Imagem: Personagem feminina de 'Kaiju Decode'.

Kaiju Decode: Animê baseado em ‘Ultraman’ ganha dois novos trailers

O projeto em CG é realizado em parceria entre a Tsuburaya e a Toei Animation.

A Toei Animation divulgou nesta sexta (30) dois vídeos de Kaiju Decode, animê produzido em CG, em parceria com a Tsuburaya Productions. O primeiro é um teaser trailer e o segundo é um trailer chamado “first contact“, mostrando uma cena que pode ser visualizada por meio de dispositivos de realidade virtual de três perspectivas diferentes. Veja:

Produzido em 3DCG, Kaiju Decode será protagonizado por uma garota e um monstro, baseada no clássico Ultraman. O projeto conta com os nomes de Koichi Noguchi e Masahiro Kurita. Noguchi trabalhou com os efeitos especiais dos filmes tokusatsu Ultraman Tiga: A Odisseia Final (2000) e Ultraman Cosmos 2: The Blue Planet (2002). E Kurita trabalhou em projetos como Ultra Galaxy Legend Gaiden Ultraman Zero vs. Darklops Zero (2010), SSSS.Gridman (2018) e ULTRAMAN (2019).

Vale lembrar que Kaiju Decode foi um dos projetos anunciados pela Tsuburaya em dezembro de 2019, como o filme Shin Ultraman, a segunda temporada do animê ULTRAMAN e o animê SSSS.Dynazenon.


Fonte: Anime News Network


Ultraman

Foto: Divulgação/Tsuburaya

Ultraman foi criado em 1966 pela equipe de Eiji Tsuburaya, um dos nomes mais importantes do cinema de efeitos especiais no Japão. A série rendeu 39 episódios e seu sucesso ajudou não só a ditar o estilo dos programas de heróis orientais, mas a também criar uma das franquias mais longevas e rentáveis do gênero.

Na história da série original, Ultraman é um ser vindo da Nebulosa M78, que acaba chegando à Terra enquanto estava à caça de um monstro. Durante sua missão, ele acaba sem querer tirando a vida de Hayata, um membro da Patrulha Científica (ou SIA), que combate ameaças alienígenas. Pra remediar a situação, Ultraman revive Hayata como seu hospedeiro, passando a defender nosso planeta enfrentando monstros que causam destruição.

Ultraman foi exibido no Brasil entre o fim dos anos 1960 e meados dos anos 1980 pela TV BandeirantesTV Tupi, TV Record e TVS/SBT, retornando com uma nova dublagem nos anos 1990 pela Rede Manchete, reprisada na CNT e Cine House. Essa versão redublada, distribuída pela Sato Company, chegou a ser lançada também em uma coleção de fitas VHS. Outras exibições posteriores e lançamentos em DVD levantaram suspeitas de ilegalidade.

Após Ultraman, seguiu-se uma franquia de séries que dura até hoje (com algumas pausas). Pela televisão, o Brasil acompanhou Ultra SevenO Regresso de Ultraman Ultraman Tiga. Via streaming, a Netflix chegou a exibir Ultraseven X, enquanto a Crunchyroll exibiu Ultraman MaxUltraman LeoUltraman 80 e Ultraman Mebius, e ainda exibe Ultraman XUltraman Orb Ultraman Geed. Além das séries, vários filmes foram lançados no mercado de home-video e serviços on-demand.

Publicidade
close