Sumito Owara, criador de ‘Keep Your Hands Off Eizouken!’, comenta sobre diversidade racial

Autor fez postagem no Twitter falando sobre a diversidade na escola que frequentou.

Créditos da imagem: Sumito Owara


O mangaká de Keep Your Hands Off Eizouken! (Eizouken ni wa Te o Dasu na!), Sumito Owara, compartilhou uma postagem em seu Twitter falando sobre diversidade étnico-racial. A nota, postada em inglês (em tradução feita pelo Google Translate), diz:

 

“Eu frequentava uma escola pública no Ensino Fundamental. Havia japoneses, chineses, coreanos, americanos, iranianos, brasileiros, egípcios e nigerianos. É normal. E havia vários tons de pele, religiões e vários nomes. Eu não reconheço uma nacionalidade pelo nome, eu não reconheço uma nacionalidade pela cor da pele. Alguns japoneses têm pele escura. Alguns japoneses têm pele clara. Isso não tinha nada a ver, todos éramos amigos [nota: para ter um noção de quando ele frequentava a escola, segundo a Wikipédia japonesa, Owara tem hoje 26 anos].”

O autor não comenta mais nada na postagem, mas é possível que esteja relacionada com a diversidade de personagens presente em Eizouken. A série, um dos grandes nomes da temporada atual, contém personagens com diversos tons de pele, além de tipos físicos diferentes. O animê até causou certa polêmica pelo design “fora do padrão“.

Keep Your Hands of Eizouken! é um mangá seriado na revista Gekkan! Spirits, da editora Shogakukan, desde 2016, contando, até o momento, com 5 volumes compilados. A história mostra Tsumabe Mizusaki, Midori Asakusa e Sayaka Kanamori, três alunas do primeiro ano do ensino médio que sonham em entrar na indústria de animês. Juntas, elas tentam criar seus próprios animês no Eizouken, o “clube de audiovisual” da escola. Querendo fazer uma animação, as três acabaram virando de fato um animê, que estreou no começo do ano. A série vai ganhar também adaptações em live-action.

O mangá é inédito no Brasil, mas a adaptação em animê, dirigida pelo renomado Masaaki Yuasa (Devilman crybaby), está em exibição na Crunchyroll com legendas em português. Caso ainda não esteja assistindo, temos uma resenha do primeiro episódio disponível aqui!

 

Fonte: Sumito Owara

Publicidade
close