Ricardo Cruz lança clipe com nova versão da abertura de ‘Black Kamen Rider’

Música também deve ser apresentada na Band nas próximas exibições.

Neste domingo (30), os fãs de tokusatsu no Brasil estão em êxtase com o retorno, na TV aberta, de uma das séries mais cultuadas da chamada “Geração Manchete”: Black Kamen Rider – ou Kamen Rider Black, se preferir.

Além de imagem com um elevado padrão de qualidade e o áudio da versão brasileira dos anos 1990 restaurado, foi prometido, na última quinta (27), um adicional especial: um novo tema em português da música de abertura da série, interpretada por ninguém menos que Ricardo Cruz, conhecido cantor no cenário de cultura pop japonesa brasileiro, além de um assumido fã de tokusatsu.

Mas como tudo é muito imprevisível na Band, algo deu errado e a abertura original (interpretada por Tetsuo Kurata, que fez o papel de Issamu Minami na série) foi ao ar. O mistério em torno do resultado dessa nova versão foi desfeito quando o canal TokuSato (ex-Tokusatsu TV) disponibilizou os dois primeiros episódios da série no YouTube.

Para finalizar esse dia, Ricardo Cruz lançou em seu canal o videoclipe da versão – que contou também com parte da versão japonesa da música, similar ao trabalho realizado no clipe da abertura de Kamen Rider Black RX.

A versão brasileira teve a letra escrita pelo próprio Ricardo, criada a partir da tradução da letra original de Youko Aki. Já os arranjos contaram com a participação de seu inseparável parceiro, Lucas Araújo.

Confira o resultado abaixo:

 


Teve outra versão em português?

No ano de 1991 as séries tokusatsu dominavam a TV brasileira, com produções indo ao ar em praticamente todos os canais. Além de muitos brinquedos,  fitas VHS, álbuns de figurinhas e histórias em quadrinhos, alguns super heróis japoneses também tiveram suas músicas lançadas em discos de vinil (os LPs) e fitas K7.

Black Kamen Rider foi um deles. Ou melhor: Black Man.

Tal como Spielvan era comercialmente chamado de Jaspion 2 pela Everest Vídeo, Black Kamen Rider teve esse (infeliz) nome utilizado em seus produtos lançados no Brasil.

No LP lançado (capa acima) pela finada RGE do Brasil, eram apresentadas em 10 faixas algumas versões brasileiras de canções que tocavam na série transmitida pela Rede Manchete – que estranhamente também usava o nome Black Man nas legendas de anúncio da transmissão.

Destas 10 faixas, 3 músicas ( “A Beatriz”, “A Língua do P” e “Venha Balançar”) pertenciam originalmente à trilha sonora de outras séries – Goggle Five, Bioman e Sun Vulcan respectivamente.  O que essas músicas faziam aí? Mistérios indecifráveis daquela época…

A primeira versão do tema de abertura de Kamen Rider Black foi interpretada com a voz marcante do cantor Toninho Ghizzi, mas nunca foi ao ar na Rede Manchete. Por isso muita gente ainda toma um susto quando se depara com a versão hoje em dia. Sobre a letra adaptada por Ciro Carvalho… Bem, por mais “séria” que a trama fosse, o personagem era destaque numa programação infantil e a letra tinha somente a preocupação de encaixar na melodia original e fazer algum sentido para as crianças da época, fãs do personagem.

Em 2013, o grupo Anime Voices convidou Toninho Ghizzi para uma regravação da canção que o trouxe pro mundo dos heróis japoneses e disponibilizou a gravação em seu canal no YouTube. Se você ficou surpreso e curioso com tudo isso, confira no vídeo abaixo como foi a primeira versão “perdida” da abertura do Kamen Rider Black em nosso país!

Publicidade
close