Imagem: Takashi Tachibana em 1987.

Takashi Tachibana, jornalista e voz original em filme do Ghibli, morre aos 80 anos

Tachibana é conhecido por seus trabalhos no jornalismo investigativo, especialmente na cobertura dos subornos da Lockheed, mas também já participou de projetos do estúdio Ghibli.

O jornalista e escritor de não-ficção Takashi Tachibana morreu em 30 de abril em decorrência de uma síndrome coronária aguda. Ele tinha 80 anos e o anúncio foi feito apenas hoje (23) pela família. Tachibana nasceu em 28 de maio de 1940, ou seja, ele tinha 80 anos.

Tachibana fez a voz original de Seiya Tsukishima, pai de Shizuku, no filme Sussurros do Coração (1995), do estúdio Ghibli. Ele também foi co-autor de Ghibli no Kyoukasho 1 Kaze no Tani no Nausicaä, um livro da editora Bungei Shunju analisando o longa Nausicaä, de Hayao Miyazaki.

Fora do mundo da animação, Tachibana era conhecido por seu trabalho no jornalismo investigativo, sendo creditado como uma figura importante no envolvimento do ex-primeiro-ministro Kakuei Tanaka nos escândalos da Lockheed – uma série se subornos de pessoas da Lockheed em negociações de vendas de aeronaves durantes durante os anos 1950-1970.

Tanaka foi preso em 1976, em boa parte devido aos escândalos da Lockheed, e foi julgado culpado por dois tribunais inferiores. Contudo, o caso permaneceu aberto até sua morte, em 1993, aos 75 anos. Em 1985, ele sofreu um derrame e em 1989, se aposentou oficialmente da política. Posteriormente, foi diagnosticado com diabetes e morreu em decorrência de uma pneumonia em dezembro de 1993. Ele era filiado ao Partido Liberal Democrata, frequentemente conhecido pela sigla americana LDP.

Imagem de capa via Japan Times/KYODO.

Fonte: ANNJapan Times

Publicidade
close