imagem: cena de divulgação de WMAC Masters

WMAC Masters e os oito pontos do tokusatsu | Coluna do Daileon #153

Com distribuição da Samtoy, a série esportiva sobre artes marciais estreou na tela da extinta Rede Manchete em 14 de abril de 1997.

Tá, eu sei que essa série não é tokusatsu, mas a homenagem vem pela nostalgia e por algumas semelhanças com o gênero. WMAC Masters completou nesta semana 25 anos de estreia pela saudosa emissora carioca da família Bloch. Com distribuição da espanhola Samtoy, a série esportiva sobre artes marciais estreou na tela da extinta Rede Manchete em 14 de abril de 1997* e era exibida inicialmente de segunda a quinta, às 18h30, logo após o animê Yu Yu Hakusho.

Relembre a chamada na inconfundível voz de Eloy Decarlo (a imagem não é das melhores, mas vale pelo registro e pela raridade):


Em busca da Dragon Star

Tudo gira em torno de um (fictício) torneio de artes marciais realizado nos estúdios da Universal, na Flórida. Todos os lutadores especializados em artes marciais se enfrentam semanalmente para conquistar o prêmio maior: a Dragon Star.

Imagem: Pôster promocional de WMAC MASTERS.
Da esq. para dir.: Tiger Claw, Great Wolf, Machine, Superstar e Olympus em imagem promocional da série WMAC Masters | Foto: Divulgação/4Kids

O torneio, organizado pelo (também fictício) Conselho Mundial de Artes Marciais (tradução de World Martial Arts Council), é realizado regularmente com duas lutas entre dois competidores em determinadas Zonas de Batalha.

Cada um deles enfrenta ninjas que servem como aumento do nível de dificuldade dessa modalidade, acompanhada da barra de energia de cada lutador que é vista nas laterais da tela. Caso a barra de energia chegue a zero e o lutador não esteja de pé, ele é eliminado da semifinal.

Os vencedores das duas batalhas se enfrentam na Battledome, também conhecido como “gaiola”.

Os finalistas têm apenas dois minutos para lutarem entre si. Caso um lutador toque nas grades da gaiola, o oponente ganha ponto e os ninjas entram em ação para deixar a batalha ainda mais apertada.

Se o tempo se esgotar e a competição estiver em empate, a decisão será na “morte súbita”, onde o vencedor é aquele que conseguir empurrar seu adversário até às grades da gaiola.

O vencedor da Battledome recebe o símbolo-chave (Ki-Symbol) do oponente e o coloca em seu Dragon Belt. Se o oponente completar 10 símbolos-chave, ele enfrenta o atual campeão da Dragon Star, o prêmio máximo da WMAC.

Além das semifinais, eventualmente acontecia o Super Desafio, uma competição mista entre 6 lutadores, onde cada um deles enfrenta os ninjas por 45 segundos. Os 4 lutadores que tiverem mais pontuações, vão para a Battledome, seguindo as mesmas regras e o tempo de 2 minutos – com exceção das intervenções dos ninjas. O vencedor recebe 3 símbolos-chave de uma vez, aumentando sua vantagem no status do Dragon Belt.

No início da série, quem estava no trono como vitorioso da Dragon Star era Turbo, que havia derrotado Yin Yang Man. Ele foi desafiado por Olympus, o primeiro a completar o status do Dragon Belt na primeira temporada da série de TV. Para conquistar a Dragon Star, é preciso que apenas um lutador fique na arena. Se um oponente sair da plataforma a qualquer momento, uma violação é marcada e um ninja entra na luta para acirrar o desafio.

Ainda na primeira temporada, Olympus é desafiado por Superstar, que vence o título. No final da mesma, Superstar enfrenta Machine. Esta batalha foi a mais controversa da série, pois ambos foram jogados da arena por um estranho ninja que tentou roubar a Dragon Star.

