Imagem: O L do live-action de 'Death Note'.

Death Note: Sequência do live-action da Netflix continua em desenvolvimento

Segundo filme pode ser lançado graças ao sucesso de audiência do primeiro.

A sequência do polêmico live-action americano de Death Note, lançado pela Netflix em 2017, continua em desenvolvimento de acordo com o roteirista Greg Russo, que compartilhou a informação com entusiasmo numa rede social. “Tem algo muito bacana em atividade para a franquia – ainda não posso falar sobre isso, mas está definitivamente vivo e em boas mãos“, contou Russo no Twitter após uma pergunta sobre o roteiro de ‘Death Note 2’.

A produção desta continuação acaba, na verdade, sendo muito mais motivada pela audiência do que pela opinião do público, que em sua maioria, criticou duramente as mudanças adotadas na história. No entanto, logo na semana de lançamento, o filme obteve 8,2 milhões de visualizações na plataforma, levando o diretor Adam Wingard a comentar apenas três dias depois que poderia haver um segundo longa. Apesar das notícias serem positivas e levarem a crer que de fato o filme saia do papel, muito pouco ainda se sabe sobre sua produção, tampouco se o diretor e o elenco do anterior irão retornar. Vale destacar que Greg Russo não escreveu o roteiro do primeiro filme.

O live-action foi lançado no streaming da Netflix em 25 de agosto de 2017 e está disponível na plataforma nas opções dublado ou com legendas em português. Na trama, o estudante Light Turner (Nat Wolff) encontra um caderno nomeado como “Death Note”. Após ser visitado pelo deus da morte Ryuk (Willem Dafoe), que lhe diz que ele pode causar a morte de qualquer pessoa que ele escreva o nome no caderno e os meios de como morrem, desde que conheça seus rostos, Light começa a usar o Death Note para livrar o mundo dos criminosos, melhorando a sociedade sob o disfarce de um deus conhecido como “Kira”.

[Via CBR]


Publicado pela Shonen Jump de 2003 a 2006, Death Note é cria da dupla Tsugumi Ohba (roteiro) e Takeshi Obata (desenho). A história original acompanha o jovem Light Yagami, que após mais um dia entediante se depara com um caderno misterioso, que leva à morte aquele que tiver seu nome anotado. A partir daí, ele procura fazer uma “faxina” eliminando criminosos pelo mundo, enquanto serviços de alta inteligência da polícia começam uma caça para descobri-lo. Os 12 volumes encadernados foram publicados no Brasil pela JBC, que posteriormente relançou a obra em uma edição especial chamada de “Black Edition”, rendendo 6 edições.

Em 2006, ganhou uma versão animada finalizada em 37 episódios. A série foi um sucesso por todo o mundo, gerando um burburinho no Brasil por conta da internet. A fama fez com que ele fosse lançado oficialmente por aqui, com exibição a partir de março de 2009 no extinto canal Animax. Posteriormente, o anime foi reprisado pelo canal PlayTV e está disponível por streaming pela Netflix e em DVD pela PlayArte.

De 2006 até hoje, ganhou 4 produções para o cinema no Japão, 3 delas distribuídas no Brasil pela Sato Company: Death Note (2006), Death Note II – O Último Nome (2006) e Death Note: Iluminando um Novo Mundo (2016). Em 2017, uma adaptação live-action americana foi produzida pela Netflix.

Uma série live-action produzida em 2015 está disponível pela Crunchyroll.

Publicidade
close