Imagem: Kishibe Rohan em trecho de trailer da Netflix.

Assim Falava Kishibe Rohan: Netflix estreia OVA de spin-off de ‘JoJo’ dublado

Os 4 episódios chegaram ao streaming com opção de dublagem em português!

Conforme prometido, a Netflix estreou hoje (18) a série Assim Falava Kishibe Rohan (Kishibe Rohan wa Ugokanai), também conhecida pelo nome em inglês, Thus Spoke Kishibe Rohan (a tradução inglesa tem uma referência à Assim Falou Zaratustra, mas a história não) – aparentemente o nome brasileira deriva do norte-americano.

A Netflix anunciou a exibição mundial dos 4 episódios em OVA em outubro de 2020, e agora a série chega com opção de dublagem em português.

Imagem: Screenshot da tela de 'Kishibe Rohan' na Netflix.
Clique na imagem para acessar a série. | Reprdução: Netflix.

A dublagem foi feita na Unidub, com direção de Pedro Alcantara, tradução de Silvio Puertas e mixagem por Daniel Pedroso. O elenco conta com Michel di Fiori no papel de Rohan e Giovanna Calegaretti com Yukaku Yamagishi.

Rohan Kishibe é uma espécie de alter ego do autor de JoJoHirohiko Araki. O personagem nasceu na 4ª parte dos quadrinhos, Diamond is Unbreakable, sendo um artista de mangá famoso que almeja trazer realismo às suas obras. Usando sua técnica, ele consegue transformar uma pessoa em um livro, tendo acesso a todas as suas memórias.

Os OVA do David Production foram lançados entre 2017 e 2019 no Japão. O episódio “O Pedaço dos Milionários” saiu em setembro de 2017, “Mutsu-kabe Hill” veio em julho de 2018 e “O Confessionário” e “A Aposta” saíram juntos em dezembro de 2019. Confira nossa resenha aqui.

A primeira história solo de Rohan foi criada em 1997, com dois volumes compilados. O mangá nunca veio para cá, mas a editora Pipoca & Nanquim publicou Rohan no Louvre.


Fonte: Netflix


Criado por Hirohiko Araki em 1987, JoJo’s Bizarre Adventure (JoJo no Kimiyou na Bouken) foi publicado na revista Weekly Shonen Jump até 2004, quando migrou para a revista Ultra Jump (dedicada a um público mais “maduro”), onde é editado até hoje, rendendo a marca de 125 volumes encadernados. No Brasil, a Panini publica uma edição com mais páginas por volume em comparação com o encadernado original, baseada em uma coleção japonesa chamada de bunkoban. Estão garantidos por aqui os 3 primeiros arcos: Phantom Blood (3 volumes, já publicados em formato impresso), Battle Tendency (4 volumes, em publicação) e Stardust Crusaders (10 volumes). No Japão, a saga se encontra em seu oitavo arco, conhecido como JoJolion.

A obra ganhou a primeira adaptação animada em 1993, com uma série de OVAs (animação lançada direta no mercado de vídeo) de 6 episódios e outra em 2000 com mais 7 episódios. Em 2007 ganhou um longa animado adaptando o arco Phantom Blood, com direção de Junichi Hayama. Finalmente, em 2012 começou a série de anime “definitiva”, com animação do estúdio David Production (Captain Tsubasa 2018). Esta última produção trouxe holofotes para JoJo no mundo todo, com um sucesso que garantiu a produção de mais temporadas – a última foi 4ª temporada, encerrada no último mês de julho adaptando o 5º arco do mangá, Golden Wind (ou Vento Aureo).

Todos os episódios do anime estão disponíveis com legendas em português pela Crunchyroll.