Amanhã! Webinário aberto aborda medicina em obras como ‘Mushishi’ e ‘Totoro’

Especialistas vão discutir sobre a doença em várias animações japonesas.

Em tempos de quarentena, muitos projetos bacanas vêm surgindo pela rede. Muitas lives, como a Genki Fest, vêm pipocando em todos os lugares. Claro, a cultura pop é um espaço capaz de abranger diversos assuntos, tendo inclusive uma intersecção com política, e até mesmo críticas mais claras a certos regimes, como o fascismo.

Animês, como qualquer outra obra, tratam de questões humanas – incluindo doenças e catástrofes naturais. O Japão se localiza, geograficamente, em uma região propensa a terremotos e tsunamis de alta magnitude, sendo esses temas relativamente comuns nas histórias vindas de lá por motivos óbvios (há inclusive animês tratando especificamente disso, como Tokyo Magnitude 8.0).

As doenças, igualmente parte da vida humana, também aparecem nas narrativas: em Totoro, a mãe de Satsuki se recupera em um hospital; em Vidas ao Vento, Naoko está tentando se curar de tuberculose; já em Mushishi, Ginko protege as pessoas dos Mushi, que funcionam mais ou menos como bactérias. Até mesmo em Dragon Ball Z acompanhamos episódios nos quais Goku está acamado, doente.

Pensando nisso, Áureo Lustosa Guérios, doutorando em Humanidades Médicas e Literatura Comparada na Itália, e Fernando Carbonieri, médico especialista em bioética, vão organizar uma aula aberta e gratuita amanhã (28), às 21h, neste link. O programa promete uma discussão inusitada sobre os insights das obras japonesas, abordando Totoro, Mushishi, Vidas ao Vento, Fullmetal Alchemist, As Memórias de Marnie, Blade of the Immortal e mais.

 

INFORMAÇÕES RESUMIDAS:

  • Tema: A Medicina e os Animes: a doença em Totoro, Vidas ao Vento, Mushi-shi
  • Onde?: Webnarjam.
  • Quando?: 28/05, às 21h.
  • Quem?: Áureo Lustosa Guérios e Fernando Carbonieri
  • Tipo de evento: aberto.

Fonte: Webnarjam.

Publicidade
close