Relembre a abertura da primeira temporada de WMAC Masters na voz de Jonas Mello (in memorian):

A segunda temporada gira em torno de uma conspiração que visava o roubo do troféu. Quem estava por trás era Warlock e o novo lutador Tracer. Obviamente só os espectadores sabiam que eles faziam parte de uma organização secreta chamada Shakiro (Jukido).

Para não ficar sem campeão, Superstar e Machine se enfrentam novamente, desta vez em uma área secreta (semelhante à uma estação de trem) onde não haveria interferência. Cada um tinha seu respectivo símbolo-chave e o primeiro que chegasse teria que anexá-lo em uma réplica da Dragon Star. Mas para isso, eles enfrentam os ninjas e ainda driblam um imprevisto. No final da batalha, Machine vence o título como campeão da Dragon Star.

Red Dragon surge como o novo desafiante para a Dragon Star e derrota Machine. Logo mais, Warlock completou o status do Dragon Belt e desafia o atual campeão, mas perde e tal derrota frustra os planos de Shakiro.

Mas durante a final da competição feminina, onde a Camaleão é vencedora, uma estátua de Shakiro (uma espécie de dragão alado vermelho) aparece no lugar da Dragon Star. A segunda temporada termina com um cliffhanger, onde Warlock e Tracer fogem das dependências do WMAC junto com Tsunami, que aparentemente seria também um traidor.


Entendendo a produção

Imagem: O Superstar com o Dragon Belt.
Superstar no primeiro episodio, erguendo seu Dragon Belt após vencer Machine na Battledome | Foto: Divulgação/4Kids

WMAC Masters foi produzido em parceria entre a extinta 4Kids Entertainment (a mesma das versões gringas de animês como Pokémon e Yu-Gi-Oh! e até da série tokusatsu Ultraman Tiga), a co-produtora Renaissance Atlantic Entertainment (mais conhecida pelas primeiras temporadas de Power Rangers) e a The Summit Media Group Inc (subsidiária da 4Kids).

Tendo como produtor Norman J. Grossfeld, a série era estrelada por artistas marciais profissionais que interpretavam eles mesmos, sendo que cada lutador tinha seu codinome nas competições. Cada batalha era filmada em sets fechados e tinha até um narrador com uma inesquecível voz metálica, dando impressão de um verdadeiro evento esportivo televisionado para o mundo todo. As histórias de alguns lutadores eram contadas como flashback, sempre carregadas de lições de vida e superação de desafios.

A primeira temporada de WMAC Masters estreou na TV americana em 16 de setembro de 1995, por redifusão (syndication) e teve duas temporadas, totalizando 26 episódios. Somente nesta temporada inicial, as competições eram apresentadas por Shannon Lee, nada menos que a filha do saudoso Bruce Lee e irmã do também falecido Brandon Lee.

Imagem: Shannon e Johnny Lee.
Shannon Lee e Johnny Lee Smith nos bastidores de WMAC Masters | Foto: Reprodução: xcitefun.net.

Na segunda temporada, o foco era na tal conspiração formada por Shakiro. Infelizmente a série foi cancelada em 1997 e até hoje ficamos sem saber o que realmente aconteceu após o roubo da Dragon Star – e se Tsunami era mesmo um traidor. O último episódio era uma recapitulação dos flashbacks de Machine, Yin Yang Man, Superstar e Olympus.

Além disso, ficamos sem conhecer os personagens Clayton Barber/Hollywood, Rey-Phillip Santos/Reign e Pedro Xavier/Axeman – todos membros do Shakiro que estavam planejados para aparecem numa terceira temporada.

WMAC Masters ainda foi reprisado entre julho e agosto de 2003, como atração do extinto bloco 4Kids TV, exibido nas manhãs de sábado da Fox americana.


No ringue da Manchete

Depois da febre de Os Cavaleiros do Zodíaco, a distribuidora espanhola Samtoy trouxe para o Brasil os animês Sailor Moon e Samurai Warriors (esse junto à Sato Company) – ambos exibidos pela Manchete em 1996. Para o ano seguinte, a empresa lançaria WMAC Masters e mais tarde o animê Supercampeões (saiba mais aqui).

