Imagem: Ilustração do Homem-Aranha da série tokusatsu da Toei.

Marvel’s 616: Documentário sobre o Homem-Aranha japonês já está disponível no Disney+

O primeiro episódio da série de oito episódios conta com com depoimentos dos envolvidos na produção de ‘Spiderman’.

Marvel’s 616 finalmente está disponível para os assinantes brasileiros da plataforma de streaming Disney+. O primeiro episódio (de um total de oito), com duração de 50 minutos, é inteiramente dedicado à série tokusatsu Spiderman, que foi uma produção da Toei Company realizada em parceria com a Marvel Comics, entre 1978 e 1979.

Lançada nesta sexta (29), a série de documentários está disponível com áudio e legendas em inglês, português, além de outros idiomas.

O episódio começa com uma explicação de Gene Pelc, representante da Marvel entre os anos de 1976 e 1985, de como ele fomentou um relacionamento entre a Marvel e a Toei. O papel de Pelc também ajudou na produção da série. O documentário também conta curiosidades como, por exemplo, surgiu o nome do carro Spider Machine GP7 enquanto Pelc bebia em um bar com seus colegas de trabalho.

Outros convidados incluem o dublê Hirofumi Koga, que conta sobre suas acrobacias ousadas e perigosas no traje do Homem-Aranha, como a vez em que escalou a Torre de Tóquio sem corda para a sequência de abertura. Osamu Kaneda, o coordenador de dublês da época, ajuda a explicar a estratégia para realizar acrobacias (e marca presença no trecho abaixo).

O astro principal Shinji Todo (Takuya Yamashiro/Spiderman) e a atriz Rika Miura (Hitomi Sakuma) prestam seus respectivos depoimentos sobre o clássico. Inclusive, Todo (que também interpretou Makoto Dolbara/Neroz em Metalder) fica surpreso ao saber que o saudoso Stan Lee (1922~2018), criador original do Homem-Aranha, era um grande fã do programa.

À medida que o documentário fala sobre a produção de Spiderman, o designer de brinquedos Katsushi Murakami fala sobre como foi projetar a nave espacial Marveller e o robô gigante Leopardon, além de sua importância para os rumos das séries Super Sentai, fazendo com que a Toei criassem robôs gigantes para cada programa. Além disso, Pelc explica como o sucesso de Leopardon o levou a trabalhar com Stan Lee em quadrinhos de robôs como Shogun Warriors e The Transformers.

Lembrando que o Homem-Aranha japonês poderá aparecer no filme Homem-Aranha: No Aranhaverso 2, previsto para 7 de outubro de 2022 nos cinemas norte-americanos.


Fonte: Disney+


Change, Leopardon!

Imagem: O Homem-Aranha da Toei.
O Homem-Aranha japonês. | Divulgação/Toei/Marvel

A série tokusatsu Spiderman (de 1978) foi a primeira produção da Toei Company em uma parceria de quatro anos com a Marvel. Rendeu 41 episódios para a TV e mais um filme para o extinto festival de mangá da Toei, que narravam as aventuras de Takuya Yamashiro – um jovem motoqueiro que assumia o codinome do herói para lutar contra o Exército da Cruz de Ferro e seus monstros semanais. Além de possuir um bracelete de transformação e um veículo chamado Spider Machine GP-7, Spiderman foi o primeiro herói japonês a pilotar um robô gigante, o Leopardon. Esta ideia foi do desenhista Katsushi Murakami, que serviu de embrião para a concepção original das séries Super Sentai a partir de 1979, com a inclusão de um robô gigante pilotado pelo quinteto da vez, Battle Fever JDenziman e Sun Vulcan foram as duas séries Super Sentai produzidas pela parceria entre a Toei e a Marvel, sendo que na última atuou apenas como co-produtora.

Ainda nos anos 1970, a Marvel tentou popularizar o Homem-Aranha através do mangá de Ryouichi Ikegami, onde o jovem cientista Yu Komori é picado por uma aranha radioativa e passa a adquirir superpoderes. Assim como Peter Parker, Yu se torna o Homem-Aranha. Rumiko Shiraishi (equivalente à Mary Jane) pede ajuda a Yu para encontrar seu irmão que desapareceu em Tóquio. Em seu caminho, surge o vilão Electro, o primeiro de muitos vilões que esse aracnídeo teve que enfrentar. O mangá de Ikegami foi publicado em inglês nos EUA em 1997 e também chegou por aqui em 1998 pela editora Mythos.

Imagem: Página do quadrinho.
O Homem-Aranha japonês e o robô gigante Leopardon nos quadrinhos Amazing Spider-Man/Reprodução

Em 2015, o Aranha japonês e Leopardon foram integrados ao Universo Marvel, com direito a uma aparição na edição 12 dos quadrinhos Amazing Spider-Man. Sendo assim, os eventos da série japonesa se passam oficialmente na Terra-51778.

Publicidade
close