Imagem: O protagonista do Final Fantasy 16.

Desenvolvimento de ‘Final Fantasy XVI’ está na reta final

Naoki Yoshida, produtor do game, comentou também que espera que o jogo traga de volta a empolgação para adultos que se distanciaram da série, além de ter prometido uma história imersiva.

Em entrevista para a revista UT, da Uniqlo, Naoki Yoshida, produtor de Final Fantasy XVI, comentou que o desenvolvimento do jogo está na reta final. A entrevista foi feita em uma parceria de Final Fantasy com a marca de roupas Uniqlo em comemoração aos 35 anos da franquia.

Yoshida comentou que deseja trazer de volta a empolgação que adultos tiveram quando jovens com a série, afirmando que o jogo foi pensado para esse público que hoje entende as regras da sociedade e que acabaram se distanciando de Final Fantasy com o pensamento de que “o mundo real não é tão fácil quanto um videogame”.

Yoshida disse também que, como um jogo de experiência single-player, o time de desenvolvimento de Final Fantasy XVI teve grande foco em trabalhar em uma história imersiva. O fato, que foi reforçado depois das diferenças com jogos online, foi provavelmente comentado por causa do trabalho de Naoki Yoshida no aclamado MMO Final Fantasy XIV.

Final Fantasy XVI está sendo desenvolvido pelo estúdio Creative Business Unit III da Square Enix, produzido por Naoki Yoshida (Final Fantasy XIV: A Realm Reborn) e dirigido por Hiroshi Takai (The Last Remnant). Anunciado até o momento somente para PlayStation 5, segue sem uma data de lançamento. Uma versão para PC, que inicialmente foi noticiada, já foi negada pela empresa.


Fonte: Gematsu


Final Fantasy

Imagem: Logo e personagem de 'Final Fantasy'.

Final Fantasy é uma franquia multimídia e uma das séries de RPG mais populares mundialmente. Publicado e desenvolvida pela então Square (cuja filial americana se chamaria SquareSoft), o primeiro título foi lançado em 1987, desenvolvido por Hironobu Sakaguchi logo após a fundação da empresa em 1986 (embora ela existisse, em parte, desde 1983 como divisão da Den-Yu-Sha). Os elogios da crítica e o sucesso comercial do primeiro FF geraram inúmeras sequências e outros produtos, incluindo filmes, séries de animê e mangás.

Como a história de Final Fantasy (1987) não foi criada para ter uma continuação, Final Fantasy II (1988) foi o primeiro jogo sem locais ou personagens de seu antecessor. Isto acabou se repetindo nos títulos posteriores, tornando-se uma característica da franquia. Cada jogo principal conta com uma história própria, com um novo elenco de personagens e mundos diferentes, embora os jogos compartilhem alguns elementos em comuns, caracterizando a franquia, cujas vendas ao redor do mundo já ultrapassaram 140 milhões de cópias, considerando todos os títulos.

Entre 1987 e fevereiro de 2003, a Square lançou 11 jogos da franquia principal de Final Fantasy e 13″spin-offs”, como Mystic Quest (1992) e Chronicles (2001).  Em abril de 2003, a empresa se fundiu com a Enix, conhecida por Dragon Quest, dando origem à Square Enix. Atualmente, a “linha principal” conta com 15 títulos. Em março de 2020, uma enquete da NHK ranqueou os jogos favoritos dos japoneses, com Final Fantasy X (2001) ficando na primeira posição.

Publicidade
close