VR Troopers são citados em nova edição dos quadrinhos de ‘Power Rangers’

Ryan, Kaitlin e JB são candidatos a se tornarem um novo Ranger!

A série de quadrinhos Mighty Morphin Power Rangers fez uma menção honrosa inusitada na edição 53, publicada recentemente pela editora americana BOOM! Studios. Ryan Steele, Kaitlin Star e JB Reese foram mencionados na trama.

Isso acontece quando Grace, a líder da Promethea, está em busca de candidatos para seu projeto de criação de um novo Ranger. Numa determinada cena, os nomes dos três heróis aparecem entre vários outros. Veja:

Reprodução/BOOM! Studios

Até o momento, não se sabe se a Hasbro (atual detentora de Power Rangers e também de VR Troopers) tem planos de realizar um crossover ou se isso é apenas uma referência/homenagem.

Esta não é a primeira vez que acontece uma citação de outras séries da antiga Saban nos quadrinhos dos heróis multicoloridos. Na edição 18 de Go Go Power Rangers, o Rei Lexian, o avô de Dex em Masked Rider, foi citado na saga Beyond the Grid. A série de 1995, que foi uma adaptação ocidental de Kamen Rider Black RX e também dos filmes Kamen Rider ZO e Kamen Rider J, é situada no mesmo universo de Power Rangers, considerando que o robozinho Alpha 5 é oriundo do Planeta Edenoi.

Recentemente tivemos também a inserção d’As Tartarugas Ninja nos quadrinhos Mighty Morphin Power Rangers/Teenage Mutant Ninja Turtles, onde Leonardo e cia morfaram e ainda tiveram um Megazord (!). Os verdinhos protagonizaram a série As Tartarugas Ninja: A Próxima Mutação, produzida pela Saban entre 1997 e 1998, totalizando apenas 26 episódios. Foi nesta versão que foi introduzida a integrante feminina Vênus de Milo. O quinteto chegou a aparecer nos episódios 3 e 4 de Power Rangers no Espaço (1998).

Indo mais longe no tempo, em 1997, a Valiant Comics publicou Power Rangers Turbo vs. Beetleborgs Metalix. Porém, o crossover não é canônico.


Fonte: Mega Power Brasil


Somos realidade virtual!

VR Troopers é uma adaptação norte-americana de três séries Metal Hero, todas exibidas no Brasil. Foram reaproveitadas cenas de ação de Metalder (1987~88), Spielvan (1986~87) e Shaider (1984~85). A produção da antiga Saban Entertainment contava as aventuras do trio Ryan Steele, Kaitlin Star e JB Reese, que foi escolhido pelo Professor Hart para lutar contra Grimlord e seu exército de mutantes e ciborgues, que se ocultavam numa masmorra da realidade virtual.

A série teve teve uma boa audiência nos EUA. Mas por causa da baixa venda de produtos, foi cancelada após duas temporadas (92 episódios ao todo). Antes de VR Troopers entrar no ar, a Saban havia produzido um episódio piloto de uma pretendida série chamada Cybertron, que seria uma adaptação de Metalder e estrelada por Jason David Frank, o Tommy de Power Rangers. O título da série era o mesmo de uma linha de brinquedos da Hasbro. Para evitar problemas, a Saban resolveu adaptar também Spielvan e mudar o nome do projeto.

No Brasil, VR Troopers estreou na Globo em 18 de setembro de 1995, junto com a segunda temporada de Power Rangers, como atração do extinto programa infantil TV Colosso. Fazia um sucesso considerável, apesar de causar estranheza para o público que já conhecia as séries originais. A dublagem da extinta Herbert Richers era um ponto positivo. Ficou na emissora carioca até meados do ano 2000, quando era reprisado nas madrugadas. Também foi exibida no extinto canal pago Fox Kids de 1996 até 1998.

Atualmente, a série está disponível na plataforma de streaming Netflix, com uma redublagem feita pelo estúdio carioca Gemini Midia.

Publicidade
close