Imagem: Shanks em trailer de 'One Piece Film REd'.

Eiichiro Oda pediu para darem “destaque a uma personagem feminina” em ‘ONE PIECE RED’

Filme estreia no Japão no dia 6 de agosto.

O produtor Shinji Shimizu revelou na conferência de imprensa sobre os filmes da empresa programados para 2022 que o mangaká Eiichiro Oda fez dois pedidos para o filme ONE PIECE FILM RED: trazer um diretor que não está necessariamente envolvido no animê para TV e dar um “papel importante à uma personagem feminina”. Segundo o produtor, eles cumpriram com os dois pedidos.

Na direção, está Goro Taniguchi (Code Geass), que é também um velho amigo de Oda e prontamente aceitou o convite. Segundo Shimizu, não é comum um diretor de fora trabalhar na Toei. O segundo pedido foi mais difícil mas foi cumprido (Tsutomu Kuroiwa ficou com o roteiro do longa). Por fim, ele informou que Oda se envolveu tanto, ou até mais, quanto em Strong World, que chega dublado à Netflix em algum momento.

O filme foi anunciado no dia 20 de novembro, quando a série chegou ao seu milésimo episódio, já com data para 6 de agosto de 2022. A Crunchyroll deu indícios de que pode estar envolvida na distribuição internacional, mas não há nada confirmado.


Fonte: ANN


O JBox possui parcerias comerciais com Amazon e JustWatch, podendo ganhar um valor em cima das compras realizadas a partir dos links do site. Contudo, o JBox não tem responsabilidade sobre possíveis erros presentes em recursos integrados ao site mas produzidos por terceiros.


One Piece é uma obra de autoria de Eiichiro Oda. O mangá original começou a ser publicado na revista Shonen Jump em julho de 1997 e tornou-se um fenômeno mundial. Na história, acompanhamos as aventuras do pirata Monkey D. Luffy e de sua tripulação, os Chapéus de Palha, que navegam o mundo à procura do “One Piece”, o tesouro perdido do antigo Rei dos Piratas, Gol D. Roger, enquanto enfrentam diversos piratas e o Governo Mundial.

No Brasil, o mangá foi publicado pela primeira vez no formato “meio-tanko” pela Conrad Editora, que interrompeu a publicação na 70° edição (correspondente à 2ª parte do volume 35 no original japonês). Em 2012, a série foi relançada pela Editora Panini, seguindo o formato original japonês, e conta atualmente com 99 volumes encadernados lançados (no Japão são 100 atualmente).

A versão em animê é produzida pelo estúdio Toei Animation (Dragon Ball Z) e exibida oficialmente via streaming pela Crunchyroll, com legendas em português, e na Netflix, com opção dublada.

Onde assistir:

Publicidade
close