Todas essas séries trazidas pela Samtoy ganharam dublagem pela extinta Gota Mágica, de São Paulo. A escalação de vozes chamava atenção por boa parte do elenco paulista ter atuado nas séries de animê e tokusatsu vistas recentemente até então. Destaques para Márcio Araújo (Olympus), Wellington Lima (Machine), Marcelo Campos (Superstar), Fábio Moura (Tiger Claw), Elcio Sodré (Tsunami), Ulisses Bezerra (Star Warrior), Sidney Lilla (Warlock), Denise Reis (Shannon Lee) e Raquel Marinho (Baby Doll).

Imagem: Capa de heroi sobre SuperCatch.
Tão inusitado como WMAC Masters nesta coluna sobre tokusatsu, Super Catch virou capa da revista Herói em novembro de 1995 | Foto: Reprodução

Outro fator que provavelmente favoreceu o considerável sucesso de WMAC Masters na Manchete foi o campeonato de luta livre Super Catch, exibido em meados de 1995 aos sábados e domingos, sempre às 18h30.

Curiosamente, o torneio – realizado pela WWF (World Wrestling Federation) – era apresentado na Manchete pelo saudoso Carlos Valadares (1946~2012) e o lutador profissional brasileiro Bob Léo.

Mesmo sendo a grande referência de produções japonesas da época, a Manchete tinha a má fama de não exibir episódios finais das séries tokusatsu JibanSpielvanKamen Rider BlackCybercopPatrine e Kamen Rider Black RX. Isso sem contar as reprises de National Kid e Ultraman que ficaram incompletas.

WMAC Masters era uma série live action americana que não tinha efeitos especiais – e muito menos sangue durante as lutas (!). E seu final jamais foi exibido por aqui.

Melhor dizendo, a série terminou com um cliffhanger, como citado acima. A Manchete exibiu todos os 26 episódios. Muita gente (inclusive este colunista) pensava à época que a culpa era da Manchete, mas a emissora carioca era inocente neste caso.

Antes da estreia de WMAC Masters, Eloy Decarlo, a voz padrão da emissora, chamava a série como “Dáblio Mac Masters” (veja no primeiro vídeo). Foi até estranho na hora do debut, pois o saudoso narrador Jonas Mello chamava o programa com a sigla em inglês – exceto a letra W, que foi dita em português mesmo, talvez para facilitar (veja no segundo vídeo).

Assista a chamada da reapresentação de WMAC Masters na Manchete:

A série era exibida, inicialmente, logo após Yu Yu Hakusho, que ainda estava em seus primeiros episódios. A dobradinha era exibida de segunda a quinta, pois às sextas-feiras acontecia a exibição da sessão U.S. Mangá, das 18h às 19h, na ocasião.

WMAC Masters foi exibida por um bom tempo na faixa das 19h e também chegou a ser exibida às terças e quintas, no início do segundo semestre de 1997, em revezamento com a animação canadense ReBoot (segundas e quartas).

Imagem: Programação da Manchete.
Programação da Manchete em 14 de abril de 1997 – data da estreia de WMAC Masters no horário nobre | Foto: Reprodução/Folha

Com a estreia de Supercampeões em 15 de setembro de 1997, na faixa das 19h, WMAC Masters passou a ser exibido mais cedo, às 17h, substituindo Os Cavaleiros do Zodíaco. Em tempo, a U.S. Mangá também deixou de ser exibida na mesma semana, sendo substituída pela animação de Flash Gordon a partir de 19 de setembro, às 19h (Yu Yu Hakusho passou a ser exibido de segunda a sexta, às 18h30, naquele momento).

