Imagem: Naofumi, Tanya e Subaru na frente, com personagens de 'KonoSuba' atrás.

Isekai Quartet: Filme é anunciado para 2022

Crossover de séries isekai famosos chega às telonas em breve no Japão!

Foi anunciad hoje (06) o filme Isekai Quartet ~Another World~, com previsão de estreia para 2022, ainda sem data exata.

Confira um trailer:

Imagem: Pôster oficial do filme de 'ISEKAI QUARTET', com os personagens das obras citadas no texto.
Divulgação: Puyukai.

A série começou como um crossover de quatro animês, com os personagens em versão chibi: KonoSuba, Overlord, Re:Zero e Tanya the Evil (Youjo Senki). Apesar de licenciar, ou ter até coproduzido, três deles, a Crunchyroll nunca conseguiu os direitos de exibição da série no Brasil.

E olha que a segunda temporada ainda traz também Shield Hero (Tate no Yusha) – outro original da plataforma – junto com Cautious Hero (Shinchou Yuusha), licenciado pela Funimation, mas este último não está creditado no site do filme.

As duas temporadas do animê do estúdio Puyukai podem ser assistidas pela Funimation. A história traz os protagonistas das séries parando, mais uma vez, em outro mundo.

Essa é uma tirada, já que todas as obras são isekai, nas quais os protagonistas saem do “nosso mundo” para um mundo alternativo. Agora, eles vão desses mundos alternativos para um outro e lá vão ter que fazer uma coisa horrível e assustadora: frequentar o ensino médio.


Fonte: Natalie


Cautious Hero

Shinchou Yuusha

Imagem: Personagens de 'Cautious Hero'.

O último anúncio de nossa lista é Cautious Hero: The Hero Is Overpowered but Overly Cautious, em japonês Kono Yuusha ga Ore TUEEE Kuse ni Shinchou Sugiru. Em tradução livre, fica Herói Cauteloso: O Nível Desse Herói É Muito Alto Mas Ele É Absurdamente Cauteloso.

O animê é uma adaptação da série de novels de Light Tuchihi, seriada desde 2016 em plataformas da Kadokawa, com 7 volumes compilados. A versão impressa conta com ilustrações de Saori Toyota. Há também um mangá inspirado na série, publicado na Dragon Age desde 2018, por Koyuki, com 4 volumes até o momento.

A animação é do estúdio White Fox e foi exibida no Japão de outubro a dezembro de 2019, com 12 episódios no total. A história aborda a deusa Ristarte, encarregada de salvar o mundo de Gaeabrande de um demônio poderoso. Ela invoca o invencível Seiya Ryuuguuin para isso, pelo jovem estar num nível realmente muito acima de todos os outros. Contudo, ela logo vai descobrir que Seiya é um tanto cauteloso… até demais, treinando por horas a fio mesmo para lidar com inimigos fracos. Apesar de deixá-la maluca, talvez a cautela do rapaz não esteja tão errada assim…


KonoSuba

Imagem: Personagens de 'KonoSuba' no animê.

Kono Subarashii Sekai ni Shukufuku wo!, ou simplesmente KonoSuba, é originalmente uma série de novels de Natsume Akatsuki, criada em 2013, rendendo 17 livros até seu fim em 2020. Além de mangá e game, virou animê pelo estúdio Deen, com 20 episódios divididos em duas temporadas e mais um filme, lançado em 2019.

Na história, após morrer em um trágico “acidente” de trânsito, o otaku Kazuma Sato encontra a debochada e impaciente deusa Aqua no além, que lhe oferece três possibilidades de vidas pós-morte: ir para o céu e ser obrigado a tomar sol durante toda a eternidade, reencarnar como um bebê e recomeçar tudo do zero, com outra família, ou ser enviado para um mundo medieval de aventuras místicas para enfrentar um rei demônio, mantendo suas memórias, com o cheat de poder portar qualquer habilidade, poder ou item que desejasse criar. Ele escolhe a última opção. No entanto, para a surpresa da deusa guia, decide carregá-la como item. Daí em diante, o anime conta a história atrapalhada da dupla em tal mundo de aventuras, destacando que aventuras, quando vividas por NPCs, podem não ser tão emocionantes – ou heroicas – assim.

As duas temporadas estão disponíveis na Crunchyroll com opção de dublagem pelo Som de Vera Cruz, do Rio de Janeiro, versão já exibida também em TV aberta pela Rede Brasil.

A série rendeu um filme, também disponível pela Crunchyroll.


Overlord

Imagem: Personagens de 'Overlord'.

