Entregas Expressas da Kiki: livro que originou filme do Ghibli chega ao Brasil

Romance de Eiko Kadono será lançado pela Estação Liberdade.

A Estação Liberdade, dona de um catálogo diverso que vai da literatura de Balzac e Eiji Yoshikawa (autor de Musashi) até livros de não-ficção, anunciou um novo título para os próximos meses. Trata-se do romance Entregas Expressas da Kiki (Majo no Takkyubin ou Kiki’s Delivery Service), de Eiko Kadono, publicado originalmente no Japão em 1985.

A obra se popularizou por aqui a partir da década de 1990, quando começaram a ser distribuídos no Brasil os filmes do estúdio Ghibli. Kiki fez fama justamente a partir da animação de 1989, dirigida por Hayao Miyazaki. Atualmente, o longa-metragem encontra-se disponível dublado na Netflix.

A história acompanha uma bruxinha de 13 anos, que se prepara para um ritual de “passagem para a vida adulta”. Para isso ela vive experiências em uma sociedade comum – e sem bruxas, ajudando a dona de uma casa de pães com as entregas, em troca de um quarto para se hospedar.

Cabe dizer que, apesar de ser conhecido no país pelo título nacional da animação — O Serviço de Entregas da Kiki —, a editora optou por dar um novo nome ao romance, já mencionado acima. Informações como formato e data de lançamento ainda não foram revelados.


Fonte: Estação Liberdade


Sobre a autora

Nascida em Tóquio, Eiko Kadono é uma autora de literatura infantil. Além de Kiki’s Delivery Service, sua obra mais conhecida, a escritora publicou, em 1970, no Japão, o livro de não-ficção O Brasil e Meu Amigo Luizinho (Ruijinnyo shonen, Burajiru o tazunete), no qual condensa parte de sua experiência no Brasil, onde viveu por 2 anos.

Kadono é a mais recente vencedora do Prêmio Hans Christian Andersen, o “nobel da literatura infantil”, tendo sido escolhida em 2018. A cerimônia é realizada a cada dois anos e premia um escritor e um ilustrador do gênero — o russo Igor Oleiníkov foi eleito nesta categoria.

Publicidade
close