Imagem: Meiku Harukawa como Himari Nanase.

Ultraman Trigger: Especialista em operações da GUTS-Select é anunciada

Atriz de ‘Ultraman Ginga S’ viverá como a especialista de operações Himari Nanase.

Seguindo os anúncios semanais do elenco de Ultraman Trigger: New Generation Tiga, a Tsuburaya divulgou nesta quinta (13) a atriz Meiku Harukawa (24), que vai interpretar Himari Nanase, uma especialista de operações que controla o mecha de combate GUTS Falcon, pela GUTS-Select.

 

Denominada como “Especialista Falcão”, Himari, de 26 anos, é uma personagem que está sempre calma e serena. Mulher de poucas palavras, ela executa suas tarefas em silêncio, com um olhar de indiferença. No entanto, no momento em que ela se senta na cadeira de controle do GUTS Falcon e coloca seus óculos de realidade virtual, sua personalidade muda drasticamente, indo no caminho inverso de sua personalidade cotidiana.

Quanto ao GUTS Falcon, é uma nave da equipe de especialistas da GUTS-Select que pode ser controlada remotamente por Himari, dentro do encouraçado Nursedessei. GUTS Falcon possui o modo aéreo e pode se converter para o modo hyper, com a finalidade de combater monstros na terra ou no ar.

Em 2014, Meiku Harukawa interpretou Hiyori nos episódios 6, 7, 15 e 16 da série Ultraman Ginga S.

Dirigido por Koichi Sakamoto, Ultraman Trigger: New Generation Tiga estreia em 10 de julho (Dia do Ultraman) e vai ao ar nas manhãs de sábado da TV Tokyo, a partir das 9h da manhã (horário local).


Fonte: Tsuburaya


Ultraman

Ultraman foi criado em 1966 pela equipe de Eiji Tsuburaya, um dos nomes mais importantes do cinema de efeitos especiais no Japão. A série rendeu 39 episódios e seu sucesso ajudou não só a ditar o estilo dos programas de heróis orientais, mas a também criar uma das franquias mais longevas e rentáveis do gênero.

Na história da série original, Ultraman é um ser vindo da Nebulosa M78, que acaba chegando à Terra enquanto estava à caça de um monstro. Durante sua missão, ele acaba sem querer tirando a vida de Hayata, um membro da Patrulha Científica (ou SIA), que combate ameaças alienígenas. Pra remediar a situação, Ultraman revive Hayata como seu hospedeiro, passando a defender nosso planeta enfrentando monstros que causam destruição.

Ultraman foi exibido no Brasil entre o fim dos anos 1960 e meados dos anos 1980 pela TV BandeirantesTV Tupi, TV Record e TVS/SBT, retornando com uma nova dublagem nos anos 1990 pela Rede Manchete, reprisada na CNT e Cine House. Essa versão redublada, distribuída pela Sato Company, chegou a ser lançada também em uma coleção de fitas VHS. Outras exibições posteriores e lançamentos em DVD levantaram suspeitas de ilegalidade.

Após Ultraman, seguiu-se uma franquia de séries que dura até hoje (com algumas pausas). Pela televisão, o Brasil acompanhou Ultra SevenO Regresso de Ultraman Ultraman Tiga. Via streaming, a Netflix chegou a exibir Ultraseven X, enquanto a Crunchyroll exibiu Ultraman MaxUltraman LeoUltraman 80 e Ultraman Mebius, e ainda exibe Ultraman XUltraman Orb Ultraman Geed. Além das séries, vários filmes foram lançados no mercado de home-video e serviços on-demand.


Ultraman Tiga

Imagem: O 'Ultraman Tiga'.
Foto: Divulgação/Tsuburaya.

Exibida no Japão entre 7 de setembro de 1996 e 30 de agosto de 1997, Ultraman Tiga foi a série que celebrou os 30 anos de Ultraman e cessou um jejum de 15 anos da franquia na TV japonesa. Num universo alternativo, uma profecia previu um ataque de monstros gigantes e alienígenas contra a Terra. Para deter essas criaturas, é criada a unidade anti-monstros GUTS (Global Unlimited Task Squad). Durante uma missão especial, a GUTS descobre uma pirâmide de ouro construída por uma antiga civilização, além de três estátuas de uma raça de guerreiros que protegeu a Terra há 30 milhões de anos. Duas dessas estátuas são destruídas pelos monstros gigantes Golza e Melba. Daigo Madoka, um dos oficiais da GUTS, se funde à terceira estátua, dando vida ao Ultraman Tiga, o guerreiro da luz.

Totalizando 52 episódios transmitidos nas noites de sábado da TBS, Ultraman Tiga foi estrelado por Hiroshi Nagano, integrante da boyband V6, que interpretou o tema de abertura “Take Me Higher“. Os destaques do elenco principal são o ator Shigeru Kagemaru (Hayato Kano/Draft Redder em Exceedraft) como Tetsuo Shinjoh e a atriz Takami Yoshimoto (a filha de Susumu Kurobe, o Shin Hayata em Ultraman) como Rena Yanase, a namorada de Daigo. O sucesso de Tiga rendeu as produções de Ultraman Dyna (1997~98), que se passa alguns anos após o final, e Ultraman Gaia (1998~99), que é ambientado em outro universo paralelo.

O encontro de Tiga com o primeiro Ultraman | Divulgação/Tsuburaya

No Brasil, Ultraman Tiga estreou por volta das 10h30 da manhã de 28 de fevereiro de 2000, como atração do extinto programa infantil Eliana & Alegria, da Rede Record. Mesmo rendendo 8 pontos de audiência (a segunda temporada de Pokémon, exibido no mesmo programa, estava com 6 pontos), a série saiu do ar em 4 de maio daquele ano, quando iria ao ar o episódio 49, onde o primeiro Ultraman aparece. A série foi substituída pela animação Donkey Kong na semana seguinte. Segundo Marcelo Del Greco, que era associado à distribuidora Mundial Filmes, haviam planos de exibir o filme Ultraman Tiga – A Odisseia Final para os cinemas brasileiros em julho de 2000, além do lançamento de Dyna na Record (saiba mais aqui).

Tiga teve mais duas exibições, uma em 2001 e outra em 2002, mas restritas para São Paulo, apenas como tapa-buraco e foram interrompidas antes de chegar à reta final. A série ganhou uma sobrevida entre 9 de maio e 7 de julho de 2005 pela Rede 21, com direito à exibição dos últimos episódios. Porém, esta foi sua última reprise na TV brasileira e o herói deu lugar a mais uma reprise do animê Tenchi Muyo!.

A versão brasileira foi realizada pelo estúdio carioca Audio News, o mesmo das duas dublagens de Yu Yu Hakusho. Curiosamente, a dupla Eduardo Borgerth e Marisa Leal, que interpretou o casal Daigo e Rena, também deu voz à dupla Dai Sawamura e Anne em Shaider (1984~85), exibido por aqui pelas emissoras Gazeta e Globo no início dos anos 1990. Grande parte do elenco de dublagem foi mantido nos filmes de Tiga, que foram lançados no Brasil. Bem como o elenco de Dyna, que havia sido escalado para a série de TV.

Em fevereiro de 2008, a Impact Records lançou A Odisseia Final em DVD. Em 2011, a Focus Filmes lançou os filmes Ultraman Tiga & Ultraman Dyna: Os Guerreiros da Estrela da Luz (1998), Ultraman Tiga, Ultraman Dyna & Ultraman Gaia: A Batalha no Hiperespaço (1999) e Superior Ultraman 8 Brothers – A Grande Batalha Decisiva (2008), além de relançar A Odisseia Final.

Publicidade
close