Novos anúncios da JBC: spinoff de ‘The Seven Deadly Sins’, isekai do ‘Slime’ e ‘Coyote’

Editora revelou novos títulos para seu catálogo em 2020.

No último domingo (17), a Editora JBC promoveu mais uma edição do Henshin+, evento anual reservado para contar as próximas novidades da empresa. Entre novos ebooks, selos de publicação e O Regresso de Jaspion, também coube o anúncio de três títulos para o catálogo futuro: The Seven Deadly Sins: Seven Days, That Time I Got Reincarnated as a Slime e Coyote.

Por enquanto não há detalhes sobre as edições nacionais, apenas a confirmação de que serão publicadas em algum momento.

Sobre ‘Seven Days

Capa japonesa do primeiro volume.

Em 2017, o ilustrador Yo Kokukuji deu início a este mangá, que por sua vez é uma adaptação de um romance escrito por Mamoru Iwasa. ‘Seven Days‘ é um spinoff de The Seven Deadly Sins (Nanatsu no Taizai) que mostra como os personagens Ban e Elaine se conheceram. Seriado originalmente na revista Shonen Magazine Edge entre fevereiro e agosto de 2017, o título rendeu dois volumes encadernados.

Lembrando que a JBC já publica no Brasil o mangá principal de Nakaba Suzuki, tanto em volumes físicos quanto digitais, além de publicar os novos capítulos simultaneamente com o Japão também em ebook. A adaptação animada é exibida exclusivamente por aqui pela Netflix.

 

Sobre ‘Slime

Capa japonesa do 1º volume.

That Time I Got Reincarnated as a Slime (Tensei Shitara Suraimu Datta Ken) é um dos isekais (como são chamadas as histórias de personagens que vivem aventuras presos em uma “dimensão paralela”) mais populares da atualidade. Surgiu como uma série independe de light novel em 2013, escrita por um autor denominado como Fuse, até ser licenciada pela Micro Magazine, que publica a obra no Japão desde 2014 rendendo até então 15 volumes.

Em 2015, o título foi adaptado neste mangá anunciado pela JBC. Com ilustrações de Taiki Kawakami, os quadrinhos somam atualmente 12 volumes que reúnem os capítulos publicados originalmente pela revista Monthly Shonen Sirius.

Conquistando pelo nonsense do plot, ‘Slime‘ conta a história de Satoru Mikami, um pacato funcionário de escritório de 37 anos que um dia é esfaqueado até a morte em plenas ruas de Tóquio. Enquanto agoniza, Satoru faz alguns pedidos e acaba reencarnado como um slime (aquela geleca gosmenta) em um mundo alternativo. Nessa nova realidade, ele assume o nome de Rimuru e possui o poder de absorver a habilidade das criaturas que devora.

A história se tornou mais popular a partir de outubro do ano passado, quando estreou a série animada produzida pelo estúdio Eight Bit (de Infinite Stratos). Todos os episódios estão disponíveis oficialmente no Brasil através da plataforma de streaming da Crunchyroll.

 

Sobre Coyote

Capa japonesa.

Desconhecida até mesmo pelos fãs mais ávidos dos mangás, Coyote é uma obra de volume único publicada no Japão em 2014 pela editora Shogakukan Creative – aliás, cuidado para não confundir com outro mangá yaoi de mesmo nome.

Com pitadas de sci-fi, o enredo foca na ação nesse encadernado que reúne 5 histórias criadas por Sei Awata, seriadas originalmente na revista Heros. Chega em 2020.

[Via Blog BBM 1, 2, e 3]

 

Publicidade
close