Mangrafia #3: Yoshihiro Togashi

Um dos mangakás favoritos dos brasileiros.

Yoshihiro Togashi é um mangaká muito famoso, conhecido por suas obras shounens. Ele nasceu em 27 de abril de 1966 em Shinjou, Yamagata. É irmão de Hideaki Togashi, outro mangaká. Togashi também é conhecido pelos apelidos Yoshirin e Togashi Ouji.

Começou a desenhar ainda pequeno enquanto estava no colegial. Participou de algumas competições da revista Young Jump, o que lhe deu a oportunidade de trabalhar com a editora Shueisha.

Seu primeiro mangá serializado foi Sense wa Toshishita!!, aos 20 anos. Depois disso passou a trabalhar ocasionalmente em algumas one-shots. Em 1987 lançou Jura no Midzuki, que lhe concedeu uma menção honrosa na premiação Hop☆Step. No mesmo ano publicou Buttobi Straight, que aliás, ganhou o prêmio Tezuka.

Após tantos prêmios, Togashi abandonou sua faculdade e seu sonho de ser professor para seguir a carreira de mangaká. Acabou se mudando para Tóquio e firmando um acordo com a Shueisha. A partir daí passou a escrever mais histórias curtas (one-shots), até que em 1989 teve seu primeiro volume publicado, a coletânea Ookami Nante Kowakunai!!. Foi também em 1989 que ele começou sua primeira série regular, Ten de Shouwaru Cupid, sendo esta terminada em 1990 com 4 volumes.

Mas foi em 1990 que Togashi conquistou o mundo publicando Yu☆Yu☆Hakusho. Foram no total 175 capítulos em 19 volumes, que venderam mais de 40 milhões de cópias só no Japão e foi adaptada para anime.

Continuou sua carreira com Level E (1995-1997), que recentemente também foi adaptado para anime. Em 1998 começou sua segunda grande obra, HUNTER×HUNTER, ainda em publicação. Os primeiros 20 volumes da série venderam cerca de 55 milhões de cópias só no Japão. H×H teve várias adaptações em anime e OVA.

Em 1999 Togashi se casou com Naoko Takeuchi, autora de Sailor Moon, com quem teve 2 filhos.

Alguns anos atrás, em 2005, ele e sua esposa produziram um livro infantil ilustrado, chamado Oobo— Nu— Tochiibo— Nu—, como presente de aniversário para um de seus filhos.

Participou também na produção de artbooks e guidebooks, entre eles Resident Evil 3 Guide Book, Naruto Hiden – Mina no Shi – Official Premium Fan Book e Mori no Yousei no Hanashi. Além dos das próprias séries: YuYu Hakusho Illustrations e Official HUNTER×HUNTER Guide.

Confira abaixo a “mangrafia” do autor por data de publicação:

1986 – Sense wa Toshishita!! (one-shot)
1987 – Jura no Midzuki (one-shot)
1987 – Buttobi Straight (one-shot)
1987 – Tonda Birthday Present (one-shot)
1988 – HORROR ANGEL (one-shot)
1988 – Occult Tanteidan  (one-shot)
1989 – Occult Tanteidan 2 (one-shot)
1989 – Ookami Nante Kowakunai!! (one-shot)
1989 – Ookami Nante Kowakunai!! (antologia)
Incluso: Ookami Nante Kowakunai!!, Occult Tanteidan, Occult Tanteidan 2, HORROR ANGEL, Tonda Birthday Present e Buttobi Straight.
1989/90 – Ten de Shouwaru Cupid (4 volumes tankoubon, 3 volumes wideban (1994), 2 volumes bunkoban (2002))
1990/94 – Yu☆Yu☆Hakusho (Yu Yu Hakusho) (19 volumes tankoubon, 15 volumes kanzenban (2004/05), 9 volumes aizouban, 12 volumes bunkoban (2010, ainda em publicação))
1995/97 – Level E (3 volumes)
1998 – HUNTER×HUNTER (29 volumes, em publicação)

No Brasil suas duas grandes obras foram lançadas pela JBC, Yu☆Yu☆Hakusho em 2002 (com 38 volumes) e HUNTER×HUNTER em 2008, ainda em publicação. Além dos mangás, tivemos ambos animes transmitidos por aqui.

