imagem: chaveiro do Pikachu da Glasslite segurado por uma mão

JBoxTBT | Pokémon, Glasslite e o “Pikachu palhaço” em 1999

Coleção de chaveiros da extinta fabricante de brinquedos brasileira “pesou a mão” na pintura do personagem mais famoso da franquia.

Bem conhecida dos fãs de tokusatsu por ter produzido boa parte dos brinquedos dos heróis japoneses no Brasil, a hoje extinta Glasslite também deu uma aproveitada na febre Pokémon que estourou na segunda metade de 1999.

A linha dos monstrinhos pela empresa consistia basicamente de chaveiros. Havia uma coleção com 6 chaveiros de plástico maleável mais grandinhos (que renderam até comercial de TV, veja mais abaixo no post do Instagram) e outros chaveiros menores, em material mais duro.

imagem: foto com embalagens dos chaveiros da Glasslite
Chaveiros da Glasslite. Foto: Rafael Brito/JBox

Aparentemente, todos tinham como referência o molde original japonês, fabricado pela Tomy e importado aos Estados Unidos pela Hasbro. Inclusive, a rival Estrela trouxe essas miniaturas americanas para o Brasil, com as mesmas embalagens em inglês e só um adesivo em português colado na frente. O diferencial da Glasslite era a fabricação nacional — o que garantia um preço menor, mas também uma qualidade inferior no acabamento.

imagem: miniaturas da Hasbro do Mew e Pikachu
Miniaturas da Hasbro com som. À esquerda, o Mew com adesivo da Estrela, à direita o Pikachu. | Imagem: Reprodução/Mercado livre/eBay

Com uma pintura bem mais simplória que a gringa, o chaveiro da Glasslite trouxe um fenômeno único daqui: o Pikachu com cara de palhaço.

O que acontece é que essa coleção de miniaturas, mesmo no Japão, seguia as primeiras imagens conceituais dos monstrinhos. O estilo dessas ilustrações trazia sempre algum tipo de brilho esbranquiçado no corpo de cada Pokémon. No caso do Pikachu, o brilho tinha certa concentração na área do seu focinho. Veja alguns exemplos:

imagem: ilustrações originais de Pikachu, Charmander e Squirtle
Imagens conceituais originais de Pikachu, Charmander e Squirtle. | Imagem: Reprodução/Nintendo

Esse brilho foi seguido nas miniaturas estrangeiras com uma “esfumaçada” no rosto do personagem. Porém, na hora de reproduzir esse efeito por aqui, a Glasslite possivelmente entendeu que o branco era parte da pele do Pikachu, e pintou de forma mais grosseira — parecendo então a maquiagem do primo do Coringa.

imagem: chaveiro de Pikachu da Glasslite
Chaveiro de Pikachu pela Glasslite. | Foto: Rafael Brito/JBox

Certamente hoje a Nintendo, com todas as suas regrinhas de licenciamento, jamais deixaria esse produto ser aprovado. Mas os tempos eram outros e Pokémon ainda estava despontando mundialmente — e dar uma bronca intercontinental também não era tão rápido.

E você? Tem alguma lembrança com esses chaveiros? Compartilhe com a gente nos comentários :)

Confira outras postagens da série JBox TBT clicando aqui.


No Instagram

Pela hashtag #JBoxTBT, publicamos lembranças como essa semanalmente em nosso Instagram. Acompanhe por lá pelo @jboxbr!

Publicidade
close