A reprise de WMAC Masters ocupou o horário do fim de tarde até o dia 19 de dezembro. Depois de um hiato de apenas uma semana, a série retornou em 29 de dezembro de 1997, indo ao ar de segunda a sexta, às 20h – substituindo o programa policial Operação Resgate.

A última exibição de WMAC Masters na Manchete se deu em 20 de março de 1998*. Na semana seguinte, a emissora lançava sua então nova programação, com a faixa infanto-juvenil mais reduzida e com as estreias do Manchete Clip Show e o popularesco Magdalena Manchete Verdade.

Relembre o spot comercial dos bonecos de WMAC Masters pela Samtoy:

Valea ainda citar que WMAC Masters também foi exibido no canal pago Multishow, mas na versão legendada (realizada pela própria Globosat) e apresentado como A Força do Dragão. A estreia aconteceu em 5 de julho de 1996 – 9 meses antes da estreia na Manchete, indo ao ar inicialmente às sextas-feiras, a partir das 17h30.

Segundo a colunista Maria Lucia Rangel, do caderno Ilustrada da Folha de S. Paulo em 22 de julho do mesmo ano, Shannon Lee começava a “fazer sucesso no Brasil” por causa da exibição da série (leia mais aqui).

Imagem: Programação do Multishow.
Programação do Multishow em 5 de julho de 1996 – data da estreia de A Força do Dragão | Foto: Reprodução/Folha

O que os Masters e o tokusatsu têm em comum?

Imagem: Red Dragon e Machine antes de luta.
Red Dragon e Machine se preparam para uma disputa pelo título de campeão da Dragon Star | Foto: Divulgação/4Kids

Erik Betts (Panther), Hien Nguyen (Tsunami), Richard Branden (Yin Yang Man), Sophia Crawford (Camaleão), Yuji Noguchi (Ciclone), Mer-Mer Chen (Princess) e Bridgett Riley (Baby Doll) eram antigos e atuais dublês de Power Rangers.

Mike Chaturantabut (Wizard) apareceu em WMAC Masters anos antes de atuar na pele de Chad Lee, o Ranger Azul de Power Rangers – O Resgate (2001). Noguchi foi um dos principais coordenadores de dublês de Power Rangers até o momento em que a franquia foi comprada pela Disney.

Só pra citar, outros astros também estiveram em produções para cinema e TV. Hakim Alston (Machine) interpretou Kemal na série The New Adventures of Robin Hood (1997~98; exibido no Brasil pela Warner Channel). Sophia Crawford também fez uma aparição na mesma série.

Imagem: Erik Betts como rangers verde e vermelho.
Antes de ser o Panther, Erik Betts foi dublê dos Rangers Verde e Vermelho em Power Rangers | Foto: Reprodução

Clayton Barber (Hollywood), Bridgett Riley, Erik Betts, Mike Chaturantabut e Chris Casamassa (Red Dragon) apareceram em episódios de Um Policial da Pesada, série estrelada pelo ator e comediante chinês Sammo Hung (e exibida no Brasil pela Fox, Globo e Record).

Semelhante a uma shuriken dourada, a Dragon Star possui oito pontos que são representados pelos seguintes princípios: respeitolealdade, sabedoria, honracompaixãoperdãocoragem e disciplina. Um verdadeiro artista marcial teria que viver e defender tais princípios.

Estes mesmos pontos da Dragon Star também são ensinados, há décadas, pelas produções de tokusatsu, seja de origem japonesa ou mesmo alguma temporada de Power Rangers. Sempre no final de cada episódio, algum lutador do WMAC fala por alguns segundos da importância de cada ensinamento que vale também para qualquer meta para a vida. Por mais que um desafio seja difícil, o importante é fazer o que é certo e jamais desistir.

WMAC Masters não precisa ser, necessariamente, um tokusatsu para nos ensinar boas lições. Indiretamente tem algo em comum como pontuei nesta coluna. E ainda hoje, depois de 25 anos, a série continua atual e pode ser muito bem apreciada por antigos e, quem sabe, novos fãs.

