Imagem: Nishitaka e Takagi na capa do livreto.

Takagi-san: Mangá especial será distribuído a espectadores do filme

Livreto distribuído de brinde trará uma história inédita e uma reformulação do primeiro capítulo do mangá.

Foi revelado que nas primeiras quatro semanas de exibição do filme de Takagi-san serão distribuídos alguns brindes especiais – um diferente a cada semana. Na primeira semana, quem for assistir o filme vai ganhar uma cópia de um livreto de 68 páginas com uma história original em mangá, escrita pelo próprio Soichiro Yamamoto, criador da série.

 

Esse volume é intitulado “Eigakan” (“volume do filme”), e a história nova é “Ashita kara” (“A partir de amanhã”, em tradução livre), inspirada pelo filme. O livreto também conterá uma reformulação do primeiro capítulo do mangá, “Keshigomu” (“borracha”), reescrita pelo autor. A estreia do longa está marcada para 10 de junho no Japão.

A série de Soichiro Yamamoto é publicada no Japão na revista Gessan desde meados de 2013, contando com 17 volumes já publicados. A história aborda Takagi, que adora provocar seu colega Nishikata – e ele nunca consegue provocá-la de volta. A Panini publica a série por aqui sob o título Takagi, A Mestra das Pegadinhas.

Com o mangá ainda em andamento, Takagi recebeu uma adaptação animada em 2018. Produzido pelo estúdio Shin-Ei, o animê ganhou 12 episódios e 1 OVA, naquele ano, e nova temporada em 2019, totalizando 24 episódios.

No Brasil, a primeira parte foi lançada legendada em português pela Crunchyroll como KARAKAI JOZU NO TAKAGI-SAN, enquanto a segunda está disponível com opção dublada na Netflix, com o título Teasing Master Takagi-san. Em todos os casos, a Sentai tinha ps direitos da série e as sublicenciou. Essa distribuição meio frankensteiniana não só desse animê aqui foi tema de uma coluna nossa no final de 2020.

O autor ainda produz a continuação Karakai Jouzu no (Moto) Takagi-san desde 2017, com 17 volumes – esse título é uma piada com o nome da série em japonês, Karakai Jouzu no Takagi-san (cujo sentido é o mesmo do título adotado pela Panini).

A adição do “(moto)” (“ex”, “antes”, “originalmente”) indica que Takagi agora é casada: como esse é seu sobrenome, e o mais comum no Japão é a esposa adotar o sobrenome do marido após o casamento, agora Takagi se chama Nishitaka – então ela é a “ex-Takagi”. Assim, o título seria algo como A (Antiga) Takagi: Mestra das Pegadinhas (ou, como eu gostaria mais “Casada: Mestra das Pegadinhas”). Enfim, esse mangá é inédito no Brasil.


Fonte: Natalie


O JBox possui parcerias comerciais com a Amazon, e pode ganhar um valor em cima das compras realizadas a partir dos links do site. Contudo, o JBox não tem responsabilidade sobre possíveis erros presentes em recursos integrados ao site mas produzidos por terceiros.

Publicidade
close