Imagem: Major Makoto Kusanagi em trailer de 'SAC_2045'.

Ghost in the Shell SAC_2045: série estreia na Netflix com dublagem pendente

Versão brasileira não pôde ser feita a tempo por conta da paralisação no setor.

Estreou hoje (23) mundialmente pela Netflix o animê Ghost in the Shell: SAC_2045, nova série ambientada no famoso universo de Ghost in the Shell. A obra conta apenas com áudio original em japonês, com legendas disponíveis em português, inglês, italiano ou alemão, além da transcrição em japonês.

Ao acessar o menu de idiomas, podemos notar um “português-pendente” escrito por lá. Acontece que, por conta das medidas de isolamento social para contenção da COVID-19, os estúdios de dublagem no Brasil tiveram que paralisar as suas atividades e garantir a saúde de seus profissionais. Medidas como a de dublagem remota (feita em estúdios em casa) podem ser implementadas no futuro, mas o setor segue paralisado. É esperado que a versão brasileira seja adicionada quando o trabalho puder ser retomado com segurança, até porque a opção dublada é quase uma “regra” para os títulos exclusivos que levam o selo “Original Netflix” – como é o caso de SAC_2045.

Acesse a página da série na Netflix clicando aqui.

Com 12 episódios nesta primeira temporada e classificação indicativa para maiores de 18 anos, o novo animê de Ghost in the Shell se passa no ano de 2045 (a saga original é em 2029) quando “uma unidade de elite da polícia japonesa conduz operações cibernéticas secretas após o colapso do capitalismo global.

Os diretores da animação são os mesmos do animê ULTRAMAN, Kenji Kamiyama e Shinji Aramaki. O estúdio também o mesmo, o Sola Digital Arts, com envolvimento do Production I.G (que produziu o longa dos anos 1990 e tudo da franquia animada).


Fonte: Netflix


A atmosfera distópica de The Ghost in the Shell se passa no ano de 2029, em um mundo que passou por um grande evolução tecnológica. Mas ao mesmo tempo que a humanidade prosperou artificialmente, ela ruiu como sociedade e potencializou suas desigualdades. Um fruto da nova tecnologia é a ciborgue Major Makoto Kusanagi, que acompanhamos em sua missão de resolver crimes cibernéticos e refletir sobre sua real condição de ser vivo.

O mangá original criado por Masamune Shirow (lançado por aqui pela Editora JBC), foi publicado pela primeira vez em 1989, ganhando uma histórica animação para cinema em 1995, atualmente disponível pela Netflix Amazon Prime Video. Desde então, outras continuações em mangá e também em animê foram lançadas, e até um longa-metragem live-action estrelado por Scarlett Johansson chegou aos cinemas em 2017.

Outros filmes da franquia estão disponíveis no Prime Video e pelo Looke. A JBC lançou em dezembro no Brasil o mangá The Ghost in the Shell 1.5 e atualmente publica os capítulos digitais de Ghost in the Shell: The Human Algorithm. Em DVD e Blu-ray, o filme original foi lançado por aqui pela Focus Filmes.

 

Publicidade
close