Criada em 2010 por Kugane Maruyama como uma série de light novels, a história de Overlord começa nos momentos finais em que um jogo de realidade virtual, chamado Yggdrasil, está prestes a ter os seus servidores desligados. Antes que tudo chegue ao fim, um jogador sob a figura de um poderoso mago chamado Momonga decide continuar no game até onde der. No entanto, o tempo acaba e surpreendentemente ele continua “dentro” de Yggdrasil. Pra completar, os demais personagens do jogo parecem ter ganhado personalidade própria. A partir daí, Momonga continua a história, como se o jogador de fato tivesse se tornado aquele personagem.

Em 2015, os livros inspiraram o animê pelo estúdio Madhouse, com direção de Naoyuki Iyou (Digimon Data Squad). A série é exibida oficialmente no Brasil pela Crunchyroll, apenas com legendas e dublada na Funimation. Também foi exibido na TV aberta pela Loading.

JBC publicou no Brasil o 1º dos 14 livros existentes, em formato impresso e digital. A editora também publica a adaptação em mangá da série, com 2 volumes publicados até o momento no país.


Shield Hero

Tate no Yuusha no Nariagari

Imagem: Raphtalia e Naofumi em 'Tate no Yuusha no Nariagari'.

O animê adapta a novel de Aneko Yusagi, inicialmente publicada na plataforma online Shosetsuka ni Narou (“Vamos Virar Escritores”, em tradução livre), ganhando versão impressa pela Media Factory, com ilustrações de Seira Minami e 22 volumes publicados até o momento. A animação é produzida pelo estúdio Kinema Citrus (Made in Abyss), com coprodução da Crunchyroll.

Na trama, Iwatani Naofumi vai parar mundo paralelo, invocado como um quatro heróis lendários (espada, arco, lança e escudo). Nomeado como o Herói do Escudo, ele começa metido em uma controvérsia, sendo acusado injustamente de estupro, em uma das piores escolhas narrativas da série.

Jurando se vingar de quem havia o traído e prometendo não confiar em mais ninguém, Naofumi decide comprar uma pequena escrava arredia e traumatizada – outra péssima escolha narrativa – mas juntos, eles vão mudar um ao outro. Temos uma crítica dos 12 primeiros episódios da série aqui.


Re:ZERO

Imagem: Subaru em animê de 'Re:ZERO'.

Re:ZERO − Starting Life in Another World − (Re:Zero kara Hajimeru Isekai Seikatsu, no original) é originalmente uma série de light novels de Tappei Nagatsuki, seriada desde 2012, com 27 volumes publicados da história principal, além de diversos extras. A obra ainda rendeu adaptações em mangá e animê – este último conta com produção do estúdio White Fox.

No Brasil, a NewPOP publica a série original e também já lançou um robusto artbook em um box incluindo livros extras. Outra editora, a Panini, é responsável por publicar o mangá e a Crunchyroll possui todos os episódios e o spin-off Re:ZERO − Starting Life in Another World − SHORTS disponíveis em sua plataforma. Na TV, a Rede Brasil e a extinta PlayTV já exibiram o animê em parceria com a Crunchyroll.

A história apresenta Subaru Natsuki, um jovem que um dia, repentinamente, é enviado para outro mundo, onde conhece uma meia-elfa de cabelos prateados. Lá, ele e sua “companheira” acabam sendo assassinados, mas Subaru descobre ter poderes que lhe permitem voltar à vida e, assim, ter a chance de refazer os eventos. E então começa sua jornada neste novo mundo…

 


Tanya the Evil

Youjo Senki

Imagem: Tanya no animê de 'Youjo Senki'.

Criado por Carlo Zen como uma light-novel, Youjo Senki (que recebeu o título internacional de Saga of Tanya the Evil) teve início em outubro de 2013, publicação que ainda está em andamento, com arte de Shinobu Shinotsuki (que também assina o design de personagens da versão animada) e 12 volumes publicados. Em abril de 2016 é lançada a adaptação em mangá, com arte de Chika Toujo (Code Geass: Soubou Oz) – publicada no Brasil pela Panini sob o nome Tanya the Evil – Crônicas de Guerra.

Em 2017 estreou a versão animada, com animação do estúdio NUT e direção de Yutaka Uemura (Punch Line). A Crunchyroll exibe todos os episódios da série e também o filme derivado, ambos com opção de dublagem em português. O animê também teve uma passagem pela Rede Brasil.

A trama um trabalhador contemporâneo japonês morrendo e reencarnando em Tanya von Degurechaff, uma estudante no último nível da Academia Militar Imperial em uma versão da Alemanha Imperial (2º Reich), no ano de 1923 (onde, no nosso mundo, a Alemanha vivia a República de Weimar).

Nesse mundo, se Tanya não morrer de forma natural ou não tiver “fé”, ela vai para o inferno pagar pelos pecados de vidas anteriores. A entrada na Acadmeia é justamente para evitar entrar no campo de batalha, uma vez que os níveis mais altos ficam em posições mais estratégicas (e seguras). Mas um ataque surpresa a força a entrar em combate…

Publicidade

Publicidade
close