mayoiga01-destacada

Review: Mayoiga – Episódio #1

Com a chegada do mês de abril, também chega uma nova temporada de animes, com novas apostas de séries propensas a fazer sucesso. A bola da vez é Mayoiga, obra de mistério que promete uma história envolvente e intrigante. Mas será que a apresentação inicial do roteiro foi satisfatória? Vamos descobrir.

Mayoiga, nomeado também como The Lost Village, é um anime original produzido pelo estúdio Diomedea (KanColle) e escrito pela renomada Mari Okada (AnoHana, Mobile Suit Gundam Iron-Blooded Orphans). Como assim original? Isso quer dizer que ele não é baseado em nenhuma outra mídia como mangá e afins. Ah, e foram confirmados ao menos 12 episódios para a obra.

mayoiga01-1

Na apresentação nos deparamos com um grupo de 30 pessoas, homens e mulheres, viajando em um ônibus com destino à Vila Nanakimura. O local, entretanto, é praticamente uma lenda urbana, já que nem mesmo as autoridades conseguiram encontrá-lo, sem falar dos boatos que correm sobre essa vila, sugerindo que é uma existência utópica, onde seus habitantes não precisam se preocupar com os obstáculos do mundo humano, podendo assim, de fato, viverem felizes.

Como esperado de um grupo de pessoas que busca algo assim, a maioria dos tripulantes do ônibus revelam possuir personalidades bem problemáticas. Um só quer se livrar da comodidade de ser um garoto rico, já uma garota quer fugir do assédio sexual que passa, temos também um casal que quer viver livre de restrições e até mesmo alguém que está apenas curioso em descobrir detalhes sobre a misteriosa vila para onde viajam.

mayoiga01-2

O primeiro episódio inteiro ficou numa vibe bastante introdutória, tanto que mais de cinco minutos foram só de apresentação de personagens. Não houve algo no fim do episódio que buscasse prender a atenção do espectador, porém alguns pitacos de mistério aqui e ali contribuíram para a curiosidade. As interações dos personagens revelaram bem mais sobre os problemas psicológicos que eles talvez tenham, já que algumas poucas conversas tiveram capacidade de causar discussões de teor violento, que também serviram pra mostrar que até mesmo o motorista do ônibus não é tão bem da cabeça como aparentava.

Importante também dar destaque ao personagem Mitsumume que, ao menos nesse primeiro capítulo, foi colocado na posição de protagonista da história. Ele é um rapaz novo que parece bem normal para os padrões dos outros presentes no ônibus, porém aos poucos vai sendo revelado que o garoto vive numa mentira onde busca felicidade, já que seu eu interior aparenta guardar um sentimento bastante desagradável sobre a vida. A personalidade otimista do garoto não parece se manifestar pela sua própria vontade, talvez sendo algo desenvolvido naturalmente que serve de barreira para esconder os sentimentos reprimidos do seu subconsciente.

mayoiga01-3

Em questões técnicas, a animação está ok; não houve grandes momentos que um trabalho mais detalhado nesse quesito fosse necessário, então o papel foi cumprido satisfatoriamente. O design dos personagens é bem similar aos usados em grande parte das animações atualmente e favorecem o estereotipamento de suas personalidades, algo que além de bem-vindo por causa da quantidade de personagens, parece ser importante para o andamento do enredo.

A trilha sonora não se manifesta muito, mas ajuda a manter o clima. Além da parte instrumental, algumas músicas são cantadas pelo próprio grupo de personagens, mas nada que chegue ao estilo anime musical. São duas canções que aparecem no episódio, que contribuem para manter o clima bizarro do anime. Uma delas pareceu causar alguma influência mental nos passageiros da viagem para Nanakimura, o que deixou o mistério navegando no ar ainda mais.

mayoiga01-4

Conclusão

Mayoiga tem um grande potencial de instigação, porém não se passou por muito mais que isso. O clima de mistério é algo que sempre causa uma comoção no público, porém a questão é que esse clima foi atrapalhado por algumas cenas que queriam criar tensão, porém beiraram a comédia, fazendo até mesmo parecer uma paródia de gênero. Mari Okada, responsável pelo script, é renomada por suas obras, porém também já tem fama de utilizar de teor de drama que às vezes é bem exagerado, de forma que afaste o público, o que infelizmente já foi visto logo no primeiro episódio. Agora só nos resta acompanhar para saber se Mayoiga será um anime mediano de mistério ou chegará ao ponto de ser um péssimo anime de comédia.

Nota: 2,5/5

Mayoiga está sendo exibido na Crunchyroll, com legendas em português. Os episódios saem às sextas-feiras.

 

Teke

Perdido na cultura pop e estudando Letras querendo seguir o ramo editorial. Amaldiçoando o dia que aquele japa me mostrou um VHS de uns desenhos com olhos grandes acompanhado de um gibi preto e branco.

Junte-se ao lado dos comentadores

Caretinha: smilewinkwassattonguelaughingsadangrycrying