Imagem: Protagonista de 'Tokyo Revengers' no encerramento.

Tokyo Revengers: 2º encerramento é postado no YouTube em “versão sem censura”

Versão com manji budista em roupas e bandeiras está no ar no canal da série no YouTube.

O segundo encerramento de Tokyo Revengers, com a música “Tokyo Wonder”, de Nakimushi, foi postado no YouTube. Quem assiste a série pela Crunchyroll vai notar uma diferença entre essa versão e a do streaming: os manji, símbolo budista, estão presentes nas roupas dos personagens aqui:

A versão internacional retirou (ou escondeu) esses símbolos provavelmente pela semelhança com a suástica nazista – como o público por aqui tem menos contato com simbolismos budistas, deve haver um certo medo de associar a obra com nazismo (polêmica que já ocorreu na versão em mangá).

Aqui está um exemplo da versão no streaming:

Imagem: Personagem com uma luz cobrindo o manji em sua roupa.
Reprodução: Crunchyroll.

Tokyo Revengers é originalmente um mangá de Ken Wakui publicado nas páginas da Shonen Magazine, da Kodansha, desde 2017, com 22 volumes até o momento, mas a série pode estar já se despedindo, apesar do sucesso. Por enquanto, o quadrinho é inédito no Brasil.

A trama gira em torno de Takemichi Hanagaki, cuja vida não anda nada bem. Para piorar tudo, sua ex, Hinata Tachibana, é assassinada por uma gangue criminosa altamente perigosa. No meio dessa bagunça, o jovem acaba viajando para o passado, 12 anos antes dos eventos que vivia, quando ainda namorava a garota. Então, ele decide se infiltrar na gangue para salvar Hinata.

A animação do estúdio LIDEN FILMS que adapta a história está sendo transmitida no Japão e pode ser vista simultaneamente pela Crunchyroll, inclusive com dublagem. Confira nossa resenha do primeiro cour do animê.


Fonte: Release de imprensa.

Publicidade
close