Nintendo teria enviado notificação à campanha de caridade envolvendo Joy-Con

Notificação seria relacionada a uso de marcas protegidas pela empresa em JoyCons personalizados.

Imagem de capa: Nintendo Life

Segundo relatos, a Nintendo teria enviado uma carta de “cessar e encerrar” para uma campanha de caridade na Indiegogo em memória a Desmond “Etika” Amofah, um youtuber que cometeu suicídio em junho do ano passado. Ele tinha um canal focado em jogos da empresa e passava por problemas de saúde mental.

A campanha tinha levantado cerca de 37 mil dólares (aproximadamente 188 mil reais) oferecendo “Etikons”, Joy-Cons personalizados em homenagem ao youtuber. Lucros das vendas eram destinados à JED, uma organização sem fins lucrativos com foco em prevenir suicídios e auxiliar jovens com saúde mental fragilizada.

Segundo o criador da campanha, apelidado CptnAlex, a notificação da Nintendo veio porque esses controles incluíam o termo Joy-Con (que é registrado e protegido por direitos autorais) na frase JoyConBoyz e também o logo do Nintendo Switch, e não pelas vendas em si.

Ele admite que seus designs realmente infringiam direitos e marcas da Nintendo, embora questione o fato da empresa não agir da mesma forma com grandes empresas vendendo JoyCons personalizados. Também já mencionou a possibilidade de reabrir a campanha com designs sem marcas da empresa.

A Nintendo recentemente vem sendo criticada por diversos fãs e até figuras da imprensa gamer por fazer uma espécie de “caça aos hacks”, emitindo notificações de DMCA (direitos digitais segundo a lei americana) e afins contra diversos mods e hacks de jogos seus.


Fonte: Gamesindustry.biz e CptnAlex

 

Publicidade
close