Imagem: Personagem careca de 'Rei de Lata'.

Mangá nacional ‘Rei de Lata’ será publicado pela NewPOP

Obra de Jefferson Ferreira aborda crianças com super poderes lutando pela sobrevivência em um país dizimado no pós-guerra.

Imagem: Capa do quadrinho divulgada pela NewPOP.
Prévia da capa de ‘Rei de Lata’ 1 | Divulgação/NewPOP.

Na noite deste sábado, 30 de janeiro, quando se comemora o Dia do Quadrinho Nacional, a NewPOP anunciou a publicação de alguns novos mangás nacionais. A editora já publicou obras brasileiras anteriormente, como Zucker.

O primeiro deles é uma série que vem ganhando crescente repercussão nas mídias sociais, o irreverente Rei de Lata, de Jefferson Ferreira.

A obra é publicada por Jefferson, que assina sob nome Panda de Capa, de forma gratuita na internet. O capítulo mais recente (31) foi publicado em novembro do ano passado.

Ao todo, a série acumula mais de 290 mil visualizações, 5,5 mil seguidores e cerca de 18 mil likes na plataforma Tapas, onde é disponibilizada desde 2018.

O que chama a atenção em Rei de Lata são, em suma, 3 aspectos:

  • O traço do autor que, apesar do estilo bastante original, guarda alguma afinidade com o design de personagens de Kohei Horikoshi (My Hero Academia) e trabalha as expressões de forma parecida à de Atsushi Okubo (Soul Eater);
  • A dinâmica composição dos quadros e páginas, que dão um andamento agradável às ilustrações e propiciam belas cenas de batalha;
  • Os próprios personagens em si, carismáticos, divertidos, interessantes, diversos e, além de tudo, muito bem desenhados.
Imagem: Ilustração promocional com os personagens de 'Rei de Lata'.
Divulgação: Panda de Capa.

A história se passa em um mundo que, após sobreviver a várias guerras, foi acometido por uma arma biológica que praticamente causou a extinção de todo um país. Entretanto, de maneira misteriosa, toda criança nascida a partir daquele terrível atentado era propícia a ter alguma forma de anormalidade no organismo.

Além disso, eventualmente os novos filhos dessa nação podem (ou não) manifestar algum tipo de poder gerado por seu instinto de sobrevivência — ou simplesmente por se encontrarem sob alguma situação extrema. Por serem os únicos imunes àquele ar completamente comprometido, passam a ser odiados e temidos pela maioria dos adultos. As super crianças terão portanto de lutar pela sobrevivência num país pós-guerra.

Informações sobre a edição da NewPOP serão divulgadas em breve. Confira algumas das belíssimas ilustrações de Rei de Lata:


Fonte: NewPOP

 

Publicidade
close