Vale a pena reviver este clássico não apenas pela nostalgia, mas pelo que ele representa para quem treina ou aprecia as artes marciais.


Quais são os Masters da WMAC

Veja a ficha dos astros/personagens de WMAC Masters:

Imagem: Imagem: Foto do Olympus.
Olympus foi o primeiro a chegar ao trono da Dragon Star na primeira temporada | Foto: Divulgação/4Kids

Herb Perez/Olympus

Especialidade: Taekwondo

Na primeira temporada, conquistou a Dragon Star ao derrotar Turbo, mas perdeu o título para Superstar.

Perez também foi medalhista das Olimpíadas de 1992, em Barcelona, na categoria taekwondo.

 

Imagem: Imagem: Foto do Machine.
Machine era um dos mais fortes do WMAC | Foto: Divulgação/4Kids

Hakim Alston/Machine

Especialidade: Kickboxing

Na série, Alston foi desafiado por um voluntário da academia onde treinava e perdeu a luta, ficando gravemente ferido e sem lutar por um ano. Ao retornar, ambos se reconciliaram e Alston adotou o codinome Machine, para ser disciplinado como uma máquina, sendo esta sua filosofia de vida.

Na vida real, foi dublê no filme Dragões de Sangue, esteve na série As Novas Aventuras de Robin Hood e nos filmes Shootfight – O Combate MortalLua Sangrenta e Mortal Kombat.

 

Imagem: Foto do Superstar.
Superstar se prepara para lutar na arena | Foto: Divulgação/4Kids

Ho-Sung Pak/Superstar

Especialidade: Kung-Fu

Antes de se tornar um master, Pak atuava em filmes de ação, sempre querendo mostrar suas habilidades como um astro – por isso o codinome Superstar. É irmão de Ho-Young Pak/Star Warrior e chegou a vencer Olympus numa disputa pela Dragon Star, mas perdeu o título para o Machine.

Pak é, de fato, um ator de artes marciais e foi o motion action de Liu Kang nos dois primeiros games de Mortal Kombat e foi dublê do Raphael nos filmes das Tartarugas Ninja. Ele está no elenco do filme Dawn of the Predator, que atualmente está em fase de pós-produção.

 

Imagem: Foto do Red Dragon.
Red Dragon foi duas vezes campeão da Dragon Star | Foto: Divulgação/4Kids

Chris Casamassa/Red Dragon

Especialidade: Karatê

Ao desafiar Machine pela Dragon Star, Casamassa venceu o título e defendeu pela segunda vez ao derrotar Warlock. Foi o último a sentar no trono do campeonato masculino até o roubo da Dragon Star.

Casamassa foi o Scorpion no filme Mortal Kombat e também na série Mortal Kombat: A Conquista. Esteve também nos filmes como Karatê Kid: A Hora da VerdadeShootfighter – O Combate MortalBatman & RobinBlade: O Caçador de Vampiros, além de participar do episódio 6 da segunda temporada de Um Policial da Pesada.

 

Jamie Webster/Great Wolf

Especialidade: Karatê

Nos primeiros episódios, ele quebrou uma promessa feita com Lee Smith/Tiger Claw para não usar um golpe especial contra ele. A amizade entre os dois ficou abalada por um tempo, mas foi retomada.

Conquistou vários prêmios na vida real e se aposentou, inaugurando em seguida uma escola de artes marciais que recebeu o nome de seu codinome na série de TV. Webster e seu filho Grayson são fãs de Star Wars.

 

Imagem: Foto do Tiger Claw.
Tiger Claw medindo forças com um ninja do torneio | Foto: Divulgação/4Kids

Johnny Lee Smith/Tiger Claw

Especialidade: Shorin-Ryu

Ao receber um golpe especial de Great Wolf, seu melhor amigo, Lee Smith guardou rancor dele por várias semanas, mas reatou a amizade, valorizando o perdão, um dos pontos da Dragon Star.

