Rebuild? Renewal? Entenda quais são as versões existentes da série Neon Genesis Evangelion

Anime retorna mundialmente pela Netflix em junho, e voltam as dúvidas de suas diferentes versões.

Com os recentes anúncios sobre a série Neon Genesis Evangelion, surgem novamente as dúvidas sobre o que exatamente seriam os tais Renewals, Rebuilds e outros termos usados para designar diferentes versões do anime. Nesta matéria especial, vamos tentar esclarecer um pouco alguns desses pontos. Bora lá?

 

Versão Original (1995)

A série foi originalmente exibida na TV japonesa entre 4 de outubro de 1995 e 27 de março de 1996, contendo 26 episódios de cerca de 24 minutos cada.

Esta versão também é conhecida pela sigla “OA” (de On-Air).


Director’s Cut (homevideo)

Durante o lançamento em homevideo (VHS e Laser Disc), os primeiros 20 episódios geralmente tiveram pequenos retoques nas animações, porém no caso dos episódios 21 ao 24, eles tiveram uma nova edição estendida, contendo várias novas cenas e fazendo com que esses episódios tivessem um acréscimo de 2 a 5 minutos à sua duração. Para diferenciar das versões originais, esses episódios receberam um apóstrofo ao número, ficando como 21′, 22′, 23′ e 24′.

Essa versão dos episódios 21~24, também chamada de “New Production Cut“, é popularmente descrita pela sigla “DC“.


Death & Rebirth (1997)

Um dos pontos mais confusos em relação aos lançamentos da franquia.

Após o sucesso da série de TV foi liberada a produção de um longa que cobriria novamente os 2 episódios finais da série, porém devido aos atrasos na produção, o que acabou sendo exibido nos cinemas em 15 de março de 1997 foi o Death & Rebirth.

A parte “Death” é uma recompilação dos primeiros 24 episódios da série original (incluindo os trechos DC), enquanto o “Rebirth“, com conteúdos inéditos, é uma parte do que viria a ser o episódio 25′, que ainda estava incompleto.

No ano seguinte, para ser exibido no canal japonês WoWoW, o “Death” recebeu uma nova edição conhecida como “Death(true)“. Entre as alterações feitas estão as remoções das cenas adicionadas na versão DC dos episódios 21~24.

Mais tarde, Death sofreu mais uma alteração, sendo desta vez chamada de “Death(true)²“, onde foi adicionado de volta parte das cenas que haviam sido removidas na edição anterior. Esta foi a versão final do Death.


The End of Evangelion (1997)

Em 19 de julho de 1997, 4 meses após Death & Rebirth, estreou a versão completa do filme, chamado The End of Evangelion.

Ele consiste na edição final do episódio 25′ (substituindo por completo o que foi mostrado no Rebirth) e o episódio 26′, que foi inteiramente novo.


Revival of Evangelion (1998)

Em 1998, foi lançado o que veio a ser chamado de Revival of Evangelion, que segue a ideia do que foi feito em Death & Rebirth, mas usando as versões finais das duas edições cinematográficas.

Foram juntados o Death(true)² e o The End of Evangelion numa única obra.


Renewal of Evangelion (2003)

Em 2003, o anime recebeu uma nova masterização feita a partir dos negativos originais.

Esta apresenta uma qualidade de imagem bem superior ao lançamento original, além de uma nova mixagem de áudio, desta vez em 5.1, e incluindo várias conversas secundárias que originalmente haviam sido removidas na gravação original.

Apenas um episódio (16) não teve o mesmo tratamento na imagem, pois as masters dele se perderam e tiveram que se virar com com uma de qualidade inferior.

Além dos 26 episódios originais, o Renewal também inclui os 4 episódios DC.

Os episódios 21~24 OA em Renewal usam a estrutura e duração dos originais, porém com os vídeos retocados da versão DC.


Rebuild of Evangelion (2007)

Por fim, em 2007 foi lançado o projeto Rebuild, onde se deu início ao remake da série na tetralogia “Shin Gekijouban“. Apesar do primeiro filme ter sido quase idêntico à série original, a partir do segundo filme se tomou um rumo totalmente diferente.

[Atualização em 24/03 às 18:10]
Como surgiram algumas dúvidas, uns adendos sobre o remake:
Entre as mudanças presentes no segundo filme do Rebuild estão a troca do sobrenome da Asuka, mudando de “Asuka Langley Sohryu” para “Asuka Langley Shikinami” e a introdução da personagem Mari Illustrious Makinami.

E também houve algumas diferenças nas versões dos filmes:
O primeiro, “Shin Gekijouban: Jo” foi lançado nos cinemas também como 1.0 You Are (not) Alone. Mais tarde, quando houve o lançamento em DVD (com alguns retoques, mas apresentando com uma qualidade de imagem bastante duvidosa), a numeração do subtítulo em inglês foi alterada para 1.01. E quando o filme foi lançado novamente para homevideo, mas desta vez também em Blu-ray, a numeração se tornou 1.11.

O segundo filme, “Shin Gekijouban: Ha“, seguiu o mesmo padrão e no cinema era 2.0 You Can (not) Advance, mas ao sair em homevideo a numeração mudou para 2.22.

E o mesmo aconteceu com o terceiro filme, “Shin Gekijouban: Q“, era 3.0 You Can (Not) Redo nos cinemas e a numeração virou 3.33 no homevideo.

Já o quarto filme, “Shin Gekijouban: :||“, que está em processo de gravação das vozes, ainda não recebeu um subtítulo, ficando apenas como 3.0+1.0.

[Fim da atualização]

 


No Brasil

A versão apresentada na Locomotion foi a OA, sem a presença dos episódios DC.

Já no Animax, a versão exibida foi a Renewal e foram exibidos os 26 episódios OA e os 4 DC. Foi mantido boa parte do elenco original brasileiro, mas houve algumas trocas de vozes como da Misato e Ritsuko. A tradução parece ter sido feita de ouvido a partir do inglês, pois “I mustn’t run away” virou “Eu tenho que fugir“, “My chance!” virou “Meu peito!” e “This is news censorship!” virou “É o novo chip de censura!“… 🤷

O primeiro filme do Rebuild foi lançado no Brasil em Blu-ray e DVD. Aqui a dublagem manteve o elenco da versão exibida no Animax.

O segundo filme foi lançado apenas em DVD. Desta vez, na dublagem brasileira foi efetuada a troca da voz da Rei Ayanami.

E agora em junho está programada a estreia mundial na Netflix, onde foi prometida a exibição da versão Renewal (mas sem especificar se os episódios 21~24 terão ambas as versões OA e DC, ou apenas uma delas) e a inclusão dos filmes Death(true)² e The End of Evangelion.

Publicidade
close