Imagem: Personagens do mangá de 'Gantz'.

Gantz: Autor não sabia quem dirigiria o live-action hollywoodiano

Hiroya Oku explicou que assinou o contrato há muito tempo e não sabia a quantas andava o projeto.

O autor de Gantz, o mangaká Hiroya Oku, compartilhou na semana passada a notícia que Julius Avery dirigirá o filme live-action da franquia, dizendo que “fiquei sabendo agora”. Depois, ele acrescentou, informando ter assinado o contrato há muito tempo e não saber a quantas anda o projeto.

Segundo notícia recente do Deadline, a produção é da Temple Hill e está tudo ainda em fase inicial, sem qualquer previsão de estreia. Em maio de 2020, o portal havia dito que o roteirista Marc Guggenheim (Caçadores de Trolls: Contos de Arcadia) estaria no projeto.

Gantz foi publicado originalmente em capítulos na revista Young Jump (editora Shueisha), entre 2000 e 2013, rendendo 37 volumes encadernados. Mas a obra ainda rendeu spinoffs, sendo o mais recente o Gantz:E, que começou em janeiro deste ano na mesma publicação.

Além do animê de 26 episódios, produzido em 2004 pelo Gonzo e exibido por aqui dublado via Animax, a série já rendeu dois filmes em live-action no Japão (que também foram exibidos por aqui, em canais da HBO) e uma animação em computação gráfica, Gantz:O, disponível pela Netflix.

Regada à violência, a história de Gantz acompanha um jogo pós-morte, onde pessoas que acabaram de passar dessa para uma melhor (talvez não tão melhor) precisam usar uma variedade de itens futuristas para caçar e matar alienígenas.


Fonte: ANN

Publicidade
close