No cinema, Lee Smith foi assistente de luta e coreografia no filme Batman & Robin, além de atuar nos filmes Os Donos da NoiteOs Invasores de Corpos: A Invasão Continua e Marcas do Destino.

 

Imagem: Foto do Panther.
O feroz Panther | Foto: Divulgação

Erik Betts/Panther

Especialidade: Wushu

É o melhor amigo de Olympus. Aparece somente na primeira temporada, mas é citado em um dos episódios da segunda, dando a entender que ele desapareceu por ter sido alvo de Shakiro. Isso foi decidido porque Betts havia fraturado o quadril nos bastidores.

Betts foi dublê em Mighty Morphin Power Rangers, vestindo as roupas do Rangers Vermelho e Verde, de Goldar, de um dos Patrulheiros de Massa e também do monstro Pudgy Pig. Também foi dublê de Apolo no clássico trash americano Os Jovens Guerreiros Tatuados de Beverly Hills. Interpretou um lutador brasileiro no filme Savate, Lutador Indomável e fez vários papéis para o cinema, com destaque para o Homem-Formiga. Isso sem contar em papéis para séries de TV como BuffyAngelUm Policial da Pesada24 Horas, entre outros.

Imagem: Foto do Tsunami.
A determinação de Tsunami | Foto: Divulgação/4Kids

Hien Nguyen/Tsunami

Especialidade: Kung-Fu

É o novato do WMAC no início da série. Após perder em suas primeiras batalhas, teve a chance de ganhar 3 símbolos-chave ao vencer a disputa entre 4 lutadores na gaiola. Em um dos episódios da primeira temporada, demonstrou ter uma queda por Shannon Lee. No final da série, Tsunami aparece com a Dragon Star, que tinha acabado de ser roubada por Shakiro. Com o cancelamento da série de TV, ficamos sem saber se ele era realmente um traidor ou se tudo era um blefe para recuperar o prêmio.

Na vida real, Nguyen foi dublê em Mighty Morphin Power Rangers e vestiu os trajes dos Rangers Verde, Branco, Preto, Azul e Vermelho, além dos Patrulheiros de Massa de Rita Repulsa e Lord Zedd. Ele também foi o dublê do Ranger Branco no primeiro filme de Power Rangers. Além de dublê, foi ator em filmes como Savage, Lutador IndomávelArena de AçoA Arena da Morte IIJustiça Vermelha e Máquina Mortífera 4.

 

Ho-Young Pak/Star Warrior

Especialidade: Kung-Fu

É irmão de Ho-Sung, que foi salvo por ele durante um ataque de uma gangue, antes dos dois se tornarem masters do WMAC.

Conquistou vários prêmios na vida real e se aposentou do meio artístico. Desde 2017, Pak atua como líder de varejo e cadeia de suprimentos. No cinema, foi dublê nos filmes As Tartarugas Ninja II: O Segredo de Ooze e As Tartarugas Ninja III e esteve no elenco principal do filme O Livro das Espadas, estrelado por Ho-Sung Pak.

 

Imagem: Foto do Turbo.
Turbo, um dos primeiro titulares da Dragon Star | Foto: Divulgação

Michael Bernardo/Turbo

Especialidade: Shorin-Ryu

Era o campeão da Dragon Star no começo da série até ser derrotado por Olympus.

Atualmente está aposentado da carreira artística e é dono de uma escola de karatê no Canadá, seu país de origem. Bernardo atuou em filmes como Shootfighter – O Combate MortalShootfighter 2O Jogo Final e Batman & Robin.

 

Imagem: Foto do Yin Yang Man.
Yin Yang Man foi o titular da Dragon Star antes dos eventos da serie de TV | Foto: Divulgação/4Kids

Richard Branden/Yin Yang Man

Especialidade: Wushu

Na infância, ele gostava de desenhar e sofreu um acidente de carro, perdendo a visão de um dos olhos. Ao conhecer um paraplégico que treinava artes marciais, Branden decidiu fazer o mesmo para superar sua própria dificuldade. Sabe-se que ele era o campeão da Dragon Star até perder para Turbo, antes dos eventos apresentados na série de TV.

