A Square Enix prometeu, e trouxe novidades de Infinity Strash Dragon Quest: Dai no Daibouken durante a TGS 2022: a apresentação deu detalhes do gameplay do jogo, que chegará para Nintendo Switch, PS4, PS5 e PC via Steam.

Confira o vídeo, com mais de uma hora, a partir do momento que detalham um pouco mais dos modos:

O jogo contará com um Modo História, no qual é possível (re)viver a trama do mangá, e o modo Temple of Memories, com fases trazendo diferentes mecânicas e inimigos a cada vez que o jogador desafia esse modo — no Temple of Memories, o jogador pode coletar memórias que deixam os personagens mais fortes.

O jogo estava originalmente marcado para 2021, mas deve ficar para 2023 ou 2024 — uma data ainda não foi anunciada, mas o lançamento será simultâneo globalmente. O remake está na reta final de sua exibição.

O revival de Dai foi acompanhado também por uma reedição do mangá, chamada de Perfect Edition (“edição perfeita”), sendo esta a que será trabalhada pela Editora JBC. Além de diminuir o número de volumes de 37 para 25, essa versão traz novas capas, que serão as vistas por aqui. Mais detalhes como a parte gráfica e também as nomenclaturas usadas na adaptação ainda não foram revelados.

Dragon Quest: The Adventure of Dai, o novo animê, é exibido oficialmente pela plataforma de streaming da Crunchyroll, com episódios legendados e estreia simultânea com o Japão todas as sextas, às 23h (a legenda em português não costuma ser pontual, mas ela chega).

Além disso, os primeiros 50 episódios estão disponíveis na plataforma de streaming HBO Max (saiba mais aqui).


Fonte: Gematsu


Dragon Quest é uma série de RPG da Square Enix, cujo primeiro título saiu em 1986 para o Famicon. Já Dragon Quest: The Adventure of Dai é originalmente um mangá seriado na Shonen Jump de 1989 a 1996, com 37 volumes compilados, inspirado nos jogos, com roteiro de Riku Sanjo e ilustrações de Koji Inada. A obra foi adaptada pela Toei Animation em uma animação de 46 episódios, exibida no Japão entre 1991 e 1992 (não cobrindo toda a história do mangá). A série também recebeu três filmes, com estreia em julho de 1991, março de 1992 e julho de 1992, respectivamente;

O animê veio para o Brasil sob o nome Fly, o Pequeno Guerreiro e foi exibido no SBT a partir de 1996. A história da série apresenta um garoto-órfão chamado Fly (Dai, no original), encontrado e adotado pelo monstrinho Blass na ilha Dermlin. O moleque passa a ser criado pelo monstro como se fosse seu neto, junto de Gome, uma criaturinha dourada em forma de gota com asas.

A trama tem início quando Gome é raptado e Fly parte para resgatar seu amigo. Mais tarde, o pequeno valente conhece a bela Princesa Leona, filha única do Rei de Papunika, a qual lhe dá como lembrança a Adaga de Papunika, após ser salva por ele. Depois de descobrirem que o garoto possui uma estranha marca de dragão na testa, Fly recebe a visita do lendário Avan, um corajoso guerreiro que foi à Dermlin a mando do Rei para transformar o jovem num verdadeiro herói.

Em meio à sua longa jornada, Fly ganha a companhia de Pop e Maam, ambos também aprendizes de Avan. Além de fazer amigos, o garoto ainda tem de enfrentar os subordinados de Hadler, um demônio que fora derrotado anteriormente pelos “antigos heróis” (Avan incluso) e retornou para dominar o mundo graças aos poderes do “Grande Rei do Mal”.

Saiba mais sobre Fly – O Pequeno Guerreiro, em nossa matéria especial na J-Pédia.