My Hero Academia: após polêmica, nome de vilão é alterado na edição digital do mangá

Nome original fazia referência a um período sensível na relação entre chineses e japoneses.

A editora Shueisha cumpriu o prometido e alterou o capítulo 259 de My Hero Academia em suas edições digitais. O nome real do vilão Daruma Ujiko passou a ser Kyudai Garaki, após a polêmica envolvendo o nome anterior, Maruta Shiga, que causou a suspensão do mangá na China e na Coreia do Sul.

O novo nome preserva os trocadilhos pretendidos pelo autor Kohei Horikoshi. Segundo o tradutor oficial do mangá em inglês, Caleb Cook, “Kyudai” (球大) é escrito com os kanjis de “bola” e “grande” (em referência ao corpo do personagem), enquanto “Garaki” (殻木) empresta as sílabas finais do vilão Shigaraki e inclui o kanji de “árvore”.

Quadro do capítulo 259 já com o nome alterado.

O capítulo pode ser acessado pelo aplicativo MangaPlus, em inglês e em espanhol, gratuitamente até o próximo dia 23 de fevereiro. Até o momento, a obra não retornou às lojas chinesas e coreanas.

“Maruta” é um termo sensível na cultura oriental por remeter aos crimes de guerra do Japão durante a Segunda Guerra Mundial. Esse era o nome que se dava às vítimas chinesas que eram submetidas pelo Batalhão 731 do Exército Imperial Japonês a experimentos biológicos (incluindo crianças e mulheres grávidas), sendo queimadas após o “uso”.

Depois da pressão dos chineses e coreanos, que causou a retirada de My Hero Academia das lojas dos países, a revista Weekly Shonen Jump e o autor Kohei Horikoshi publicaram pedidos oficiais de desculpas.

Se você quiser entender mais sobre o assunto, recomendamos o vídeo Insensibilidade histórica, revisionismo e a polêmica de Boku no Hero Academia do canal Video Quest, e também o texto Porque Boku no Hero está errado, escrito por Fábio Sakuda para o Portal Genkidama.

[Via Caleb Cook]


A trama de My Hero Academia (Boku no Hero Academia) acompanha a história de Izuku Midoriya, um garoto comum que nasceu sem habilidades especiais num mundo que é natural possuir algum tipo de poder. Almejando se tornar um grande herói e com o compromisso de suceder seu maior ídolo, o herói profissional All Might, Midoriya ingressa no famoso Colégio U.A. e junto de outros alunos, ele inicia seu treinamento de herói enquanto enfrenta uma organização maligna formada pelos criminosos mais perigosos, a Liga dos Vilões.

O mangá de autoria de Kohei Horikoshi é publicado no Japão desde julho de 2014 e no Brasil, o título sai pela Editora JBC, com 24 volumes disponíveis até o momento. A versão em animê tem produção do estúdio Bones (Fullmetal Alchemist) e as quatro temporadas da série são exibidas oficialmente no Brasil via streaming pela Crunchyroll, com legendas em português.

A JBC também publicou no Brasil os 5 volumes do spin-off de humor My Hero Academia Smash!! e prepara o lançamento do mangá Vigilante: My Hero Academia Illegals.

O primeiro filme da série, ‘2 Heróis‘, foi exibido nos cinemas brasileiros este ano e está disponível em plataformas digitais como NOW, Google Play, iTunes, YouTube Filmes e Vivo Play. Também disponível pelo Telecine Play.

Publicidade
close