Além de conquistar vários prêmios na vida real, Branden foi o dublê do Ranger Preto na primeira temporada de Power Rangers e esteve no elenco de filmes como Mortal Kombat e Guerreiros da Virtude. Morreu em 11 de dezembro de 2013, aos 50 anos, vítima de um câncer de pâncreas.

 

Mike Chaturantabut/Wizard

Especialidade: Kung-Fu

Sua estreia acontece na segunda temporada da série. Meio-irmão de Warlock, era membro de Shakiro e decidiu abandonar o crime, sendo perseguido pela organização como consequência.

Na vida real, Chaturantabut foi dublê na série Mortal Kombat: A Conquista e mais tarde interpretou Chad Lee, o Ranger Azul de Power Rangers: O Resgate. No cinema, atuou em filmes como A Máquina do Tempo e Austin Powers em O Homem do Membro de Ouro.

 

Imagem: Foto das lutadoras mulheres.
As lutadoras femininas Camaleão, Lady Lightning e Princess | Foto: Divulgação/4Kids

Mer-Mer Chen/Princess

Especialidade: Wushu

Era uma das lutadoras do campeonato feminino do WMAC.

Na vida real, Chen era dublê dos Patrulheiros de Massa em Mighty Morphin Power Rangers. Ela aparece no filme O Guardião do Tempo 2 como uma garçonete chinesa.

 

Imagem: Foto do Bam.
O habilidoso espadachim Bam | Foto: Divulgação

Willie Johnson/Bam

Especialidade: Wushu

Campeão mundial de Wushu, Johnson atuou em alguns filmes de ação e atualmente é dono de uma escola de artes marciais.

Na segunda temporada de WMAC Masters, ele aparece ao lado de seu filho Marco Johnson durante uma apresentação.

Imagem: Foto da Mouse.
A bela Mouse apareceu em apenas um episódio de WMAC Masters | Foto: Divulgação

Michelle Krasnoo/Mouse

Especialidade: Karatê

Aparece apenas no episódio 3 da primeira temporada, perdendo para Baby Doll na Zona de Batalha do campeonato feminino.

Na vida real, ela é filha do falecido Bernie Krasnoo, dono do famoso Sherman Oaks Karate Studio – fundado por Chuck Norris – em Encino, Califórnia. Krasnoo esteve no elenco de filmes como Fúria SangrentaAudacioso e ImbatívelKickboxer 4: O Agressor e Jogo da Morte.

 

Christine Rodrigues/Lady Lightning

Especialidade: Kenpo

Na primeira temporada, Rodrigues conquista a Dragon Star no campeonato feminino, derrotando a Tarântula. Na segunda temporada, é revelado que Rodrigues perdeu o título para Black Widow e mais tarde muda de uniforme.

Ela foi dublê no filme Batman & Robin e na série Mortal Kombat: A Conquista e atuou em filmes como Vestida para Casar e Black Friday.

 

Sophia Crawford/Camaleão

Especialidade: Kung-Fu

Estreou no campeonato feminino durante a segunda temporada. Charmosa, anda sempre com seu camaleão de estimação. Inicialmente, Crawford era suspeita de participar da conspiração de Shakiro, mas é inocente. Se tornou campeã da Dragon Star pelo campeonato feminino, derrotando Princess e sucedendo Black Widow, que havia se retirado do torneio. Mas foi surpreendida quando viu a estátua de Shakiro se erguer no lugar da Dragon Star, que foi roubada pela organização criminosa.

Crawford foi dublê em várias produções para cinema e TV, inclusive em Power Rangers, vestindo o traje da Ranger Rosa – em três episódios da segunda temporada – e dos Patrulheiros de Massa. Também trabalhou como atriz em séries como Buffy: A Caça-VampirosSheena e Kung Fu: A Lenda Continua e filmes como Os Tigres de Chipre e Matador de Aluguel 2.

