‘Animal Crossing: New Horizons’ segue imbatível no Japão, com mais de 5 milhões de cópias vendidas

Jogo vendeu 5 vezes mais que o remake de ‘Final Fantasy VII’, o segundo com mais vendas no Japão neste ano.

Segundo informações da Famitsu, Animal Crossing: New Horizons é o jogo mais vendido neste ano no Japão, com mais de 5 milhões de cópias vendidas, muito a frente do segundo colocado, o remake de Final Fantasy VII — cujas vendas atingiram 931 mil cópias no país. Em maio, o jogo já havia vendido mais de 13 milhões de cópias mundialmente.

De acordo com o relatório, a indústria de jogos japonesa movimentou 95,4 bilhões de ienes (4,6 bilhões de reais) em software e 79,34 bilhões de ienes (3,8 bilhões de reais) em hardware, um aumento de 29% e 20%, respectivamente, em relação à primeira metade de 2017. Juntando os dois, a movimentação total foi de 174,8 bilhões de ienes (8,4 bilhões de reais), 24,8% acima do mesmo período do ano passado.

New Horizons é um jogo exclusivo para Nintendo Switch, a melhor estreia de um exclusivo do console até agora. Sendo uma espécie de “simulador de vida”, nesta versão o jogador cria uma personagem e se muda para uma ilha (embora algumas novidades não tenham agradado muito). Como as mudanças têm custos, ele fica devendo para Tom Nook, um empresário que é basicamente o dono da ilha, a qual será expandida conforme o jogador cumprir alguns pedidos de Tom. Ao pagar uma dívida, o jogador pode pedir para expandir sua casa (e contrair uma dívida maior).

A ideia da franquia é explorar o mundo de diversas formas, fomentando o crescimento da sua cidadezinha. No jogo, é possível pescar, caçar insetos, coletar materiais, construir objetos, interagir com amigos, entre outros. O primeiro Animal Crossing foi lançado em 2001, para o Nintendo 64.


Fonte: Famitsu

Publicidade
close