Imagem: Protagonistas de 'Nisemonogatari'.

Monogatari: Quais temporadas estão disponíveis no Brasil? (AT)

Com a entrada de ‘Bakemonogatari’ na Funimation, veja quais outras temporadas podem ser assistidas oficialmente por aqui!

Na última semana, a Funimation estreou em seu catálogo Bakemonogatari e Owarimonogatari – esta última já podia ser assitida pela Crunchyroll, mas a primeira era inédita por aqui. Há alguns meses, a Funimation havia colocado outras temporadas no catálogo.

O que é Monogatari?

Primeiramente, Monogatari é uma série de novels de Nisio Isin (a romanização é essa, mas lê-se Nishio Ishin em japonês), com ilustrações de Vofan. Isin começou publicando histórias curtas na revista Mephisto, compiladas no livro Bakemonogatari em 2006. De lá para cá, mais 26 volumes foram lançados.

Imagem: Capa de 'Bakemonogatari', na versão americana.
Divulgação: Kodansha/Vertical.

A série gira em torno de Koyomi Araragi, um estudante do ensino médio que se tornou um vampiro, envolvendo seres sobrenaturais e fenômeno paranormais. O animê do estúdio SHAFT conta com um total de 14 arcos, lançados de 2009 a 2019 no Japão.

O que lançou no Brasil? Dá para assistir tudo?

Com isso, talvez muitos se perguntem: já dá para assistir oficialmente todas as animações de Monogatari? A resposta é não. Essas são as partes disponíveis no Brasil no momento, todas apenas legendadas:

  • Bakemonogatari (Funimation);
  • Nisemonogatari (Crunchyroll e Funimation);
  • Nekomonogatari Black (Crunchyroll e Funimation);
  • Nekomonogatari White (Funimation);
  • Kabukimonogatari (Funimation, dentro da Second Season);
  • Otorimonogatari (Funimation, dentro da Second Season);
  • Onimomonogatari (Funimation, dentro da Second Season);
  • Koimonogatari (Funimation, dentro da Second Season);
  • Hanamonogatari (Crunchyroll, dentro de Monogatari S2);
  • Tsukimonogatari (Crunchyroll e Funimation);
  • Owarimonogatari I e II (Crunchyroll e Funimation);
  • Koyomimonogatari (Funimation)

Faltam ainda os arcos:

  • Zoku Owarimonogatari (filme);
  • Kizumonogatari I, II e III (série de filmes).
Imagem: Pôster de 'Bakemonogatari'.
Divulgação: Aniplex.

Qual a ordem correta?

A resposta aqui depende. Existe a ordem de lançamento do animê, a ordem recomendada e a ordem cronológica dos eventos. A ordem de lançamento é:

  • Bake;
  • Nise;
  • Neko Black;
  • Neko White
  • Kabuki;
  • Otori;
  • Oni;
  • Koi;
  • Hana;
  • Tsuki;
  • Owari I;
  • Koyomi;
  • Kizu;
  • Owari II;
  • Zoku Owari.

Num geral recomenda-se assistir os filmes de Kizumonogatari após o Bakemonogatari, Hana após terminar Kabuki, Koyomi antes dos Owari, e, de resto, seguir normalmente pela ordem acima –  foi nessa sequência que Nisio Isin lançou os livros. Mas há quem recomende assistir aos longas de Kizu antes de Bake.

Sendo assim, ainda estão indisponíveis os filmes de abertura e “fechamento” da série.

A ordem cronológica da história, no entanto, é bem diferente. Muitos fãs da série não recomendam começá-la seguindo a cronologia por tirar parte da metanarrativa. Em suma, do que já foi animado, a ordem dos eventos seria:

  • Kizu;
  • Neko Black;
  • Bake;
  • Nise;
  • Kabuki;
  • Oni;
  • Owari: Shibonu Mail;
  • Neko White;
  • Owari: Ougi Formula–Sodachi Lost;
  • Otori;
  • Koi;
  • Tsuki;
  • Owari: Mayoi Hell–Ougi Dark;
  • Koyomi;
  • Zoku Owari;
  • Hana.

As novels são inéditas no Brasil, mas a editora Panini publica o mangá Bakemonogatari, com autoria de Oh! Great, baseado na série de livros.

ATUALIZAÇÃO:

Entrada de novas séries na Funimation.

Atualizado pela última vez em 2 de setembro de 2021, às 13h10.
Publicidade
close