Imagem: Kirito e Asuna no mangá.

‘Sword Art Online: Progressive’: Mangá é anunciado pela Panini

Mangá completo em 7 volumes é adaptação de história alternativa da franquia de light novels.

A Panini anunciou mais uma das séries de Sword Art Online para o seu catálogo. A bola da vez é Sword Art Online – Progressive, mangá de Kiseki Himura e Reki Kawahara. Ele será bimestral, em papel offwhite, chegando ao preço de R$34,90. O primeiro volume contém 180 páginas e virá com um marcador de brinde.

Imagem: Capa do volume 1 de SAO: Progressive.
Divulgação: Yen Press.

O título foi publicado no Japão entre 2013 e 2018, quando foi concluído em 7 volumes (há ainda uma continuação sob o título Sword Art Online: Progressive – Barcarolle of Froth, que ainda não foi anunciada no Brasil).

A história adapta a light novel homônima, um spin-off da franquia original escrito por Reki Kawahara e ilustrado por abec, e se passa durante os eventos do primeiro arco (Aincrad), mas conta com uma narração mais detalhada e com maior foco na personagem Asuna.

Em outubro do ano passado, o filme que adapta Progressive foi lançado no Japão. O longa teve estreia confirmada para o Brasil, provavelmente dublado, mas sem data anunciada.

Originalmente lançado no formato light novel, a franquia Sword Art Online chegou ao Brasil em 2014, com a adaptação em mangá Sword Art Online – Aincrad, completa em 2 volumes. Além do primeiro arco, já foram publicados por aqui os mangás Sword Art Online – Fairy Dance (3 volumes), Sword Art Online – Phantom Bullet (4 volumes), o volume único Sword Art Online – Calibur, a saga Mother’s Rosario (3 volumes) e, mais recentemente, o mangá de Girl’s Operation — o 8º e último volume sai por aqui em fevereiro.

A novel original de Kawahara e abec também é publicara no Brasil pela Panini, que até agora lançou 11 dos 26 volumes disponíveis em japonês — por lá a série ainda não terminou.


Fonte: Panini


Sword Art Online centra no jogo de mesmo nome, um VRMMORPG que com o sistema de tecnologia NerveGear permite que jogadores controlem seus personagens com apenas a força do pensamento. Porém, toda a diversão se transforma em horror quando os jogadores percebem que não há nenhuma forma de desligar o jogo e estão presos dentro de SAO até que completem todos os seus 100 níveis.

Reki Kawahara escreveu o primeiro volume da light-novel de Sword Art Online em 2002 para participar do concurso Dengeki Game Novel Prize, porém foi impedido por ter ultrapassado os limites de páginas, então passou a postar como uma webnovel. Após Accel World ganhar a mesma premiação em 2008, Sword Art Online foi publicado impresso em abril de 2009, com a arte de abec.

Panini publica as edições da light novel original e também suas adaptações em mangá.

Publicidade
close