Começou a ser seriado na revista Shonen Jump GIGA em setembro de 2016, rendendo até o momento 9 volumes encadernados.


Sobre ‘Slime’

Capas brasileiras dos primeiros volumes | Divulgação/JBC

That Time I Got Reincarnated as a Slime (Tensei Shitara Suraimu Datta Ken) é um dos isekai (como são chamadas as histórias de personagens que vivem aventuras presos em uma “dimensão paralela”) mais populares da atualidade. Surgiu como uma série independe de light novel em 2013, escrita por um autor denominado como Fuse, até ser licenciada pela Micro Magazine, que publica a obra no Japão desde 2014 rendendo até então 15 volumes.

Em 2015, o título foi adaptado neste mangá anunciado pela JBC. Com ilustrações de Taiki Kawakami, os quadrinhos somam atualmente 14 volumes que reúnem os capítulos publicados originalmente pela revista Monthly Shonen Sirius.

Conquistando pelo nonsense do plot, ‘Slime‘ conta a história de Satoru Mikami, um pacato funcionário de escritório de 37 anos que um dia é esfaqueado até a morte em plenas ruas de Tóquio. Enquanto agoniza, Satoru faz alguns pedidos e acaba reencarnado como um slime (aquela geleca gosmenta) em um mundo alternativo. Nessa nova realidade, ele assume o nome de Rimuru e possui o poder de absorver a habilidade das criaturas que devora.

A história se tornou mais popular a partir de outubro do ano passado, quando estreou a série animada produzida pelo estúdio Eight Bit (de Infinite Stratos). Todos os episódios estão disponíveis oficialmente no Brasil através da plataforma de streaming da Crunchyroll.

Publicidade
close