Beyblade Burst Turbo: série deve estrear na Netflix em setembro

Os piões mutantes continuam com força total.

E já se vão quase 20 anos da estreia da primeira série de Beyblade, e entre altos e baixos (mais altos, considerando as vendas dos brinquedos no Japão e no Ocidente) as séries de animê permanecem encantando a molecada – como Cavaleiros do Zodíaco ou Pokémon encantaram você, senhor(a) fã de animê que ficou adulto. Ignorando a sequência direta da primeira série da “geração Burst” (intitulada Beyblade Burst Evolution no Ocidente), a Netflix programou para 1º de setembro a estreia dos 51 episódios de Beyblade Burst Turbo, terceira fase da saga de Valt Aoi.

Registro da página da Netflix mostrando a estreia de Beyblade Burst Turbo.
Página indicando a estreia no próximo dia 1º. | Reprodução: Netflix

Burst Turbo (Burst Super Z, no Japão) é uma produção de 2018 e apresenta Aiger Akabane, um garoto que cresceu em uma fazenda nas montanhas e que encontra um Valt Aoi perdido, que coincidentemente buscava pelo famoso Taiga Akabane – pai do Aiger – para evoluir sua Beyblade de estimação, Valtryek. Depois desse encontro, Aiger quer se tornar um blader e mesmo contra a vontade do pai, forja sua própria Beyblade – que é possuída por um “espírito guerreiro” chamado Aquiles. Após ser derrotado por Valt, o garoto decide que irá ficar mais forte para encará-lo novamente um dia, iniciando assim sua jornada.

O animê estreou na programação do Cartoon Network brasileiro em julho de 2019, e ia ao ar semanalmente até o mês passado. Também é possível assistir a episódios dessa fase e das anteriores no canal oficial da série no YouTube. E pra quem pensa que Beyblade “já deu o que tinha que dar”, saiba que alguns episódios batem, em poucos meses, a marca de 1 milhão de visualizações. No momento em que esta notícia é veiculada, o canal já conta com mais de 530.000 inscritos. É o poder do Let it Rip conquistando gerações – e enchendo os cofres da Hasbro de verdinhas.


Fonte: Netflix


Beyblade Burst é o 3º segmento de histórias que promovem a coleção de brinquedos da Takara Tomy (sucedendo Beyblade Metal Fight). O projeto começou com o lançamento de um mangá em 2015, publicado pela revista japonesa CoroCoro Comic, escrito por Hiro Morita. A série animada veio em 2016 pelo estúdio OLM (Pokémon), com direção de Katsuhito Akiyama (Super Onze).

A trama é centrada no garoto Valt Aoi, um amante de Beyblade, esporte que consiste na disputa entre dois piões tecnológicos que podem ser incrementados com peças variantes. Ao ser derrotado pelo colega de escola Rantaro, Valt decide melhorar suas habilidades e conhecimentos no fundamento do Beyblade. Ele se vê impulsionado também pela aproximação dos campeonatos distritais e o sucesso de Shu, reconhecido como um dos melhores “bladers”. Valt inicia então sua saga para evoluir e buscar o topo dos jogadores de Beyblade.

Em 2017 veio a sequência, com Beyblade Burst Evolution (mais 51 episódios). Em 2018 estreou no Japão o Beyblade Burst Turbo (mais 51 episódios) e em 2019 Beyblade Burst Rise (GT, no Japão). Atualmente, a TV japonesa exibe a fase Beyblade Burst Sparking. O mangá foi encerrado em dezembro de 2019.

Beyblade Burst estreou no Brasil pelo Cartoon Network em junho de 2017, com dublagem realizada no estúdio Dubbing Company, de Campinas. Em maio de 2018, o canal passou a exibir Evolution e, no ano seguinte, a fase Turbo. Os 51 primeiros episódios também estão disponíveis na Netflix. Parte dos episódios está disponível em um canal oficial do YouTube.

Publicidade
close