Imagem: Dai com poderzinho na testa.

‘Dragon Quest: Dai’ estreia na HBO Max

Remake do “Fly” chegou apenas com legendas.

Pegando muitos de surpresa, a HBO Max estreou hoje (26) 50 episódios de Dragon Quest: The Adventure of Dai (Dai no Daibouken), o remake da série conhecida aqui como Fly: O Pequeno Guerreiro, exibida no SBT durante os anos 1990.

A estreia demonstra aproximação da Toei com o streaming, que por enquanto detém um filme CG de Cavaleiros e dois filmes de One Piece – os dois longas da série do “pirata que estica” são licenciados pela Diamond Films.

Imagem: Tela de Dragon Quest Dai na HBO Max.
Clique na imagem para acessar a página da série. | Reprodução/HBO MAX.

Dai chegou apenas legendado, como se encontra na Crunchyroll, que exibe a animação em modelo simultâneo (ainda está no ar no Japão, e sofreu atrasos recentemente). Poderíamos considerar os 50 episódios como uma primeira temporada, já que eles correspondem mais ou menos a um ano de transmissão no Japão.

Tendo como inspiração a série de RPG da Square Enix, Dragon Quest: As Aventuras de Dai foi seriado na Shonen Jump de 1989 a 1996, reunindo na época 37 volumes encadernados. Durante muito tempo, a obra roteirizada por Riku Sanjo e ilustrada por Koji Inada foi um dos títulos de maior vendagem da editora Shueisha.

A primeira adaptação animada (o nosso Fly), foi produzida pela Toei Animation em 1991, sendo finalizada com 46 episódios após uma mudança brusca na programação da emissora japonesa TBS. Com isso, nem um terço do que foi visto nos quadrinhos virou animê naquele momento.

Em 2020, o remake produzido pela mesma Toei começou a ser exibido, alcançando partes que a primeira animação não conseguiu (temos uma resenha de uma boa parte dos episódios aqui).

Para entender mais sobre a história da obra, confira nosso TriviaBox feito em parceria com a Crunchyroll:

O “revival” de Dai foi acompanhado também por uma reedição do mangá, chamada de Perfect Edition (“edição perfeita”), sendo esta a que será trabalhada pela Editora JBC. Além de diminuir o número de volumes de 37 para 25, essa versão traz novas capas, que serão as vistas por aqui.

Mais detalhes como a parte gráfica e também as nomenclaturas usadas na adaptação ainda não foram revelados – só informaram que o nome será The Adventure of Dai, e não Fly, indicando o uso dos nomes japoneses, e não dos da dublagem brasileira, no mangá.

Dragon Quest: The Adventure of Dai, o novo animê, é exibido oficialmente pela plataforma de streaming da Crunchyroll, com episódios legendados e estreia simultânea com o Japão todas as sextas, às 23h (a legenda em português não costuma ser pontual, mas ela chega).


Fonte: HBO MAX


Dragon Quest é uma série de RPG da Square Enix, cujo primeiro título saiu em 1986 para o Famicon. Já Dragon Quest: The Adventure of Dai é originalmente um mangá seriado na Shonen Jump de 1989 a 1996, com 37 volumes compilados, inspirado nos jogos, com roteiro de Riku Sanjo e ilustrações de Koji Inada. A obra foi adaptada pela Toei Animation em uma animação de 46 episódios, exibida no Japão entre 1991 e 1992 (não cobrindo toda a história do mangá). A série também recebeu três filmes, com estreia em julho de 1991, março de 1992 e julho de 1992, respectivamente;

O animê veio para o Brasil sob o nome Fly, o Pequeno Guerreiro e foi exibido no SBT a partir de 1996. A história da série apresenta um garoto-órfão chamado Fly (Dai, no original), encontrado e adotado pelo monstrinho Blass na ilha Dermlin. O moleque passa a ser criado pelo monstro como se fosse seu neto, junto de Gome, uma criaturinha dourada em forma de gota com asas. A trama tem início quando Gome é raptado e Fly parte para resgatar seu amigo. Mais tarde, o pequeno valente conhece a bela Princesa Leona, filha única do Rei de Papunika, a qual lhe dá como lembrança a Adaga de Papunika, após ser salva por ele. Depois de descobrirem que o garoto possui uma estranha marca de dragão na testa, Fly recebe a visita do lendário Avan, um corajoso guerreiro que foi à Dermlin a mando do Rei para transformar o jovem num verdadeiro herói.

Em meio à sua longa jornada, Fly ganha a companhia de Pop e Maam, ambos também aprendizes de Avan. Além de fazer amigos, o garoto ainda tem de enfrentar os subordinados de Hadler, um demônio que fora derrotado anteriormente pelos “antigos heróis” (Avan incluso) e retornou para dominar o mundo graças aos poderes do “Grande Rei do Mal”.

Saiba mais sobre Fly – O Pequeno Guerreiro, em nossa matéria especial na J-Pédia.

Publicidade
close