Abaixo você poderá ler uma entrevista feita pela Shonen Jump (a da Viz Media) em 2003:

A infância de Yoshihiro:

P: Como você era quando mais novo?
R: Quando estava no fundamental, eu era uma criança esperta e otimista. E durante o colegial, era um rapaz sombrio e pessimista.

P: Quantos anos você tinha quando começou a desenhar? Que tipo de coisa você desenhava?
R: Comecei a desenhar na primeira~segunda série. Naquela época já desenhava mangás.

P: Conte algumas de suas influências artísticas.
R: Conheci o trabalho de H. R. Giger através do filme Alien, e ele me influenciou muito.

P: Como você se tornou um mangaká profissional?
R: Eu enviei meu trabalho para a competição da  Shounen Jump e um de seus editores me contactou.

Passatempos e interesses:

P: Quais são seus hobbies? O que você faz com o seu tempo livre?
R: Jogo boliche, o que considero um exercício. E uso meu tempo livre para ficar com minha família.

P: Soubemos que você é um fã de filmes de terror. Quais seus favoritos, sejam eles do Japão, Estados Unidos ou outros lugares?
R: Entre os japoneses: Joyuurei [de Hideo Nakata, 1996]. E dos estrangeiros: Dawn of the Dead [Despertar dos Mortos, de George A. Romero, 1978].

P: Também soubemos que você é fã de video games. Que tipo de jogos você curte? Está jogando algum no momento?
R: Gosto de video games de tabuleiro. Neste momento estou jogando Culdcept (um game japonês de estratégia multiplayer).

P: Se você tivesse que ordenar por interesse esses três gêneros: Ficção Científica, Fantasia e Terror, como os organizaria por ordem de preferência? No seu próprio trabalho, você acredita que  são gêneros separados ou tudo parte de uma mesma coisa?
R: Depende do momento, mas neste momento: 1. Fantasia, 2. Ficção Científica e 3. Terror. Mas eu realmente não dou muito valor a essas classificações.

P: Você lê muita ficção (livros, não mangá)?
R: Não sei se posso me comparar à outras pessoas, mas eu leio, sim, alguns livros. Mistérios, Ficção Científica, não ficção etc.

P: Que lugares no mundo você já visitou? Qual seus lugares favoritos e por quê?
R: Turquia, Egito, Espanha, além de outros lugares. Gosto de ver paisagens que não existem no Japão.

P: Que tipo de material de desenho você usa agora em HUNTER×HUNTER, comparado ao que usava para Yu Yu Hakusho?
R: Não mudou muito, uso nanquim e canetas Kabura (canetas-tenteiro). Entretanto, em H×H, comecei a user Mac para colorir às vezes.

P: Você já pensou em fazer um mangá não-shounen? Algo para leitores mais velhos, como talvez um mangá seinen?
R: Já pensei, sim. Gostaria de tentar algo diferente pelo menos uma vez.

P: Você é muito bom em desenhar retratos realistas das pessoas. Você já desenhou coisas reais ou basea seus personagens em pessoas reais?
R: Quase tudo vem da minha imaginação, mas não é incomum que eu pegue imagens de pessoas de verdade e as coloque nos meus trabalhos.

P: Você tem muito talento em desenhar monstros e criaturas esquisitas, desde as assustadores em YuYu Hakusho e Level E, às extravagantes em HUNTER×HUNTER. Como você consegue?
R: Na verdade eu meio que desenho eles naturalmente, sem pensar muito profundamente.

P: Em mangás de luta é necessário inventar muitos efeitos visuais para mostrar movimento e poder. Como você consegue?
R: Não importa o quê, tento deixar fácil para o leitor entender o que está acontecendo.

Vida pessoal:

P: Recentemente você teve um filho. Você acha que se tornar um pai mudou ou mudará seu trabalho, principalmente por causa do tema “jovem garoto que procura por seu pai” de HUNTER×HUNTER?
R: Sinto que isso será uma grande influência em mim de agora em diante.

P: Para encerrar, que conselho você daria para fãs que estão interessados em se tornar mangakás?
R: 365 dias ao ano, 24 horas por dia, pense tudo na sua vida como se fosse um mangá. Assim ficará fácil se tornar um mangaká.

Publicidade
close