 

Lynnette Love/Tarântula

Especialidade: Taekwondo

No início da série, era a campeã da Dragon Star, pelo campeonato feminino, até ser derrotada por Lady Lightining. Apareceu somente em dois episódios da primeira temporada de WMAC Masters.

Love foi medalhista nas Olimpíadas de 1992, em Barcelona, na categoria taekwondo.

 

Akihiro “Yuji” Noguchi/Ciclone

Especialidade: Karatê

Ele surge na segunda temporada, quase sempre falando em japonês na academia do WMAC. É irmão de Tiana Noguchi, a Black Widow.

Noguchi foi dublê dos Patrulheiros de Massa e dos Tengas em Mighty Morphin Power Rangers e de um Cog no episódio 19 de Power Rangers Zeo. Sem contar que ele também dirigiu vários episódios de Power Rangers Samurai/Super SamuraiMegaforce/Super MegaforceSuper Ninja SteelMorfagem Feroz e Dino Fúria. Noguchi contribuiu para produções importantes da TV e do cinema.

 

Tiana Noguchi/Black Widow

Especialidade: Hapkido

Ela derrotou Lady Lightning na segunda temporada e renunciou o título de campeã feminina da Dragon Star no final da série.

Ela é irmã de Akihiro Noguchi na vida real.

 

Bridgett Riley/Baby Doll

Especialidade: Kickboxing

Filha de um dublê de filmes de ação, Riley foi a única a perder uma luta pela Dragon Star, mais precisamente por Lady Lightning.

Na vida real, foi dublê dos Patrulheiros de Massa em Power Rangers, além de outras produções. Como atriz, Riley fez participações em séries como Um Policial da PesadaCSI e Bones, além de filmes como Menina de Ouro e A Saga do Dragão.

 

Carmichael Simon/Kid Carmichael

Especialidade: Wushu

Além de interpretar a si mesmo, Simon também foi dublê de um dos ninjas no episódio 6 da segunda temporada de WMAC Masters.

Na vida real, foi dublê em filmes como Um Drink no Inferno e Alita: Anjo de Combate.

 

Imagem: Foto de Warlock e Tracer.
A dupla Warlock e Tracer | Foto: Reprodução

Larry Lam/Warlock

Especialidade: Kung-Fu

Um dos veteranos do campeonato masculino, ele é um dos membros da organização criminosa Shakiro. No final da segunda temporada, desafia Red Dragon para conquistar a Dragon Star, mas é derrotado. Meio-irmão de Wizard, é um dos autores do roubo da Dragon Star, junto com Tracer.

Na vida real, Lam foi coordenador de dublês no filme reboot de Power Rangers (de 2017) e conta com um extenso currículo como ator e dublê em produções para cinema e TV.

Nota: Larry Lam e Mike Chaturantabut não possuem relação familiar na vida real.

 

Tracy Swedom/Tracer

Especialidade: Kodan-Kan

Surge na segunda temporada e é um dos membros de Shakiro. Ao lado de Warlock, planeja o roubo da Dragon Star e foge no final da série. Seu nome verdadeiro é Tracy Swedom e seu anagrama é “Destroy WMAC”.

O vilão foi interpretado por Michael M. Foley, sendo o único master genuinamente fictício.


*As datas de estreia e despedida de WMAC Masters na programação da Manchete foram encontradas pelo grande Matheus Mossmann, pesquisador responsável por resgatar datas de lançamentos de animês e tokusatsu da era clássica da TV brasileira. Em seu blog pessoal, Dynablack Asylum, você encontra reviews de cada episódio da série. Leia a primeira parte aqui.


O texto presente nesta coluna é de responsabilidade de seu autor e não reflete necessariamente a opinião do site JBox.

Publicidade
close