Aranhaverso 2: Produtores voltam a comentar sobre possível participação do Homem-Aranha japonês

O “emissário do inferno” pode mesmo dar as caras nas telonas em 2022.

Em janeiro e em novembro de 2019, o produtor Phil Lord comentou sobre a possibilidade do “Homem-Aranha japonês” aparecer em Homem-Aranha: No Aranhaverso 2. Nesta quarta (6), o também produtor Christopher Miller sugeriu, via Twitter, a aparição de Leopardon, o robô gigante do herói.

“O Leopardon aparece nos desenhos de Miles… uma dica do que virá por aí?”

Miller cita sobre um breve desenho do robô gigante que apareceu no primeiro filme.

Desta vez, o próprio Phil Lord voltou a comentar sobre o assunto:

“Fomos lembrados várias vezes hoje que NÃO deveríamos dizer nada. Acho que eles sabem que não podem confiar em nós. O que posso dizer é… trabalhei nisso o dia todo ontem e foi ótimo. Assistir isso [o primeiro filme] me deixou empolgado para as surpresas que nos aguardam em 2022”.

Homem-Aranha: No Aranhaverso estreou nos cinemas norte-americanos em dezembro de 2018 e em janeiro de 2019 no Brasil. A trama reuniu várias versões alternativas do aracnídeo.

O segundo filme tem estreia prevista para 7 de outubro de 2022, nos EUA.

Fonte e tradução: Omelete


Change, Leopardon!

A série tokusatsu Spiderman (de 1978) foi a primeira produção da Toei Company em uma parceria de quatro anos com a Marvel. Rendeu 41 episódios para a TV e mais um filme para o extinto festival de mangá da Toei, que narravam as aventuras de Takuya Yamashiro – um jovem motoqueiro que assumia o codinome do herói para lutar contra o Exército da Cruz de Ferro e seus monstros semanais. Além de possuir um bracelete de transformação e um veículo chamado Spider Machine GP-7, Spiderman foi o primeiro herói japonês a pilotar um robô gigante, o Leopardon. Esta ideia foi do desenhista Katsushi Murakami, que serviu de embrião para a concepção original das séries Super Sentai a partir de 1979, com a inclusão de um robô gigante pilotado pelo quinteto da vez, Battle Fever JDenziman e Sun Vulcan foram as duas séries Super Sentai produzidas pela parceria entre a Toei e a Marvel, sendo que na última atuou apenas como co-produtora.

O Homem-Aranha japonês e o robô gigante Leopardon nos quadrinhos Amazing Spider-Man/Reprodução

Ainda nos anos 1970, a Marvel tentou popularizar o Homem-Aranha através do mangá de Ryouichi Ikegami, onde o jovem cientista Yu Komori é picado por uma aranha radioativa e passa a adquirir superpoderes. Assim como Peter Parker, Yu se torna o Homem-Aranha. Rumiko Shiraishi (equivalente à Mary Jane) pede ajuda a Yu para encontrar seu irmão que desapareceu em Tóquio. Em seu caminho, surge o vilão Electro, o primeiro de muitos vilões que esse aracnídeo teve que enfrentar. O mangá de Ikegami foi publicado em inglês nos EUA em 1997 e também chegou por aqui em 1998 pela editora Mythos.

Em 2015, o Aranha japonês e Leopardon foram integrados ao Universo Marvel, com direito a uma aparição na edição 12 dos quadrinhos Amazing Spider-Man. Sendo assim, os eventos da série japonesa se passam oficialmente na Terra-51778.

Publicidade
close