imagem: montagem com bonecos de Yu Yu Hakusho

JBoxTBT | ‘Yu Yu Hakusho’ e os bonecos da Estrela em 1997

Principal fabricante de brinquedos da época apostou na série, mas o resultado não foi “dos melhores”.

Hoje estamos acostumados a centenas de opções de animês para assistir quando e onde quiser, dependendo de uma assinatura. Mas nos anos 1990, para uma série chegar aqui ela precisava também de alguma recompensa maior para seu licenciante, com vendas de produtos relacionados (como também ocorre no Japão até hoje).

Com Yu Yu Hakusho não foi diferente. O animê estreou pela extinta Rede Manchete em 24 de março de 1997, com uma previsão otimista de sua distribuidora – a também extinta Tikara Films, de Toshihiko Egashira. Em matéria publicada pela Folha de São Paulo em 27 de abril de 1997, o empresário destaca os mais de 5 milhões de dólares que a marca teria arrecadado no Japão no ano anterior, sendo então uma grande aposta para ele (e, por acaso, foi a última).

imagem: recorte de jornal mostrando os bonecos
Nota da Folha de S. Paulo destacando o lançamento dos bonecos | Imagem: Reprodução/Acervo Folha

A Tikara conseguiu fechar um contrato com a Estrela, então uma gigante brasileira do ramo dos brinquedos, para produzir aqui mesmo os produtos. Já em abril, mês seguinte à estreia na TV, foi lançada a linha de bonecos de Yu Yu Hakusho, ao preço sugerido de R$ 9,00 (relativamente baratos, mas vamos lembrar que o salário mínimo na época era de R$ 120,00), com propagandas veiculadas em horários infantis em alguns canais (confira no vídeo do Instagram abaixo).

Imagem: coleção de bonecos de Yu Yu Hakusho pela Estrela
Coleção de bonecos da Estrela | Foto: Reprodução/Mercado Livre

Só que a coisa não saiu lá às mil maravilhas. A versão final teria desagradado até mesmo ao Egashira e também pudera: os personagens cabeçudos, de olhos arregalados e poses meio desengonçadas não eram muito atrativos. Ao todo, foram lançados 6 modelos, sendo os 4 personagens principais (Yusuke, Kuwabara, Hiei e Kurama) e 2 “monstros” que aparecem nos primeiros episódios (Biyakku e Guenmu).

Aparentemente, as vendas não foram animadoras. A Estrela ainda lançou um jogo de tabuleiro e também houve lancheiras escolares, mas ficou por isso, com vários produtos planejados não saindo do papel. Em entrevista ao JBox em 2017, Toshihiko Egashira reconhece que a série atendia a um público mais velho e que havia muita dificuldade de trabalhar com essa demanda naquela época. Com isso, Yu Yu ficou devendo no mercado de licenciamento, mesmo com bons índices de audiência na Manchete.

Em 2000, a Tikara Films fechou suas portas definitivamente, sentindo um baque não só desse “fracasso”, mas pelo fim de sua maior parceira na TV.

E você? Chegou a ter algum desses bonecos na época? Só soube deles agora? Deixe um comentário ;)


No Instagram

Pela hashtag #JBoxTBT, publicamos lembranças como essa semanalmente em nosso Instagram. Acompanhe por lá pelo @jboxbr!

Publicidade
close