‘Kira Kira Pretty Cure A La Mode’ e OVA de ‘GRANBLUE FANTASY’ chegam na Crunchyroll (ATUALIZADO)

Mais PreCure e mais Granblue na plataforma.

A Crunchyroll anunciou a exibição de Kira Kira Pretty Cure A La Mode  e do OVA de GRANBLUE FANTASY. Os episódios desse Precure já tinham sido disponibilizados há alguns dias para Portugal e agora foram estendidos para o Brasil.

Precure A La Mode foi originalmente exibido no Japão em 2017, sendo a 12ª geração de Precure, e a segunda série da franquia disponível na plataforma. Os temas dessa temporada são doces e animais, as Cures inclusive cuidam de uma confeitaria.

O OVA de Grandblue Fantasy é um episódio extra da segunda temporada da série, também disponível na plataforma, e vai ao ar à meia-noite do dia 26 (amanhã).


Fonte: Crunchyroll Brasil, Crunchyroll EUA


Granblue Fantasy: A Animação

Grandblue Fantasy é originado de um RPG eletrônico desenvolvido pela Cygames para Android, iOS e navegadores web, lançado no Japão em março de 2014. A adaptação animada conta com 13 episódios, produzidos pela A-1 Pictures (Fairy Tail, Sword Art Online), e exibidos originalmente no Japão em 2017. Também está disponível aqui no Brasil pela Crunchyroll e Netflix.

A história se passa em um mundo de ilhas que flutuam num mar de nuvens. Nele, um menino chamado Gran, acompanhado de Vyrn, um lagarto alado, deseja viver aventuras que os leve para longe de sua aldeia. Quando sua ilha é atacada, eles encontram uma garota, Lyria, misteriosa, com o poder de comandar criaturas primordiais. Fugindo do Império Erste, uma nação totalitária que tenta dominar o mundo, o agora trio sai em busca de Estalucia, uma mitológica “ilha estrela” descrita em uma carta deixada pelo pai de Gran.

Também gerou um mangá, em publicação no Japão desde 2016 na revista Cycomics, da Cygames. Produzido por Makoto Fuugetsy (o mesmo das adaptações em mangá de Luzes No Céu: Fireworks e do segundo arco de Re:Zero), a obra possui 7 volumes encadernados. A Panini trouxe o mangá para o Brasil.


Precure

A franquia Precure ou Pretty Cure começa com Futari wa PreCure em 2004, uma série produzida pela Toei Animation, criada por uma equipe criativa da empresa intitulada de Izumi Todo. O sucesso dos 49 episódios fez com que não só uma sequência fosse produzida, como inaugurou uma das mais bem sucedidas franquias de garotas mágicas, com 15 séries diferentes divididas em 17 temporadas (Futari wa Precure e Yes! PreCure 5 tiveram sequências), vários filmes e produtos.

Já nos anos 2000, tentaram negociar a vinda da 1ª série Pretty Cure com canais de TV brasileiros, porém nenhuma emissora topou a exibição. Anos mais tarde, em 2015, a Saban Brands adquiriu os direitos para uma adaptação de Smile PreCure! (fase de 2012), fazendo uma série de edições, alterando nomes e trilha sonora para transformar o produto em Glitter Force. Sob alvo de muitas críticas, o animê teve exibição exclusiva pela Netflix e ganhou um item bastante desagradável por aqui: uma dublagem em português feita fora do Brasil, além dos cortes criticados por todos os fãs da série internacionalmente.

Mesmo assim, a parceria com a Saban ainda rendeu a adaptação de mais uma temporada, com Glitter Force: Doki Doki (DokiDoki! PreCure), que até se salvou um pouco por aqui, com uma dublagem feita no Rio de Janeiro. Mas a essa altura a empresa de Haim Saban já não estava mais empenhada na marca, devolvendo-a para a Toei em 2017.

Healin’ Good é a série mais atual e traz a 15ª geração de heroínas. Na história dessa temporada, três garotas recebem os poderes dos chamados “Animais de Cura’ para se tornarem as heroínas Pretty Cure. Sua missão é proteger a vida na Terra em uma batalha contra os Byougens, que pretendem envenenar o planeta.

Publicidade
close