Atores Comentam Ausência na Dublagem de Dragon Ball Kai

BKS também fala sobre o caso.

Essa semana foi bastante movimentada para os fãs de Dragon Ball. Depois da notícia de que Wendel Bezerra não repetiria o papel de Goku na dublagem da série Kai pela BKS, as opiniões por parte dos fãs ficaram divididas. Com isso, o site Henshin da JBC (cuja equipe é a responsável pela tradução da série) falou com o próprio Wendel e com Wellington Lima, outro dublador bastante conhecido por fazer as vozes de Raditz e Majin Boo, que também revelou que não irá participar da série. O site também ouviu a BKS.

Wendel disse ao Henshin: “Eu estou muito triste e chateado com tudo o que está acontecendo. Eu sou fã de Dragon Ball e adoro dublar o Goku, mas não posso colocar tudo isso acima de valores morais e convicções profissionais em que acredito e que aprendi desde criança. Eles chegaram a me passar a escala para dublar o Goku e eu tinha aceitado. Mas depois pensei muito e achei que não podia fazer isso com ninguém. Aí, liguei para a BKS e disse que não iria fazer mais e que se quisessem passar o personagem para outra pessoa, ou abrir teste não teria problema. Se fosse uma série nova, certamente eles não me chamariam. E quem não me prestigia, eu não sinto vontade de prestigiar. Eu gostaria muito de voltar a fazer o Goku, mas em qualquer outro estúdio.”

Já Wellington declarou: “Não é que eu não queira dublar a série. Eu não dublo na BKS porque é uma casa que decidiu excluir os dubladores de outros trabalhos. Eles só nos chamam quando têm uma série feita e precisam do elenco.”

A BKS se posicionou através de Ricardo Teles, supervisor de dublagem da empresa,: “Sabemos que o Wendel e o Wellington atuam como diretores de dublagem na Álamo, por isso decidimos até estender nosso horário de trabalho, que se encerra as 18h30, até as 22h para que os dois pudessem vir dublar aqui”

Além de Wendel e Wellington, circula a informação de que Alfredo Rollo (Vegeta), Melissa Garcia (Videl), Vagner Fagundes (Gohan jovem), Luiz Antonio Lobue (Picollo) Carlos Campanile (Freeza) e Gileno Santoro (Mestre Kame) ainda não teriam aceito participar da dublagem – sendo que alguns sequer foram convocados. Angélica Santos (Oolong) declarou em seu Twitter que também está fora, assim como Alexandre Marconato (Ten Shin Ran).

Ao contrário do que se tem comentado pela net afora, não existe um “boicote” por parte do elenco da série. A verdade é que muitos dubladores possuem problemas com o estúdio, sejam pessoais ou profissionais, o que impede que eles aceitem trabalhar novamente na casa. De qualquer forma, suas decisões não devem ser questionadas pelos fãs e sim respeitadas.

Em relação à uma possível intervenção da Angelotti Licensing, infelizmente a empresa é responsável apenas pela comercialização da marca no país, ou seja, todas as decisões referentes à Dragon Ball Kai que tratem do anime em si são tomadas pela própria Toei Animation, a distribuidora da série.

Vamos aguardar novas informações que serão divulgadas pelo decorrer da semana.

Publicidade
close