Lisa Yamatoya, diretora de marketing da Toei Animation nos EUA, fala sobre o mundo das licenças

Em entrevista à License Global, Lisa dividiu um pouco sobre sua trajetória, a Toei e o mundo do licenciamento.

Além de um ranking dos maiores licenciantes de 2019, o relatório mais recente da License Global traz uma entrevista com Lisa Yamatoya, diretora de marketing e licenciamento da Toei Animation nos EUA, comentando um pouco sobre sua trajetória e seu trabalho dentro da empresa.

Lisa, que sempre foi fã de animês, entrou na indústria do licenciamento em 2003, trabalhando na Upper Deck, nos EUA. Poucos anos depois, ela foi para a filial japonesa, trabalhar majoritariamente com licença para produtos, especialmente jogos de cartas inspirados em animês.

Foto de Lisa Yamatoya
Reprodução/Linkedin

Em 2009, ela estava de volta aos EUA, após 3 anos trabalhando no Japão e na Ásia, se tornando uma figura central no licenciamento de produtos de animê. Segundo ela, duas coisas fundamentais para licenciamento são conhecer bem seu público e o marketing.

Em sua visão, licenciamentos não apenas aumentam os lucros, mas também divulgam uma marca ao público e, com isso, têm o potencial de aumentar a demanda por produtos. Então é preciso saber onde o seu público está e o que ele compra para, futuramente, poder ofertar ainda mais opções. Graças a esses esforços com licenciamentos, o animê vem deixando de ser um “nicho” e se tornando um produto mainstream.

Inclusive, quando entrou na Toei, o foco de Lisa era o marketing das marcas da empresa. Ela conseguiu mostrar a importância disso para seus superiores, criando um novo time de marketing na companhia. Um de seus maiores diferenciais era a capacidade de entender os mercados americano/canadense e japonês, podendo se comunicar com ambas as partes.

Imagens dos skates de Dragon Ball Z.
Primitive Skate Dragon Ball Z/Divulgação

Uma grande conquista da Toei, em sua visão, foi com Dragon Ball Z. Por meio de parcerias com empresas como Adidas, Bioworld Merchandising e Primitive Skate, além da Funimation (que detém a licença do animê nos EUA), a empresa lançou roupas, tênis e até pranchas de skate com estampas da série, ações com muito sucesso por lá. Aqui no Brasil, a Angelotti Licensing também está investindo na marca, trazendo produtos oficiais em uma loja virtual só de Dragon Ball.

Por fim, Lisa credita seu sucesso profissional a seus mentores e amigos, citando durante a entrevista especialmente seu chefe atual na Toei.


Fonte: License Global

Publicidade
close