Imagem: A jovem Memempu de 'Sakugan' (e padrões de resenha do JBox).

Resenha | SAKUGAN!!: Uma promessa da temporada | Episódio 1

Relação entre pai e filha tem tudo pra achar o caminho até nosso coração e traz promessa daquele que pode ser um dos melhores da temporada.

Ao me deparar com SAKUGAN!! pela primeira vez, eu caí na mesma impressão que muitos já caíram (ou cairão), que é de o comparar a Gurren Lagann. Claro, a associação não é infundável, mas SAKUGAN!! tem tudo o que é preciso pra se destacar por si só.

Também chamada de Sacks&Guns!!, é originalmente uma novel de Nekotaro Inui, selecionada em um concurso feito pela DeNA, provedora de serviços para celulares e e-commerce, junto com a agência de publicidade Sotsu e a rádio Bunka Housou. Inicialmente programado para 2020, o animê do estúdio Satelight (Symphogear) acabou adiado.

O animê se passa no Underworld, um lugar onde o a luz do Sol não chega. Lá vive uma sociedade bem tecnológica, mas que se encontra a mercê de terremotos, monstros e terroristas.

Na história acompanhamos Gagumber, um escavador que trabalha com sua filha Memempu. Apesar da garota ser ainda criança, já se formou na faculdade e sonha em um dia ser uma marker – nome dado a quem se aventura pelos túneis subterrâneos. E assim ela almeja conseguir chegar até a superfície.

Imagem: Gaganba, a escavadora-mirim.
Reprodução: Crunchyroll.

A relação entre pai e filha no início destoa de uma relação que estamos acostumados. Em primeiro momento os dois parecem ser irmãos, e temos uma mudança brusca na forma como se relacionam ao vê-los agindo como pai e filha. Mas com o passar do tempo, vemos que esse relacionamento vai se tornando algo mais palpável e próximo da realidade.

A recusa de Memenpu em deixar sua filha seguir seu sonho vai se tornando mais clara com o passar do episódio. Se bem trabalhado, pode ser um ótimo adicional para as aventuras que veremos no decorrer dos episódios.

O mundo criado é bem vivo e vemos uma construção gradual do ambiente. As relações entre os trabalhadores e até as histórias da primeira pessoa a chegar no topo (e se realmente chegou) são feitas com detalhes que enriquecem, mesmo que pouco, nesse primeiro momento.

A animação flui bem, com destaque para o design dos personagens, apesar do 3D ainda ser algo um tanto destoante do restante da cena. Mas, no fim, não atrapalha a imersão. A trilha sonora aqui pode não ser a mais memorável, porém cumpre bem seu papel.

Imagem: O pai da menina da imagem anterior.
Reprodução: Cruncnhyroll.

Com um bom primeiro episódio, a série tem potencial para entregar uma história cativante, e a relação entre pai e filha pode acabar arrancando umas lágrimas.

Confira a estreia mundial de SAKUGAN na Virtual Crunchyroll Expo, evento realizado online nos dias 5 a 7 de agosto! Saiba mais aqui.


Após a exibição especial no evento, SAKUGAN está programado para estrear em outubro na Crunchyroll. A empresa convidou o JBox para assistir a um screener para a realização desta resenha.


O texto presente é de responsabilidade de seu autor e não reflete necessariamente a opinião do site JBox.

Publicidade
close