Personagens do clássico 'Digimon Adventure'.

Digimon: Brasil retoma licenciamento para novos produtos oficiais da franquia

Angelotti Licensing pretende trabalhar com duas séries de ‘Digimon Adventure’: a clássica e o novo reboot.

A Angelotti Licensing divulgou em seu site o retorno da franquia Digimon Adventure ao portfólio da empresa, incluindo a série clássica e também o reboot, Digimon Adventure:, entre as marcas trabalhadas aqui no Brasil. O projeto já havia sido adiantado em entrevista do CEO Luiz Angelotti ao JBox em julho.

A empresa licencia produtos de merchandising de diversas séries, com grande experiência em animês, em um portfólio que também inclui títulos como Cavaleiros do Zodíaco e Sailor Moon. Digimon Adventure foi, no ano 2000, um grande fenômeno de licenciamento no Brasil, em uma campanha capitaneada também por Angelotti, rendendo uma série de prêmios.

Recentemente, a licenciante está investindo também em lojas temáticas de suas marcas, centralizando a venda de produtos oficiais. No momento, estão abertas as lojas de Dragon Ball, Naruto e One Piece, havendo previsão também para uma futura loja de Digimon.

O retorno do licenciamento abre o mercado para uma nova linha de produtos oficiais para os fãs da franquia (que podem fazer aquela pressão pras empresas enxergarem o potencial da marca), mas vale destacar que a negociação para a exibição das séries e suas dublagens são independentes e não estão sob responsabilidade da Angelotti Licensing.

Atualmente, o animê clássico de Digimon está disponível pela plataforma do Looke, enquanto o reboot está sendo exibido com legendas em português pela Crunchyroll, simultaneamente com o Japão – resenhas episódicas são tocadas aqui no site pelo colega Igor Lunei (confira a mais recente aqui).


Fonte: Angelotti Licensing


Inspirado no popular Tamagotchi, Digimon surgiu em 1997 pela Bandai, como uma série de bichinhos virtuais que também podiam batalhar. Em 1999 a Toei Animation lançou uma série animada derivada, sob o título de Digimon Adventure.

Creditada a uma equipe criativa denominada como Akiyoshi Hongo, Digimon Adventure fez sucesso suficiente para render uma continuação no ano seguinte, com Digimon 02. Depois foi a vez de Digimon Tamers Digimon Frontier, séries que possuíam seus próprios enredos, sem dar continuidade às duas primeiras. Após uma pausa, o título voltou com mais uma série original em 2006, intitulada de Digimon Savers (Data Squad no Ocidente). Entre 2010 e 2012 foi a vez de Digimon Xros Wars (Fusion) e em 2016 chegou Digimon Universe: App Monsters.

Trazida ao Brasil como forma de contra-ataque à mania PokémonDigimon ganhou grande destaque na programação da Rede Globo a partir de julho de 2000, sendo exibido também pelo extinto canal pago Fox Kids. Dublada nos lendários estúdios da Herbert Richers, foi um enorme sucesso comercial, rendendo inúmeros produtos estampados com a marca, como materiais escolares, alimentos, revistas, jogos e brinquedos.

Parte dos episódios da 1ª série foi lançada em DVD pela Focus Filmes. Atualmente, pode ser vista na íntegra com a dublagem original pelo serviço de streaming Looke. Entre 2015 e 2018, uma série de 6 filmes foi lançada, trazendo os personagens do animê original na adolescência. Chamada de Digimon Adventure tri., foi exibida aqui no Brasil com os filmes divididos em episódios de meia hora, através da Crunchyroll.

A Crunchyroll também exibe o reboot Digimon Adventure:, lançado em abril de 2020.

Publicidade
close