imagem: ilustração do animê Samurai Warriors com o quinteto principal.

Samurai Warriors: Tema original do animê, ‘Samurai Heart’ ganha nova versão

“Samurai Heart” foi a música da 2ª abertura na versão japonesa do animê, agora regravada pela mesma cantora da época.

Uma das maiores perdas que tivemos com a versão de Samurai Warriors (Samurai Troopers) exibida no Brasil foi a ausência dos temas originais (substituídos por um instrumental americano e a narração de Jonas Melo). Mas a facilidade da internet nos permitiu conhecer essas músicas, sendo que uma delas ganhou recentemente uma regravação pela mesma cantora.

“Samurai Heart”, que serviu de tema para a segunda abertura do animê em 1988, foi cantada novamente por Hiroku Moriguchi no single Samurai Heart ~2022, disponível desde ontem (31 de janeiro) pelo Spotify, Deezer, Apple Music e iTunes — acesse a lista aqui.

imagem: capa do single 'Samurai Heart 2022'.
Capa do single | Divulgação/Sunrise.

Além dessa nova versão, há uma outra cantada por Takeshi Kusao, que deu voz ao protagonista Ryo Sanada (conhecido por aqui como Hector), que acompanha o single. A capa (imagem acima) é uma ilustração do herói feita por Ken Mizuki, que também trabalhou na arte da animação.


Fonte: Crunchyroll


iamgem: protagonistas de Samurai Warriors

Samurai Warriors (Yoroiden Samurai Troopers, no original) é uma produção da Sunrise que estreou no Japão em 1988 e rendeu um total de 39 episódios para TV e 3 minisséries em OVA – especiais lançados diretamente no mercado de home-vídeo.

A história apresenta um grupo de cinco rapazes que herdam armaduras samurais, relacionadas com elementos da natureza e virtudes do espírito humano, que se unem para lutar contra a invasão de Scorpio (Arago, no original) e o seu império conhecido como Dinastia. Nos momentos de maior perigo, os cinco são capazes de unir seus espíritos de luta e invocar a armadura branca do Inferno (do Sol, no original) que faz com que o líder do grupo e seu tigre de estimação (!) sejam praticamente invencíveis.

O animê foi distribuído no Brasil pela Sato Company e a versão brasileira ficou a cargo da Gota Mágica, usando nomes da versão espanhola da série, já que os brinquedos importados pela Samtoy eram os mesmos lançados por lá. A exibição foi pela Rede Manchete a partir de 1996, com um lançamento incompleto em VHS. Os OVAs são inéditos por aqui.

Publicidade
close